Índice

    Índice

O que deve saber antes de seguir as nossas recomendações

O número de fundos disponíveis aos investidores portugueses atingiu um novo recorde: são agora 3.896 produtos. Mais oferta significa mais oportunidades de ganhar dinheiro, mas, também, que pode ser mais complicado orientar-se no mundo das finanças.

Quem tem mais fundos?

Mostrar Esconder

Há sete bancos que oferecem mais de 500 fundos aos seus clientes.

Número de fundos recomendados (total de fundos comercializados)
Banco Best 161 (2.867)
BiG 64 (1.076)
Banco Carregosa 52 (1.021)
Bankinter 46 (936)
Banco Invest 58 (896)
Deutsche Bank 48 (710)
ActivoBank 40 (670)

Para não se perder, reduzimos o número de fundos de investimento aos que interessam. Escolhemos o melhor fundo em cada uma das 64 categorias descritas em baixo. A análise debruça-se unicamente sobre os fundos comercializados diretamente pelos intermediários financeiros a operar em Portugal; exclui os fundos cotados na bolsa.

Para dar alternativa a quem não tem acesso ao melhor fundo de cada categoria (a negrito nos quadros mais à frente), elegemos mais dois a sete fundos que também se classificaram bem pelas regras que definimos. São as nossas segundas escolhas.

As recomendações baseiam-se nos dados históricos de cada um dos fundos. Muitos estudos académicos mostram que usar apenas a informação histórica de fundos não permite identificar os futuros vencedores. Em média, os fundos recomendados há um ano tiveram um desempenho abaixo da concorrência.

-0,17%

Os fundos recomendados há um ano ficaram, em média, 0,17 pontos percentuais aquém da concorrência. Todavia, nas categorias de ações, as nossas recomendações bateram a concorrência por 0,48%, em média.

Fonte: Bloomberg. Rentabilidade bruta entre 23 de janeiro de 2017 e 22 de janeiro de 2018.

Se planeia atualizar a sua carteira com estas recomendações, pense duas vezes: não há garantia de que estes produtos rendam mais do que aqueles que já tem, além de que o resgate poderá provocar tributação desnecessária. Adicionalmente, 27 fundos mantêm-se como as melhores escolhas desde o ano passado:

  1. Alves Ribeiro PPR
  2. Amundi CPR Global Agriculture SU (C)
  3. Amundi CPR Global Lifestyles AE (C)
  4. Barclays MultiManager Portfolio 4 A Acc USD
  5. BTG Pactual Brazil Equity Plus A USD
  6. CA Monetário
  7. Fidelity Active Strategy Emerging Markets A-ACC-USD
  8. Fidelity Asian Bond Fund A-ACC-USD
  9. Fidelity Global Technology A-EUR
  10. Fidelity Pacific A-ACC-EUR
  11. F&C Responsible Global Equity A EUR
  12. Invesco Gold & Precious Metals E EUR
  13. Janus Henderson Horizon Japanese Smaller Companies A2 USD
  14. JPMorgan Africa Equity A EUR
  15. JPMorgan Europe Strategic Growth D EUR
  16. JPMorgan US Bond D USD
  17. Legg Mason ClearBridge US Large Cap Growth A EUR
  18. MFS Meridian Prudent Wealth A1USD
  19. NN L Health Care X Cap EUR
  20. Parvest Equity Russia Opportunities Classic
  21. Schroder Global Inflation Linked Bond USD Hedged B Acc
  22. Schroder US Small & Mid-Cap Equity USD C
  23. T. Rowe Price European High Yield Bond A EUR
  24. T. Rowe Price Japanese Equity A
  25. UBS EF China Opportunity (USD) P
  26. Vontobel Clean Technology B EUR
  27. Vontobel US Dollar Money B USD

Embora recomendemos um fundo por categoria, não deve investir em todos. Nem todas as categorias fazem sentido neste momento – ou em algum momento. Por exemplo, nunca recomendamos fundos de fundos (incluídos nas categorias de multiativos), porque normalmente representam duas camadas de comissões: as da sociedade gestora e as dos fundos em que essa sociedade gestora investe o seu dinheiro. As categorias a adicionar à sua carteira devem depender principalmente do seu perfil de investidor.

Todos os fundos estão isentos de comissão de subscrição e de resgate, exceto quando assinalado em contrário em baixo.

As nossas 8 apostas para 2018

Uma redução de 3.896 para 64 fundos já pode ser uma grande ajuda, mas, mesmo assim, muitos investidores podem ter dificuldade em decidir quais as melhores categorias para investir.

Se não suporta alguma volatilidade no seu património, não invista em fundos neste ano. Fica mais bem servido com depósitos bancários (que pagam taxas anuais líquidas até 3,68%) ou com a plataforma Raize, que, na opção automatizada, poderá render 5% por ano, como revelámos em “Onde investir em 2018. Saiba como fazer crescer o seu dinheiro”.

Todos os investidores que aguentam os altos e os baixos dos investimentos com a expectativa de obterem mais rendimentos num futuro afastado (mais de cinco anos, pelo menos) devem começar por analisar um fundo de ações mundiais, como o Morgan Stanley Global Opportunity ou o Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio.

O Morgan Stanley Global Opportunity (cuja volatilidade pode ser reduzida optando pela versão com cobertura cambial, a BH) pode ter a carteira dispersa por todas as economias mundiais, incluindo os mercados emergentes. Porém, o Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio não, o que pode levar os investidores a complementarem-no com um fundo de mercados emergentes, como o Fidelity Active Strategy Emerging Markets, ou, até, um produto especializado numa franja dos mercados emergentes, como o Goldman Sachs BRICs Equity Portfolio, que aplica no Brasil, Rússia, Índia e China (conhecidos pela a sigla BRIC). De qualquer maneira, o Fidelity Active Strategy Emerging Markets (que também tem uma classe com cobertura cambial, a A-ACC-EUR (hedged)) tem agora três quintos da carteira nos BRIC.

Nos últimos três anos, as bolsas norte-americanas subiram mais do que o dobro dos mercados europeus. Como os gestores tendem a investir mais nos mercados maiores, as ações norte-americanas têm agora um elevado peso nos fundos de ações mundiais, o que preocupa alguns investidores. O Morgan Stanley Global Opportunity tem cerca de 43% na América do Norte, enquanto o Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio aplica 62%. Uma maneira de refrear a exposição aos Estados Unidos da América é trocar uma parte do investimento num fundo de ações mundiais por uma subscrição num fundo de ações europeias, como o JPMorgan Europe Strategic Growth ou o MFS Meridian European Value.

As nossas convicções para 2018
Os fundos menos voláteis dificilmente serão bons investimentos durante este ano.
ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
Fundos de ações do mundo
LU0552385709 Morgan Stanley Global Opportunity BH 31,59% 13,50% 14,83% 5 2,88% Best
LU0552385378 Morgan Stanley Global Opportunity B 20,83% 14,76% 17,50% 6 2,84% Best
LU0257370246 Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio E (Close) 6,50% 8,35% 12,63% 5 1,95% ActivoBank
LU0201159711 Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio E (Snap) 6,47% 8,22% 12,84% 5 1,94% Banco Invest, Best
Fundos de ações de mercados emergentes
LU0234683448 Goldman Sachs BRICs Equity Portfolio E 20,60% 9,68% 5,69% 6 2,62% ActivoBank, Banco Invest, Best
LU0688698975 Fidelity Active Strategy Emerging Markets A-ACC-EUR (hedged) 20,09% 3,76% 5,54% 5 1,97% Best
LU0650957938 Fidelity Active Strategy Emerging Markets A-ACC-USD 17,00% 5,92% 7,18% 6 1,94% Best
Fundos de ações da Europa
LU0117858679 JPMorgan Europe Strategic Growth D EUR 11,49% 8,50% 11,49% 5 2,52% Best, BiG, Deutsche Bank
LU0219440764 MFS Meridian European Value A1USD 11,22% 7,14% 9,16% 5 1,93% Best
LU0125951151 MFS Meridian European Value A1EUR 10,61% 7,00% 9,23% 5 1,92% Best
Fundos de obrigações de alto rendimento
LU0086177085 UBS BF Euro High Yield (EUR) P-acc 4,80% 3,56% 4,20% 3 1,32% ActivoBank, Banco Invest, Best, Deutsche Bank
LU0114074718 Eurizon Bond High Yield R 3,36% 3,38% 4,11% 3 1,47% Best

O único segmento do mercado de dívida que recomendamos para investir agora é o de alto rendimento. Os gestores do UBS BF Euro High Yield (EUR) e do Eurizon Bond High Yield procuram obrigações mais arriscadas para extraírem taxas de juro mais elevadas. Só assim as probabilidades de ganhar mais do que nos melhores depósitos bancários ficam do lado dos aforradores.

