A GNR deteve um homem e uma mulher suspeitos de agredirem os seus companheiros, em Matosinhos e Vila Nova de Gaia, distrito do Porto, tendo ficado proibidos pelo tribunal de se aproximarem das vítimas, anunciou esta segunda-feira esta força policial.

Em comunicado, a GNR explicou que um dos casos diz respeito a um homem de 23 anos, toxicodependente e com antecedentes criminais por condução de veículo sem habilitação legal, que terá injuriado, ameaçado de morte e agredido a sua ex-companheira, de 30 anos, durante o relacionamento de dois anos que manteve com ela.

Após a separação, a vítima começou a ser perseguida persistentemente, junto da sua residência, pelo suspeito que a ameaçou de morte, exibindo-lhe armas de fogo, o que originou um mandado de detenção”, sublinhou.

No segundo caso, a GNR deteve uma mulher de 50 anos por suspeitas de agredir o seu namorado de 33 anos, com quem está há dois anos.

A suspeita terá dirigido à vítima injúrias e ameaças de morte, chegando mesmo a desferir um golpe com uma faca de cozinha no companheiro, atingindo-o numa perna, o qual teve necessidade de receber tratamento hospitalar”, ressalvou.

Segundo esta força policial, a vítima vivia num “clima de medo”, dado já ter sido alvo de um episódio idêntico que não denunciou, pelo que foi emitido um mandado que culminou na detenção desta.

Os arguidos, detidos e presentes a tribunal na semana passada, ficaram sujeitos a termo de identidade e residência, afastamento da residência das vítimas, proibição de as contactar por qualquer meio e proibição de se aproximarem dos locais habitualmente frequentados por estas.