vA presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou que Portugal vai receber esta terça-feira a primeira tranche do programa SURE — que serve para mitigar o desemprego na UE. “Tenho boas notícias para Portugal, porque a partir de amanhã Portugal vai receber a primeira tranche do programa SURE, que disponibilizará a Portugal 3 mil milhões de euros”, disse a presidente da Comissão à RTP, numa entrevista que será transmitida mais logo.

O programa SURE tem como objetivo evitar medidas de lay-off mesmo que não haja trabalho suficiente nas empresas. No fundo, a Comissão Europeia vai “subsidiar os salários”, para que “empresas saudáveis se mantenham abertas” e, “quando a crise terminar e o mercado de trabalho melhorar”, as empresas possam “aceitar as encomendas, porque têm o pessoal habilitado na empresa”, disse ainda a presidente da Comissão à televisão pública.

Ursula von der Leyen já tinha anunciado que Portugal iria receber “nos próximos tempos” os 5,9 mil milhões de euros deste programa; e o Governo adiantou na mesma altura que, dessa verba, esperava receber 3 mil milhões de euros em novembro.

Portugal recebe 5,9 mil milhões de euros de fundos europeus para apoio ao emprego

A 17 de novembro, a Comissão Europeia tinha já desembolsado dinheiro para nove países da UE, no âmbito do mesmo programa. Com Itália (6,5 mil milhões), Espanha (4 mil milhões), Grécia (2 mil milhões), Croácia (510 milhões de euros), Chipre (250 milhões),  Lituânia (300 milhões), Eslovénia (200 milhões), Letónia (120 milhões) e Malta (120 milhões), a UE distribuiu na altura um total de 14 mil milhões de euros.

No caso do Fundo de Resiliência, o dinheiro chegará mais tarde, depois de fechadas as difíceis negociações entre os estados-membros — e depois de aprovado o programa de recuperação português, cuja primeira versão foi entregue por António Costa em Bruxelas.

Quando é que chega o dinheiro europeu para combater a crise? 8 respostas para não perder o fio à meada