Fundos de ações da Alemanha

Christian von Engelbrechten é o melhor gestor a escolher ações alemãs. Foi um dos poucos que conseguiu ganhar perto de 10% por ano desde 2013, dois anos depois de assumir o cargo na Fidelity. Os investidores portugueses devem optar entre dois fundos: o Fidelity Germany A-ACC-EUR e o Fidelity Germany A-EUR. O primeiro não distribui dividendos aos subscritores, mas o segundo pode fazê-lo. No entanto, o último pagamento foi efetuado em agosto de 2013.

Engelbrechten está agora enviesado para os setores das tecnologias da informação. No início de dezembro passado, as ações da SAP eram a sua principal aposta.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0840617350 Allianz German Equity AT EUR 13,23% 8,92% 9,62% 6 1,85% Banco Invest, Best
LU0261948227 Fidelity Germany A-ACC-EUR 12,32% 8,09% 9,60% 6 1,93% Banco Carregosa, BiG
LU0048580004 Fidelity Germany A-EUR 12,31% 8,08% 9,60% 6 1,93% ActivoBank, Banco Carregosa, Best, Deutsche Bank

Fundos de ações da América do Norte

A norte-americana Legg Mason delega a gestão do seu fundo de ações norte-americanas na equipa da sociedade gestora ClearBridge Investments. Foi essa equipa que colocou o fundo Legg Mason ClearBridge US Large Cap Growth na primeira posição para quem quer investir nas bolsas da América do Norte.

Peter Bourbeau, que gere o fundo juntamente com Margaret Vitrano, está preocupado com o sucesso dos investimentos passivos, como os fundos de índice. Em entrevista ao FundsPeople, o responsável afirmou que isso está a provocar “muita distorção de preços”.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0511403544 AB American Growth Portfolio C EUR H 19,39% 8,55% 12,42% 5 2,25% Best
LU0054403190 AB American Growth Portfolio C USD 9,87% 9,58% 14,81% 6 2,25% Best
LU0232575059 AB American Growth Portfolio C EUR 9,80% 9,65% 14,85% 6 2,25% Best
LU0137005913 Vontobel US Equity C USD 6,22% 9,17% 12,49% 5 2,63% Best
IE00B19Z9612 Legg Mason ClearBridge US Large Cap Growth A EUR 6,16% 9,57% 14,67% 6 1,73% Best
LU0474966248 Pictet USA Index R EUR 3,92% 7,50% 12,86% 5 0,75% Banco Carregosa, Best, BiG
LU0429319345 T. Rowe Price US Equity A USD 3,65% 7,76% 13,07% 5 1,66% Best

Fundos de ações da América Latina

José Zitelmann, que lidera o fundo BTG Pactual Latin American Equity A USD, foi o único que conseguiu levar as aplicações dos investidores portugueses a retornos positivos — mas parcos — nos últimos cinco anos. Todavia, o fundo da brasileira BTG Pactual é um dos mais caros numa categoria por si cara: em média, os encargos correntes nos fundos de ações latino-americanas absorvem 2,5% do património dos investidores.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0396314238 Aberdeen Latin American Equity A-2 9,25% 4,63% -1,41% 6 2,07% Best
LU0347065657 T. Rowe Price Latin American Equity A USD 8,41% 4,97% -0,83% 6 2,09% Best
LU0815616999 BTG Pactual Latin American Equity A USD 5,30% 2,86% 0,38% 6 4,14% Best

Fundos de ações da Ásia e do Pacífico

Dale Nicholls procura as melhores ações para investir numa vasta área: desde a Índia até à Austrália, passando pela Coreia do Sul e pelas Filipinas. No início de 2018, os dois maiores investimentos do gestor do Fidelity Pacific eram chinesas: títulos da Tencent Holdings e da Alibaba, as maiores companhias de Internet da China. Todavia, o maior mercado para Nicholls era o Japão, que absorvia 24% do património do fundo. As classes A em euros e em dólares norte-americanos do Fidelity Pacific são praticamente idênticas do ponto de vista do investidor português, embora o fundo em dólares possa distribuir dividendos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0217390656 JPMorgan Pacific Equity D EUR 15,79% 11,03% 9,63% 6 2,56% Best, BiG
LU0368678339 Fidelity Pacific A-ACC-EUR 12,67% 8,83% 11,85% 6 1,92% Banco Carregosa, Best
LU0049112450 Fidelity Pacific A-USD 12,61% 8,81% 11,87% 6 1,92% ActivoBank, Banco Carregosa, Best, Deutsche Bank

Fundos de ações da Ásia e do Pacífico excluindo Japão

O Schroder Asian Total Return USD B é o único fundo de ações da Ásia e do Pacífico excluindo o Japão que ganhou mais de 10% por cada um dos anos da última década. Em média, os fundos concorrentes avançaram 3,85%. Os gestores Robin Parbrook e King Fuei Lee selecionam ações em toda a Ásia e Oceânia, mas excluem o mercado japonês da busca. Tal como o fundo anterior, a Tencent Holdings e a Aliababa estão entre os maiores investimentos, mas a maior aposta é na sul-coreana Samsung Eletronics, de acordo com os últimos dados sobre o fundo da Schroders.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0372739705 Schroder Asian Total Return EUR Hedged A 26,48% 8,70% 6,82% 4 1,87% Banco Carregosa
LU0345361124 Fidelity Asia Pacific Opportunities A-ACC-EUR 16,77% 11,75% 9,26% 6 1,97% BiG
LU0326949004 Schroder Asian Total Return USD B 15,57% 9,28% 8,55% 5 2,47% Banco Carregosa, Bankinter

Fundos de ações da Ásia excluindo Japão

Um terço da carteira do BlackRock Asian Growth Leaders E2 EUR está aplicado na China: Tencent Holdings, China Construction Bank, NetEase e Guangshen Railway eram apenas as principais apostas chinesas no início de 2018. Todavia, Andrew Swan e Emily Dong, os responsáveis pelo fundo da BlackRock, também tinham investimentos na Coreia do Sul, Índia, Formosa, Indonésia, Tailândia e Filipinas.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0248183906 Schroder Asian Opportunities EUR B 22,94% 11,04% 9,00% 5 2,47% Banco Carregosa, Bankinter, Best, Deutsche Bank
LU0106259632 Schroder Asian Opportunities USD B 22,70% 10,90% 8,93% 6 2,47% ActivoBank, Banco Carregosa, Banco Finantia, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0859044934 BlackRock Asian Growth Leaders E2 EUR 14,95% 10,35% 12,92% 6 2,34% Banco Invest, Bankinter, Best

Fundos de ações da China

Os gestores do UBS EF China Opportunity pesquisam as melhores ações chinesas não só entre as grandes companhias, como a Tencent Holdings e a Alibaba, mas também nas camadas das bolsas reservadas às pequenas capitalizações. É por isso que, entre os maiores ativos do fundo da UBS, se encontram nomes menos conhecidos, como TAL Education Group, que oferece soluções tecnológicas de educação, e a farmacêutica CSPC.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0067412154 UBS EF China Opportunity (USD) P 28,87% 16,74% 16,57% 6 2,41% ActivoBank, Banco Invest, Best
LU0072913022 UBS EF Greater China (USD) P 25,49% 15,48% 14,02% 6 2,41% ActivoBank, Banco Invest, Best, Deutsche Bank
LU0327786827 Janus Henderson Horizon China Fund A1 USD 24,02% 11,59% 12,52% 6 1,92% Best, BiG

Fundos de ações da Europa

Se o BlackRock European Opportunities Extension já estivesse aberto a novas subscrições, seria o fundo recomendado para quem quisesse investir em ações europeias. Como a BlackRock ainda não reverteu a decisão, o JPMorgan Europe Strategic Growth D EUR continua a ser a nossa recomendação.

Michael Barakos e Ben Stapley, da JPMorgan, continuam a bater a maioria da concorrência no mercado dos fundos de ações europeias, apesar do JPMorgan Europe Strategic Growth D EUR ser um dos mais caros. O Reino Unido continua a ser o principal destino do dinheiro investido pela dupla, cerca de 27% do património. Portugal capta menos de 1%. No início de 2018, as ações da suíça Nestlé e da anglo-holandesa Unilever era os maiores ativos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0260085492 Jupiter European Growth L EUR 14,35% 8,56% 10,14% 5 1,72% Best, BiG
LU0329190499 Jupiter European Growth L GBP 13,78% 8,43% 10,06% 5 1,72% Best
LU0219440509 MFS Meridian European Core Equity A1USD 12,65% 7,95% 8,37% 5 2,06% Best
LU0117858679 JPMorgan Europe Strategic Growth D EUR
11,49% 8,50% 11,49% 5 2,52% Best, BiG, Deutsche Bank
LU0219440764 MFS Meridian European Value A1USD 11,22% 7,14% 9,16% 5 1,93% Best
LU0125951151 MFS Meridian European Value A1EUR 10,61% 7,00% 9,23% 5 1,92% Best
IE00B01D9G61 Man GLG European Equity D EUR 8,74% 4,98% 8,26% 5 1,75% Best
IE00B01D9D31 Man GLG European Equity D H USD 0,12% 5,69% 10,28% 6 1,75% Best

Fundos de ações da Europa continental

O BlackRock Continental European Flexible continua a ser o fundo mais interessante para quem quer excluir o Reino Unido do seu fundo de ações europeias. Todavia, ao invés da classe E2, que foi recomendado há um ano, a A2, estreada no Banco Carregosa, é a melhor. Como os encargos correntes são mais baixos (1,82% por ano em vez de 2,23%), a rentabilidade tem sido superior.

França, Suíça e Alemanha, que, conjuntamente, absorvem metade da carteira do fundo, são os principais destinos de investimento de Alister Hibbert, o gestor responsável da BlackRock. No início de 2018, o BlackRock Continental European Flexible não tinha exposição a Portugal.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0769137737 BlackRock Continental European Flexible A2 USD 14,20% 8,88% 9,86% 5 1,81% Banco Carregosa
LU0224105980 BlackRock Continental European Flexible E2 EUR 13,99% 8,59% 9,49% 5 2,31% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0503932328 Janus Henderson Horizon European Growth A2 EUR 11,55% 8,24% 9,62% 5 1,89% Best, BiG

Fundos de ações da Europa emergente

Rollo Roscow e Mohsin Memon, que dirigem o Schroder Emerging Europe, têm cerca de metade dos ativos do fundo aplicada na Rússia, em ações como as do Sberbank, da Lukoil e da Tatneft. Adicionalmente, compraram títulos na Polónia, Turquia, Hungria e Grécia. Todas as outras nações representam menos de 5% do fundo.

Todos os outros fundos de ações da Europa emergente ficam muito longe do desempenho do Schroder Emerging Europe. Por exemplo, nos últimos cinco anos, renderam, em média, 0,54% por ano. A classe mais interessante do fundo da Schroders, a A em euros, ganhou 3,51%. É distribuida em exclusivo pelo Santander Totta.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0106817157 Schroder Emerging Europe EUR A 8,34% 11,42% 3,51% 6 1,90% Santander Totta
LU0106824104 Schroder Emerging Europe EUR B Dis 7,86% 10,87% 3,04% 6 2,50% Banco Carregosa, Best
LU0251572144 Schroder Emerging Europe USD A1 7,73% 10,80% 3,06% 6 2,40% Santander Totta

Fundos de ações da Índia

Em 2016, o Goldman Sachs India Equity Portfolio teve um dos piores desempenhos entre os concorrentes, “mas isso não impede que continue a ser a nossa recomendação para quem quer se expor à economia da Índia”, escrevemos há um ano. Em 2017, o Goldman Sachs India Equity Portfolio Base teve o melhor retorno, 22,41%. Como essa classe ainda não está disponível em Portugal, há um ano recomendámos a classe E. Continua a ser uma boa escolha.

O setor financeiro é a principal aposta dos gestores da Goldman Sachs. No início do passado mês de dezembro, as ações da Maruti Suzuki India, que tem uma quota de 50% do mercado indiano de automóveis de passageiros, lideravam a lista das cerca de uma centena de títulos na carteira do Goldman Sachs India Equity Portfolio.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0333810181 Goldman Sachs India Equity Portfolio Base 22,41% 10,64% 13,92% 6 1,95% ActivoBank
LU0333810850 Goldman Sachs India Equity Portfolio E 22,18% 10,32% 13,48% 6 2,46% Banco Invest, Best
LU0267984697 Invesco India Equity E 20,04% 10,96% 12,56% 6 2,90% Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank

Fundos de ações da Rússia

O sueco Dan Fredrikson, especialista da Alfred Berg, uma unidade do BNP Paribas Investment Partners, lidera a gestão do Parvest Equity Russia Opportunities. Quase conseguiu que o Parvest Equity Russia Opportunities Classic não tivesse perdas em 2017. Os fundos concorrentes perderam, em média, 8,70%.

Quem quiser evitar as comissões de subscrição e de resgate da classe Classic do Parvest Equity Russia Opportunities, deve optar pela classe N, que também é comercializada pelo Deutsche Bank, além do ActivoBank, do Best e do BiG.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0265268689 Parvest Equity Russia Opportunities Classic -1,14% 17,42% 3,85% 6 2,22%
Deutsche Bank*
LU0265268929 Parvest Equity Russia Opportunities N -1,87% 16,70% 3,26% 6 2,97% ActivoBank, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0823432454 Parvest Equity Russia N -5,58% 15,90% 2,24% 7 2,97% Best
*O Deutsche Bank cobra uma comissão de subscrição de 0,5% e uma comissão de resgate de 0,5%.

Fundos de ações da Suíça

Indústria, saúde e banca são os setores favoritos dos gestores do Axa Framlington Switzerland A EUR. Nestlé, Novartis e Roche Holdings ocupam as principais posições na carteira do fundo no passado mês de dezembro. A sociedade gestora, a Axa Investment Managers, diz que o fundo pode não ser indicado para quem quer retirar as aplicações em menos de oito anos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0184627536 Axa Framlington Switzerland A EUR
10,96% 7,98% 9,70% 5 1,75% Best
LU0132643411 UBAM Swiss Equity RC CHF 10,36% 6,96% 10,02% 5 2,37% Best
LU0133350016 Candriam Equities L Switzerland N 6,26% 5,84% 8,99% 5 2,35% Best

Fundos de ações da zona euro

Os gestores da Deutsche Asset Management aplicam a metodologia Cash Return On Capital Invested (CROCI), desenvolvida pelo Deutsche Bank, para eleger as melhores ações da zona euro. No início de dezembro, essa metodologia tinha colocado a holandesa Akzo Nobel, que produz tintas e produtos de revestimento, a ArcelorMittal, que atua no setor do aço, e a química alemã Basf no topo da carteira do DB Platinum IV CROCI Euro R2C.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0093032786 Barclays Equity Euro A 14,51% 8,54% 9,52% 5 1,75% Bankinter
LU0194163134 DB Platinum IV CROCI Euro R2C 13,23% 9,70% 10,36% 5 1,67% ActivoBank, Deutsche Bank
LU0011889846 Janus Henderson Horizon Euroland A2 EUR 7,25% 7,35% 10,45% 5 1,87% Best, BiG

Fundos de ações de África

Pandora Omaset e Oleg Biryulyov são os gestores responsáveis pelos investimento em África da JPMorgan Asset Management. Os especialistas têm vindo a reduzir o peso da bolsa de Joanesburgo na carteira do JPMorgan Africa Equity A EUR. Há um ano estava em 63%; no início de 2018 estava em 45%. O maior investimento do fundo é na companhia sul-africana de Internet Naspers (que controla o OLX), seguido da aposta no egípcio Commercial International Bank e no queniano Safaricom.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0355584979 JPMorgan Africa Equity A EUR 8,46% -1,72% 0,69% 6 1,80% Deutsche Bank
LU0355585513 JPMorgan Africa Equity D EUR 7,87% -2,46% 0,18% 6 2,55% Best
LU0355585430 JPMorgan Africa Equity D USD 7,67% -2,61% 0,12% 6 2,55% Best

Fundos de ações de África e Médio Oriente

Se, além querer investir em África, desejar uma exposição ao Médio Oriente, o T. Rowe Price Middle East & Africa Equity A é o melhor fundo para o fazer. Os principais destinos de investimento de Oliver Bell, o responsável pelo fundo desde 2011, são a África do Sul (onde a Naspers é a maior aposta), a Arábia Saudita (a Saudi Basic Industries é o principal ativo) e os Emirados Árabes Unidos (onde o National Bank of Abu Dhabi é o destaque).

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0310187579 T. Rowe Price Middle East & Africa Equity A 4,82% 1,19% 6,77% 6 2,07% Best
LU0352132285 Franklin MENA A EUR -0,95% -1,43% 6,62% 6 2,58% Bankinter
LU0352132103 Franklin MENA A USD -1,09% -1,53% 6,59% 6 2,58% Bankinter

Fundos de ações de empresas mundiais de agricultura

Não é barato investir numa carteira diversificada de ações do setor agrícola: os custos correntes do fundo Amundi CPR Global Agriculture SU (C), o melhor do grupo, representam anualmente 2,63% do património dos investidores. Os gestores da Amundi investem a nível global, mas principalmente nos Estados Unidos da América, que representam pouco mais de metade da carteira.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0366534773 Pictet Nutrition R EUR 6,56% 3,59% 4,47% 5 2,72% Banco Carregosa, Banco Invest, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0428746043 Pictet Nutrition R USD 6,47% 3,56% 4,39% 5 2,72% Banco Carregosa, Banco Invest, Best
LU0347595372 Amundi CPR Global Agriculture SU (C) 1,37% 2,58% 5,45% 5 2,63% ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG

Fundos de ações de empresas mundiais de bens de consumo

Na administração do Fidelity Global Consumer Industries, Aneta Wynimk pode investir em qualquer empresa cotada que fabrique ou distribua bens aos consumidores. A gestora procura focar-se em negócios com poder de fixação de preços, marcas fortes e propriedade intelectual valiosa. No início de 2018, Amazon.com, LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton e Nestlé era as principais apostas.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0114721508 Fidelity Global Consumer Industries A-EUR
9,45% 7,26% 10,37% 5 1,92% ActivoBank, Banco Carregosa, Best, Deutsche Bank, Millennium bcp*
LU0840140957 Fidelity Funds Global Consumer Industries E-ACC-EUR 8,86% 6,65% 9,70% 5 2,69% Deutsche Bank
LU0823411706 Parvest Consumer Innovators Classic 8,32% 7,19% 11,34% 6 1,98% Bankinter
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo de 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de ações de empresas mundiais de bens de luxo

Anne Leborgne, a gestora da CPR Asset Management, na qual a Amundi delegou a administração do Amundi CPR Global Lifestyles, pesquisa ações ligadas aos bens e serviços de luxo e prestígio em todo o mundo. Porém, a maior parte da carteira está aplicada em companhias norte-americanas, francesas e japonesas. Uma das suas últimas compras de 2017 foi um conjunto de títulos da Tiffany & Company, um dos principais retalhistas de joias de luxo dos Estados Unidos da América.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0568611817 Amundi CPR Global Lifestyles AE (C) 6,68% 6,03% 8,38% 5 2,54% BiG
LU0568612039 Amundi CPR Global Lifestyles SU (C) 6,29% 5,68% 8,03% 6 2,67% Banco Invest, Best, BiG
LU0568612112 Amundi CPR Global Lifestyles FU (C) 5,52% 4,88% 7,17% 6 3,68% ActivoBank

Fundos de ações de empresas mundiais de energia

Os fundos que investem no setor energético tiveram um ano difícil em 2017: os que não fazem proteção cambial perderam, em média, cerca de 14%. O NN L Energy X, tanto na versão em euros como em dólares norte-americanos, conseguiu reduzir os prejuízos para perto de metade. Os gestores afastaram-se quase por completo das companhias que prestam serviços e disponibilizam equipamento à indústria petrolífera. As grandes petrolíferas integradas, como a Royal Dutch Shell, a Total e a BP, são as principais apostas no início de 2018.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0332193340 NN L Energy X Cap EUR
-7,36% 0,22% 0,58% 6 2,30% Best
LU0121175821 NN L Energy X Cap USD -7,47% 0,18% 0,57% 6 2,30% Best, BiG
LU0406711613 MFS Meridian Global Energy A1EUR -14,65% -1,62% 0,42% 6 2,05% Best

Fundos de ações de empresas mundiais de finanças

Apesar de a saída planeada do Reino Unido da União Europeia estar a levar uma grande parte do setor financeiro em Londres a deslocar-se para a Europa continental, Sotiris Boutsis, o gestor do Fidelity Global Financial Services, tem cerca de 8% deste fundo em sociedades britânicas, como a seguradora Prudential. Contudo, são os Estados Unidos da América que recebem mais atenção do especialista: cerca de 44% da carteira está aí investida.

O Fidelity Global Financial Services A-EUR distribui anualmente dividendos em agosto. Se preferir que os ganhos sejam capitalizados, opte pelo NN L Banking & Insurance X Cap em euros ou em dólares.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0114722498 Fidelity Global Financial Services A-EUR 6,69% 7,58% 10,22% 6 1,93% Deutsche Bank, Santander Totta
LU0332192458 NN L Banking & Insurance X Cap EUR 5,07% 7,80% 9,29% 6 2,31% Best, BiG
LU0121172307 NN L Banking & Insurance X Cap USD 4,98% 7,77% 9,29% 6 2,30% Best, BiG

Fundos de ações de empresas mundiais de imobiliário

Foi difícil ganhar dinheiro investindo em ações de empresas de imobiliário a nível global em 2017. Em média, os fundos desta categoria perderam 0,20%. O Nordea 1 Global Real Estate E, em euros ou em dólares norte-americanos, não ficaram entre os mais rentáveis no ano passado, mas são os mais lucrativos no último quinquénio: ganharam quase 6% por ano. Para alcançar esse desempenho, os gestores da sueca Nordea não precisaram de correr mais riscos do que a concorrência.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0705260262 Nordea 1 Global Real Estate E EUR 0,83% 3,65% 5,98% 5 2,60% Banco Carregosa, Banco Invest, Best, BiG
LU0705260429 Nordea 1 Global Real Estate E USD 0,74% 3,52% 5,96% 5 2,60% Banco Carregosa, Banco Invest, Best, BiG
LU0237698757 Fidelity Global Property A-ACC-EUR -2,40% 1,91% 5,50% 5 1,95% Deutsche Bank

Fundos de ações de empresas mundiais de ouro e metais preciosos

O preço da onça de ouro está abaixo do seu nível de há um ano ou, mesmo, de há cinco anos. Como o valor de mercado das companhias auríferas depende da evolução do preço do metal amarelo, é natural que os fundos que investem nessas sociedades estejam a perder nos últimos anos. Mesmo assim, o mais resistente no último quinquénio tem sido o Invesco Gold & Precious Metals E EUR.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0055631609 BlackRock World Gold A2RF USD -9,92% 4,99% -8,13% 7 2,05% Deutsche Bank
LU0171306680 BlackRock World Gold E2 EUR -10,15% 4,71% -8,52% 7 2,55% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank, Millennium bcp*
LU0503253931 Invesco Gold & Precious Metals E EUR -12,33% 4,27% -7,91% 7 2,48% Banco Invest, Bankinter, Best, BiG
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo de 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de ações de empresas mundiais de recursos naturais

Shawn Driscoll, que lidera a gestão do fundo T. Rowe Price Global Natural Resources Equity há mais de quatro anos, investe em empresas ligadas aos mais variados recursos naturais, do petróleo e do gás até à água e à agricultura. No arranque de 2018, por exemplo, o maior ativo do fundo era composto por ações da Air Products & Chemicals, uma firma norte-americana de gases e químicos para utilização industrial. Uma coisa é certa: com uma taxa de encargos correntes de 1,77%, o fundo da T. Rowe Price é o mais económico; a taxa média da concorrência é de 2,32%.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0612319946 BlackRock Natural Resources Growth & Income E5G EUR Hedged 7,46% 1,40% -0,13% 6 2,35% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best
LU0628613639 BlackRock Natural Resources Growth & Income E2 EUR -0,94% 2,80% 1,95% 6 2,35% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best
LU0272423673 T. Rowe Price Global Natural Resources Equity A -5,01% 1,82% 3,22% 6 1,77% Best

Fundos de ações de empresas mundiais de saúde

Paul Vrouwes, um dos especialistas da NN Investment Partners que coloca o NN L Banking & Insurance X Cap EUR no topo das preferências dos fundos de ações de empresas mundiais de finanças, lança também o NN L Health Care X Cap EUR como o melhor fundo de ações de empresas mundiais de saúde. Para este fundo, Vrouwes procura as melhores ações mundiais no negócio dos cuidados de saúde. UnitedHealth Group, Pfizer e AbbVie eram as maiores apostas no início de 2018.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0341736642 NN L Health Care X Cap EUR
3,48% 4,73% 12,35% 5 2,30% Best, BiG
LU0121188642 NN L Health Care X Cap USD 3,39% 4,70% 7,04% 5 2,29% Best, BiG
LU0171309270 BlackRock World Healthscience E2 EUR 4,73% 3,84% 13,61% 6 2,31% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank*
*O Deutsche Bank cobra uma comissão de subscrição de 2%.

Fundos de ações de empresas mundiais de tecnologia

O Fidelity Global Technology A-EUR, o melhor fundo de ações tecnológicas, pode distribuir periodicamente dividendos aos seus investidores. Quem preferir capitalizar os ganhos, tem a solução no Fidelity Global Technology E-ACC-EUR. Hyunho Sohn, que gere os fundos de ações tecnológicas da Fidelity, enviesa-se para grandes empresas, como a Alphabet, a Apple, a Intel e a SAP.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
IE0009356076 Janus Henderson Global Technology A $acc 17,12% 13,05% 15,77% 6 2,66% Millennium bcp*
LU0099574567 Fidelity Global Technology A-EUR 13,98% 15,26% 18,50% 6 1,92% Banco Carregosa, Deutsche Bank, Santander Totta
LU0115773425 Fidelity Global Technology E-ACC-EUR 13,36% 14,58% 17,73% 6 2,67% ActivoBank, Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank, Santander Totta
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo de 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de ações de empresas mundiais do meio ambiente e do clima

O Vontobel Clean Technology B EUR continua a ser o melhor fundo para apostar nas tendências ambientais e climatérias do planeta. Pascal Dudle, que gere este produto a partir de Zurique, na Suíça, prefere o setor da água, no qual aplica cerca de um quarto da carteira. A norte-americana Xylem, que fornece tecnologia para testar, tratar e transportar água nos serviços públicos , é a maior aposta do gestor.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0503631987 Pictet Global Environmental Opportunities R EUR 10,87% 7,21% 9,36% 5 2,77% Banco Carregosa, Banco Invest, Best, BiG
LU0384405600 Vontobel Clean Technology B EUR
8,29% 7,85% 10,96% 5 2,06% Best
LU0406802339 Parvest Climate Impact Classic 5,52% 7,70% 9,66% 5 2,68% Deutsche Bank

Fundos de ações de empresas mundiais socialmente responsáveis

O F&C Responsible Global Equity A EUR continua a ser o melhor fundo de ações para fazer um investimento socialmente responsável. Os especialistas que lideram este instrumento, Jamie Jenkins e Nick Henderson, passam todas as empresas por critérios éticos antes de investir. Os Estados Unidos da América absorvem mais de metade dos investimentos, em títulos como Apple, Xylem e Mastercard.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0234759529 F&C Responsible Global Equity A EUR 8,59% 7,69% 10,18% 5 1,80% ActivoBank, Best
LU0158828326 Allianz Global Sustainability CT EUR 6,41% 6,19% 8,81% 5 2,60% Banco Invest, Best, BiG
LU0121204431 NN L Global Sustainable Equity X Cap EUR 5,49% 5,15% 8,04% 5 2,30% Best, BiG

Fundos de ações de mercados emergentes

Nick Price é o homem a quem deve entregar o seu dinheiro se quiser investir nos mercados emergentes. Ele é o gestor do Fidelity Active Strategy Emerging Markets A-ACC-USD, a nossa escolha neste campo, bem como da classe com cobertura cambial, e do Fidelity Emerging Markets, tanto na classe A em dólares e na classe E em euros.

Tal como outros bons fundos que fecharam a novos investidores — como o BlackRock European Opportunities Extension e o Neuberger Berman China Equity —, é possível que a sociedade gestora suspenda as subscrições do Fidelity Active Strategy Emerging Markets. Em setembro de 2015, quando o fundo reabriu a novos investidores, a Fidelity comunicou que o gestor teria capacidade para gerir até 1,7 mil milhões de dólares “sem comprometer a capacidade da estratégia de investimento”. Nick Price gere agora quase dois mil milhões de dólares no Fidelity Active Strategy Emerging Markets, o equivalente a cerca de 1,6 mil milhões de euros.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0688698975 Fidelity Active Strategy Emerging Markets A-ACC-EUR (hedged) 20,09% 3,76% 5,54% 5 1,97% Best
LU0048575426 Fidelity Emerging Markets Fund A-USD 18,05% 7,08% 7,25% 6 1,95% Banco Carregosa, Deutsche Bank
LU0115763970 Fidelity Emerging Markets Fund E-ACC-EUR 17,43% 6,45% 6,58% 6 2,69% ActivoBank, Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0650957938 Fidelity Active Strategy Emerging Markets A-ACC-USD 17,00% 5,92% 7,18% 6 1,94% Best
IE00B240WN62 Comgest Growth Emerging Markets – EUR Dis 14,71% 6,65% 7,06% 6 1,54% Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo de 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de ações de PME da América do Norte

O Schroder US Small & Mid-Cap Equity C USD é o melhor fundo para investir em pequenas e médias empresas norte-americanas. Em alternativa, as classes A em dólares e B em euros são a melhor escolha. Os gestores da Schroders apenas podem investir em companhias entre as 40% mais pequenas nas bolsas dos Estados Unidos da América.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0205193807 Schroder US Small & Mid-Cap Equity USD C 0,75% 8,26% 13,76% 5 1,30% Deutsche Bank
LU0205193047 Schroder US Small & Mid-Cap Equity USD A 0,35% 7,78% 13,18% 5 1,85% Deutsche Bank
LU0248178062 Schroder US Small & Mid-Cap Equity EUR B 0,10% 7,44% 12,69% 5 2,45% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best

Fundos de ações de PME da Ásia excluindo Japão

A equipa da UBS analisa pequenas e médias empresas da Ásia para encontrar bons investimentos. Todavia, exclui o Japão da sua avaliação. É natural que a maioria das empresas na carteira do UBS ES Asian Smaller Companies (USD) P-acc sejam desconhecidas do mundo ocidental. O maior ativo do fundo são ações da Wonik QnC, uma empresa sul-coreana que fabrica componentes de quartzo e cerâmica para a indústria de semicondutores.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0746413003 UBS ES Asian Smaller Companies (USD) P-acc 15,93% 9,84% 11,31% 5 2,00% ActivoBank, Best
LU0390135415 Templeton Asian Smaller Companies A (acc) EUR 12,30% 7,00% 7,93% 5 1,85% Bankinter
LU0227179958 Schroder Asian Smaller Companies USD B 4,39% 4,16% 7,75% 5 2,50% ActivoBank, Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank

Fundos de ações de PME da Europa

Quando procuram ações, os gestores responsáveis pelo Axa Framlington Europe MicroCap A EUR passam pelas médias e pelas pequenas empresas europeias, focando-se apenas nas chamadas microempresas. A maior aposta da equipa de gestão é na Visiativ, que fornece serviços de digitalização dos negócios empresariais. Esta companhia francesa tem um valor de mercado de 171 milhões de euros, o que a coloca entre as portuguesas Sonae Indústria e Vista Alegre Atlantis.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0300834669 Alken Small Cap Europe R 21,90% 14,01% 17,13% 6 2,10% Best
LU0212992860 Axa Framlington Europe MicroCap A EUR
17,31% 12,56% 15,22% 5 2,27% Best
FR0000974149 Oddo Avenir Europe CR-EUR 15,09% 12,00% 11,10% 5 2,22% Best

Fundos de ações de PME do Japão

Desde que o Janus Henderson Horizon Japanese Smaller Companies A2 USD foi lançado, em 1985, o retorno alcançado foi de 1.174% em dólares, a divisa de cotação deste fundo. É o equivalente a 8,20% por ano. Em 2017 forneceu mais 7,36% ao desempenho de longo prazo.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0107058785 Parvest Equity Japan Small Cap N 21,09% 17,75% 16,94% 6 3,12% ActivoBank, Best
GB0030939119 M&G Japan Smaller Companies Euro A 10,35% 14,48% 16,32% 6 1,69% Best
LU0011890265 Janus Henderson Horizon Japanese Smaller Companies A2 USD
7,36% 15,38% 16,38% 6 1,87% Best, BiG

Fundos de ações de PME do mundo

Embora seja um fundo de pequenas e médias empresas, os gestores do Invesco Global Smaller Companies Equity, Erik Esselink e Oliver Collin, podem pontualmente investir em grandes companhias. É por isso que um dos seus maiores ativos são ações da Air France-KLM. Ao contrário da maioria dos fundos de PME do mundo, que aplica metade da carteira nos Estados Unidos da América, Esselink e Collin destinam apenas um quarto do património do fundo a essa nação. França, Austrália e Japão são os outros mercados favoritos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0607512778 Invesco Global Smaller Companies Equity A USD 7,82% 10,36% 13,53% 6 2,02% Bankinter
LU0607512935 Invesco Global Smaller Companies Equity E 7,59% 10,00% 12,93% 5 2,69% ActivoBank, Banco Invest, Bankinter, Best, Deutsche Bank
LU0245181838 Goldman Sachs Global Small Cap CORE Equity Portfolio E (Close) 4,51% 8,00% 11,82% 5 2,00% Banco Invest, Best

Fundos de ações do Brasil

A par com a categoria de fundos de ações de empresas mundiais de ouro e metais preciosos, os fundos que investem no mercado acionista brasileiro são os mais instáveis. Porém, a nossa recomendação, o BTG Pactual Brazil Equity Plus A USD, é o menos volátil do grupo. É também um dos fundos mais caros em Portugal: os encargos correntes deste produto somam anualmente mais de 4% do património.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0616856935 Deutsche Invest I Brazilian Equities LC 15,43% 4,27% -1,77% 7 2,06% Deutsche Bank
LU0728926402 Aberdeen Brazil Equity A USD 13,37% 5,99% -1,31% 7 2,35% Best
LU0551795908 BTG Pactual Brazil Equity Plus A USD 3,87% 1,97% 0,79% 6 4,06% Best

Fundos de ações do Brasil, da Rússia, da Índia e da China

Embora a maioria dos fundos que invistam exclusivamente no Brasil, na Rússia, na Índia e na China (mercados designados pela sigla BRIC) tenda a equilibrar mais o património pelas quatro nações, o fundo Goldman Sachs BRICs Equity Portfolio E não tem restrições. A Rússia, por exemplo, representa menos de 8% da carteira do fundo da Goldman Sachs, enquanto a China absorve perto de 60%.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0234683448 Goldman Sachs BRICs Equity Portfolio E
20,60% 9,68% 5,69% 6 2,62% ActivoBank, Banco Invest, Best
LU0228659784 Schroder BRIC (Brazil, Russia, India, China) USD A 18,04% 7,96% 5,49% 6 1,87% Deutsche Bank
LU0232932698 Schroder BRIC (Brazil, Russia, India, China) EUR B 17,74% 7,62% 5,06% 6 2,47% ActivoBank, Banco Carregosa, Banco Finantia, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank

Fundos de ações do Japão

“Acreditamos que investir em negócios duradouros e capazes de resistir à turbulência económica continua a ser uma abordagem vantajosa para o investimento em ações japonesas”, escreveu, há um ano, Archibald Ciganer, o gestor do T. Rowe Price Japanese Equity A EUR. A sua estratégia deu frutos: o fundo rendeu mais de 10% em 2017, uma das melhores marcas entre os fundos de ações japonesas. O gestor refugia-se agora nas maiores empresas, como a NTT e o SoftBank.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0607516092 Invesco Japanese Value Equity E EUR 15,72% 12,52% 11,74% 6 2,46% Banco Invest, Bankinter, Best
LU0230817339 T. Rowe Price Japanese Equity A
10,62% 13,60% 12,61% 6 1,77% Best
GB0030938582 M&G Japan Euro A 9,35% 11,98% 13,17% 6 1,68% Best
LU0306285783 UBAM IFDC Japan Opportunities Equity RC JPY 7,53% 11,94% 10,68% 6 3,08% Best

Fundos de ações do mundo

O Morgan Stanley Global Opportunity foi o fundo de ações mundiais que mais valorizou em 2017. Apesar de a classe B deste fundo ser a mais volátil, consegue equilibrar a rentabilidade e o risco, tornando-se na nossa recomendação nesta categoria. Quem quiser menos volatilidade, deve optar pela versão com cobertura cambial, o Morgan Stanley Global Opportunity BH, que foi o quinto fundo mais rentável de 2017. Para ainda menos volatilidade, é preciso selecionar o Nordea 1 Global Stable Equity Euro Hedged E-EUR ou o Fidelity Global Dividend A-ACC-EUR (hedged), que também fazem cobertura cambial.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0552385709 Morgan Stanley Global Opportunity BH 31,59% 13,50% 14,83% 5 2,88% Best
LU0552385378 Morgan Stanley Global Opportunity B 20,83% 14,76% 17,50% 6 2,84% Best
LU0257370246 Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio E (Close) 6,50% 8,35% 12,63% 5 1,95% ActivoBank
LU0201159711 Goldman Sachs Global CORE Equity Portfolio E (Snap) 6,47% 8,22% 12,84% 5 1,94% Banco Invest, Best
LU0278530729 Nordea 1 Global Stable Equity Euro Hedged E-EUR 6,23% 4,21% 8,22% 4 2,54% Banco Carregosa, Banco Invest, Best, BiG
LU0605515377 Fidelity Global Dividend A-ACC-EUR (hedged) 6,09% 4,15% 8,07% 4 1,91% Banco Carregosa, BiG
LU0845340305 Pictet Global Defensive Equities R EUR 2,92% 6,06% 9,62% 5 2,01% Banco Carregosa, Banco Invest, Best, BiG
LU0845339802 Pictet Global Defensive Equities R USD 2,82% 6,02% 9,61% 5 1,99% Banco Carregosa, Banco Invest

Fundos de ações do Reino Unido

A categoria de fundos de ações britânicas é muito homogénea, mas o GlobalAccess UK Alpha Z Acc EUR, gerido pelo Barclays e comercializado em Portugal pelo Bankinter, apresentou um perfil de risco mais baixo. Embora o setor financeiro seja o mais presente na carteira deste fundo, as três maiores posições são de outras áreas: as petrolíferas BP e Royal Dutch Shell e a retalhista Tesco.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
GB00B02QB917 Threadneedle UK Extended Alpha Retail GBP 4,64% 3,88% 7,69% 5 1,40% Best
IE00B5LNRX45 GlobalAccess UK Alpha Z Acc EUR 4,09% 4,33% 6,59% 5 2,31% Bankinter
LU0713318490 Threadneedle UK Equities A GBP 4,07% 3,49% 6,78% 6 1,85% Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 1% (mínimo de 8 euros e máximo de 150 euros).

Fundos de obrigações convertíveis da Europa

O fundo de obrigações convertíveis europeias que recomendámos há um ano, o UBS BF Convert Europe EUR P, fechou para novas subscrições “devido a restrições de capacidade”. Agora, o melhor fundo deste grupo é o Barclays Bonds Euro Convertible C EUR, comercializado pelo Bankinter. Valérie Piquard e Jean-Louis Delhay, os responsáveis pelo produto, investem num conjunto de cerca de 60 títulos, maioritariamente de emitentes franceses e alemães, como a Airbus e a Bayer.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0098103822 Barclays Bonds Euro Convertible C EUR 3,20% 2,73% 3,25% 4 1,78% Bankinter
LU0265292556 Parvest Convertible Bond Europe Small Cap N 2,88% 3,30% 3,08% 4 2,13% ActivoBank, Best, BiG
LU0706716387 Allianz Convertible Bond AT EUR 1,28% 1,96% 2,92% 4 1,40% Banco Invest, Best, BiG

Fundos de obrigações convertíveis do mundo

O UBS BS Convert Global (EUR), o melhor fundo que investe a nível global em obrigações convertíveis, apenas pode ser adquirido no Millennium bcp, qualquer que seja a classe do produto. Embora a P-dist possa distribuir dividendos anuais em agosto, não o fez nos dois últimos anos, copiando assim a classe que nunca distribui os ganhos, a P-acc. A última, a USD hedged, faz cobertura cambial para dólares norte-americanos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0203937692 UBS BS Convert Global (EUR) P-acc 6,24% 3,81% 5,17% 4 1,87% Millennium bcp*
LU0315165794 UBS BS Convert Global (EUR) P-dist 6,24% 3,82% 5,16% 4 1,87% Millennium bcp*
LU0629154393 UBS BS Convert Global (EUR) (USD hedged) P-acc -2,83% 4,86% 7,32% 5 1,87% Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 0,25% (mínimo de 2 euros e máximo de 100 euros).

Fundos de obrigações da Ásia

Eric Wong e Bryan Collins, os gestores do Fidelity Asian Bond, podem investir em qualquer título obrigacionista emitido por entidades asiáticas. No entanto, os especialistas têm preferido apostar em entidades soberanas ou quase soberanas: cerca de um terço do património do fundo da Fidelity está aplicado em dívida pública.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0277197249 BlackRock Asian Tiger Bond Fund E2 EUR -6,61% 3,22% 3,86% 4 1,71% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG
LU0546914242 NN L Asian Debt (Hard Currency) X Cap USD -7,16% 3,05% 4,00% 4 1,78% Best, BiG
LU0605512275 Fidelity Asian Bond Fund A-ACC-USD -8,63% 2,84% 3,92% 4 1,10% Banco Carregosa, Best, BiG

Fundos de obrigações da China

O BlackRock Renminbi Bond, que antes se chamava BlackRock China Bond, investe em títulos de dívida emitidos maioritariamente na China. Assim, embora as maiores participações do fundo sejam títulos de dívida pública da República Popular da China, é também possível encontrar na carteira do fundo dívida pública da Mongólia, por exemplo.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0764816798 BlackRock Renminbi Bond E2 EUR 1,32% 2,84% 4,05% 4 1,49% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best
LU0794788900 Invesco Renminbi Fixed Income E EUR 1,03% 2,33% 3,08% 4 1,69% Banco Invest, Bankinter, Best, BiG
LU0631904975 Allianz Renminbi Fixed Income A USD -1,65% 1,97% 3,21% 4 1,06% Banco Invest, Best, BiG

Fundos de obrigações da Europa

Apesar de ser um dos fundos menos voláteis na categoria de fundos de obrigações europeias, a rentabilidade do Nordea 1 European Covered Bond E EUR mantém-se sempre perto da média do grupo. Nos últimos dez anos, rendeu 3,22% por ano.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
GB00B1FQYB82 Threadneedle European Corporate Bond Retail Gross EUR 1,31% 1,43% 2,37% 3 1,20% Best
LU0173776989 Nordea 1 European Covered Bond E EUR 0,39% 0,88% 2,22% 2 1,59% Banco Carregosa, Banco Invest, Best, BiG
PTYMCULM0001 Santander Multitaxa Fixa -0,20% 0,41% 1,67% 2 0,56% ActivoBank, Best, Santander Totta

Fundos de obrigações de alto rendimento da Europa

Michael Della Vedova, o australiano à frente do T. Rowe Price European High Yield Bond A EUR, gere este fundo de obrigações de alto rendimento da Europa para a sociedade gestora norte-americana T. Rowe Price a partir de Londres. Nos últimos cinco anos, além de ter batido a concorrência ao ganhar 5,08% por ano, registou uma volatilidade mais baixa do que a maioria dos fundos de obrigações europeias de alto rendimento.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0229519474 Nordea 1 European High Yield Bond E EUR 4,03% 3,50% 4,27% 3 2,07% Banco Carregosa, Banco Invest, Best, BiG
LU0800574153 Axa European High Yield Bonds E EUR 2,66% 3,52% 3,69% 3 1,97% Best
LU0596127604 T. Rowe Price European High Yield Bond A EUR 1,83% 4,19% 5,08% 3 1,30% Best

Fundos de obrigações de alto rendimento do mundo

As italianas Elena Musumeci e Raffaella Tommaselli lideram a gestão do fundo Eurizon Bond High Yield R. As gestoras têm poucas restrições: podem comprar qualquer título de dívida, em qualquer país e denominado em qualquer divisa. A equipa está concentrada em investir predominantemente em títulos europeias de prazos mais longos. Tem cerca de 30% da carteira investida em emissões com maturidades mais longas do que uma década.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0220378383 BPI High Income Bond Fund R 3,49% 4,70% 3,74% 3 1,34% ActivoBank, Banco BPI, Best
LU0114074718 Eurizon Bond High Yield R 3,36% 3,38% 4,11% 3 1,47% Best
LU0170293632 Candriam Bonds Global High Yield N EUR 2,83% 3,12% 3,34% 3 1,83% Best, BiG
LU0569864480 UBAM Global High Yield Solution RC USD -6,49% 4,36% 7,08% 5 1,02% Best

Fundos de obrigações de alto rendimento dos EUA

Investir em títulos de dívida norte-americanos sem cobertura cambial durante 2017 não foi positivo para a maioria dos investidores. Mesmo descontando o mau desempenho no ano passado, o Nordea 1 North American High Yield Bond E USD, que investe em obrigações de alto rendimento dos Estados Unidos da América, ganhou 4,51% por ano no último quinquénio.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
IE00B7YPR088 Neuberger Berman High Yield Bond RMB A Monthly 1,47% 4,09% 5,48% 5 1,38% Best
IE00B831S232 Muzinich Americayield Hedged USD Income R -7,28% 3,27% 4,18% 5 1,60% Best
LU0826399932 Nordea 1 North American High Yield Bond E USD -7,35% 3,35% 4,51% 4 2,09% Banco Carregosa, Best, BiG

Fundos de obrigações de alto rendimento em dólares norte-americanos

Harley Lank, o responsável pelo Fidelity US High Yield, investe em obrigações de alto rendimento (e alto risco), desde que estejam cotadas em dólares norte-americanos. Atualmente, cerca de 83% do património está em títulos dos Estados Unidos da América. No início de 2018, as obrigações da Energy Future Holdings, que distribui eletricidade nos EUA, eram a maior aposta do gestor.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0132385880 Fidelity US High Yield A-EUR -5,32% 4,28% 5,18% 5 1,38% ActivoBank, Banco Carregosa, Deutsche Bank
LU0132385534 Fidelity US High Yield A-GBP -5,44% 4,26% 5,22% 5 1,38% Deutsche Bank
IE00B11XZ871 Pimco US High Yield Bond E USD -6,67% 4,19% 5,08% 4 1,45% ActivoBank, Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank, Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 0,25% (mínimo de 2 euros e máximo de 100 euros).

Fundos de obrigações de alto rendimento em euros

A equipa da UBS procura as melhores obrigações de alto rendimento desde que estejam cotadas em euros ou cobertas na moeda única europeia. Isto quer dizer que podem adquirir títulos fora da zona euro. Por exemplo, no início de 2018, a terceira e quarta maior posição na carteira do UBS BF Euro High Yield (EUR) era ocupada por emissões do britânico Royal Bank of Scotland e da brasileira Petrobras.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0849399786 Schroder Euro High Yield A Acc 4,82% 4,91% 5,00% 3 1,31% Millennium bcp*
LU0849400543 Schroder Euro High Yield A Dis 4,82% 4,91% 4,99% 3 1,31% Banco Carregosa, Millennium bcp*
LU0086177085 UBS BF Euro High Yield (EUR) P-acc
4,80% 3,56% 4,20% 3 1,32% ActivoBank, Banco Invest, Best, Deutsche Bank
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 0,25% (mínimo de 2 euros e máximo de 100 euros).

Fundos de obrigações de curto prazo em dólares norte-americanos

Apesar de os gestores destes fundos reduzirem o prazo médio dos instrumentos que escolhem para as suas carteiras, o facto de se focarem no dólar dos Estados Unidos da América não lhes permite sair do quarto nível de risco. O UBS BS Short Term USD Corporates (USD) P-acc é um dos menos voláteis na categoria de fundos de obrigações de curto prazo em dólares. Cerca de 60% da carteira tem vencimento no prazo de três anos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0151774972 UBS BS Short Term USD Corporates (USD) P-acc -11,21% 0,86% 2,02% 4 0,97% Best
LU0171298564 BlackRock USD Dollar Short Duration Bond E2 EUR -11,25% 0,65% 1,80% 4 1,38% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best
LU0551246555 Franklin US Low Duration Fund A (acc) USD -11,61% 0,72% 1,95% 4 1,15% Bankinter

Fundos de obrigações de curto prazo em euros

Embora a IM Gestão de Ativos, a entidade responsável pela administração do CA Rendimento, indique que este fundo “poderá não ser adequado a investidores que pretendam retirar o seu dinheiro em períodos inferiores a 180 dias após a subscrição”, o gestor, Duarte José, aplica maioritariamente em títulos que se vencem entre cinco e sete anos. No início de 2018, pouco mais de metade do património tinha esses prazos. Duarte José também optava por emitentes do setor financeiro: nove das dez maiores posições do fundo eram nessa área, em bancos como o HSBC, o Goldman Sachs e o UBS.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
PTYCFBLM0003 CA Rendimento 1,05% 1,56% 3,13% 2 0,72% Crédito Agrícola
PTYCXBLP0008 Caixagest Obrigações 0,78% 0,81% 1,82% 2 0,52% Best, Caixa Geral de Depósitos*
PTYMGBLM0000 Montepio Obrigações 0,62% 0,88% 1,54% 2 0,91% Montepio**
*O Best e a Caixa Geral de Depósitos cobram uma comissão de resgate de 1% em aplicações que durem até 89 dias e de 0,5% em aplicações entre 90 e 179 dias. **O Montepio cobra uma comissão de resgate de 1% em aplicações que durem até 181 dias.

Fundos de obrigações de mercados emergentes

Claudia Calich, que gere o M&G Emerging Markets Bond, prefere investir em títulos de governos do que de companhias. No início de 2018, as maiores exposições do fundo eram à dívida pública do Brasil, de Singapura, do Peru, da Rússia, da Indonésia e do Egito. Tinha também posições em agências governamentais, como a National Highways Authority of India, que gere a rede de autoestradas na Índia.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
GB00B3NMPS60 M&G Emerging Markets Bond Euro A Acc -0,51% 5,64% 5,37% 4 1,45% Best
GB00B7JRFN80 M&G Emerging Markets Bond USD A Acc -0,91% 5,45% 5,33% 4 1,44% Best
LU0119438611 Pioneer Emerging Markets Bond C EUR -3,30% 4,71% 4,17% 4 2,39% ActivoBank, Best, Deutsche Bank
LU0132208595 Pioneer Emerging Markets Bond C USD -3,35% 4,67% 4,17% 4 2,44% BiG
IE00B6VJMC30 BNY Mellon Emerging Markets Corporate Debt EUR A -3,66% 5,41% 5,03% 4 1,67% Banco Carregosa, Best
LU0765561484 Pioneer Emerging Markets Corporate High Yield Bond C EUR -4,48% 5,14% 4,45% 4 2,79% ActivoBank, Best
LU0596127869 T. Rowe Price Emerging Markets Corporate Bond A USD -4,58% 4,54% 4,41% 4 1,52% Best
LU0622305505 Goldman Sachs Emerging Markets Corporate Bond Portfolio Base -5,27% 4,58% 4,56% 4 1,50% ActivoBank

Fundos de obrigações do Brasil

Investir em obrigações brasileiras é arriscado, mas o Bradesco Brazilian Hard Currency Bond é o fundo desta categoria menos volátil. Além disso, foi o segundo mais rentável nos últimos cinco anos. Cerca de um terço da carteira é destinada a títulos de dívida pública da República Federativa do Brasil e o restante a emissões empresariais, como as da Vale e da Eletrobras.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0728927988 Aberdeen Brazil Bond A QInc EUR -3,13% 3,91% 3,91% 6 1,97% Best
LU0566752720 Bradesco Brazilian Hard Currency Bond USD R EUR -4,94% 2,77% 2,16% 5 1,88% Best, Millennium bcp*
LU0560843715 Bradesco Brazilian Hard Currency Bond USD R USD -5,21% 2,38% 2,00% 5 1,91% Best, Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de 0,25% (mínimo de 2 euros e máximo de 100 euros).

Fundos de obrigações do mundo em dólares norte-americanos

O Pimco Income E USD Inc procura distribuir mensalmente dividendos aos investidores que queiram obter uma exposição em dólares norte-americanos aos mercados mundiais de dívida. Se preferir que os seus ganhos sejam acumulados, deve optar pelo Pimco Income E USD Acc, que não paga dividendos periódicos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
IE00B8K7V925 Pimco Income E USD Inc -6,63% 4,00% 5,33% 4 1,45% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0546920561 NN L US Credit X Cap USD -6,63% 2,92% 4,22% 4 1,20% Best, BiG
IE00B7KFL990 Pimco Income E USD Acc -6,67% 3,97% 5,32% 4 1,45% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best
LU0319688957 Amundi Bond Global Corporate SU (C) -6,75% 2,60% 4,22% 4 1,57% ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG
LU0319688361 Amundi Bond Global Aggregate SU (C) -6,88% 1,92% 4,05% 4 1,57% ActivoBank, Banco Invest, Best, BiG
LU0459992979 Jupiter Dynamic Bond L USD Q Inc HSC -9,23% 2,70% 5,11% 4 1,45% Best, BiG, Santander Totta
*O Deutsche Bank cobra uma comissão de subscrição de 2%.

Fundos de obrigações do mundo em euros

O ano de 2017 não correu bem para quem investiu em obrigações. Em média, os fundos de obrigações mundiais em euros deslizaram 0,44%. O Schroder Euro Corporate Bond A, gerido por Patrick Vogel, destacou-se ao ganhar 3,31%. O gestor aposta não só em obrigações de empresas (como as da norte-americana AT&T e da francesa EDF) mas também em dívida pública (como a alemã).

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0425487740 Schroder Euro Corporate Bond A Dis 3,31% 2,68% 3,51% 3 1,04% Deutsche Bank
LU0113257694 Schroder Euro Corporate Bond A Acc 3,31% 2,69% 3,52% 3 1,04% Deutsche Bank
PTYMGFLM0006 Montepio Taxa Fixa 3,30% 1,94% 4,21% 3 0,92% Montepio*
IE00B8N0MW85 Pimco Income E EUR Hedged 3,07% 2,84% 3,17% 3 1,45% ActivoBank, Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank**
LU0113257934 Schroder Euro Corporate Bond B Acc 2,94% 2,31% 3,12% 3 1,54% ActivoBank, Banco Carregosa, Banco Finantia, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0512749036 Schroder Euro Corporate Bond B Dis 2,94% 2,31% 3,12% 3 1,54% Banco Carregosa, Best, Deutsche Bank
PTYAIYLE0005 IMGA Rendimento Mais 1,55% 1,14% 2,26% 3 1,09% EuroBic, Millennium bcp***
LU0459992896 Jupiter Dynamic Bond L EUR Q Inc 1,07% 1,66% 3,07% 3 1,45% Best, BiG, Santander Totta
*O Montepio cobra uma comissão de resgate de 1% em aplicações que durem até 181 dias. **O Deutsche Bank cobra uma comissão de resgate de 2%. ***O EuroBic e o Millennium bcp cobram uma comissão de resgate de 0,5% em aplicações que durem até 180 dias.

Fundos de obrigações do mundo em libras esterlinas

Se, por alguma razão, quiser investir em obrigações cotadas em libras esterlinas, opte pelo Eurizon Bond GBP LTE RH EUR. Os gestores investem em obrigações de elevada qualidade que se vencem, em média, dentro de 11 anos.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0117897909 JPMorgan Sterling Bond D GBP 0,17% 0,71% 2,96% 5 1,65% Best
LU0114030777 Eurizon Bond GBP LTE RH EUR
-0,15% 1,39% 1,56% 4 1,19% Best
LU0459993191 Jupiter Dynamic Bond L GBP Q Inc HSC -1,74% -1,58% 2,08% 4 1,45% Best, Santander Totta

Fundos de obrigações dos EUA

Steven Lear, Diana Wagner e Jan Ho, os responsáveis pelo JPMorgan US Bond D USD, podem investir em todos os segmentos do mercado obrigacionista dos Estados Unidos da América. Contudo, agora optam por concentrar o património em títulos do Tesouro, de agências governamentais ou entidades com a garantia do governo norte-americano, como a Fannie Mae e a Ginnie Mae.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
IE00B19Z7Y58 Legg Mason Western Asset US Core Plus Bond A US$ -7,46% 1,99% 3,19% 4 1,43% Best
LU0568617772 Amundi US Aggregate SU (C) -8,45% 1,62% 2,78% 4 1,35% Banco Invest, Best
LU0115104423 JPMorgan US Bond D USD -9,59% 1,35% 3,47% 4 1,35% Bankinter, Best, BiG

Fundos de obrigações indexadas à inflação do mundo

Apesar de ter cobertura cambial em dólares norte-americanos (o que pode não ser o melhor para os investidores portugueses), o Schroder Global Inflation Linked Bond USD Hedged B Acc foi o fundo de obrigações indexadas à inflação que mais rendeu nos últimos cinco anos, quase 3% por ano. Os gestores investem maioritariamente nos Estados Unidos da América e no Reino Unido, que, em conjunto, absorvem mais de 60% da carteira do produto.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
IE00B11XZ657 Pimco Global Real Return Fund E USD -9,61% 2,52% 2,89% 4 1,39% ActivoBank, Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank
LU0518436570 HSBC Global Inflation Linked Bond EC -10,22% 2,53% 2,89% 4 1,25% Best, BiG
LU0191612265 Schroder Global Inflation Linked Bond USD Hedged B Acc -10,68% 2,42% 2,99% 4 1,45% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, Deutsche Bank

Fundos de poupança-reforma

O Alves Ribeiro PPR continua a ser o melhor fundo de poupança-reforma que o seu dinheiro pode subscrever. Este produto alcançou a rentabilidade mais elevada da categoria a um, três, cinco e dez anos (16,86% por ano na década). É também o fundo mais volátil, mas a sociedade gestora defende que o produto é adequado “a investidores com reduzida tolerância ao risco (liquidez, segurança e estabilidade patrimonial), cujo objectivo é a canalização das poupanças numa perspectiva de longo prazo, como complemento de reforma, com período mínimo de 5 anos, usufruindo de uma atrativa
poupança fiscal”.

Embora possa ter até 40% da carteira exposta a ações, o Alves Ribeiro PPR arrancou o ano com cerca de 18%. O restante está aplicado maioritariamente em dívida de empresas e de governos.

Note, no entanto, que apenas foram avaliados os fundos de poupança-reforma; a análise exclui os planos de poupança-reforma na modalidade de seguros de vida ou de fundos de pensões.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
PTARMCLM0004 Alves Ribeiro PPR 7,55% 7,92% 10,30% 4 1,56% Banco Invest*
PTOPZAHM0003 Optimize Capital Reforma PPR Acções 4,09% 3,93% 5,69% 4 2,05% Optimize
PTYSAVLM0006 Santander Poupança Prudente FPR 1,01% 0,65% 1,95% 2 1,27% Santander Totta**
*O Banco Invest cobra uma comissão de resgate de 1% em aplicações até um ano. **O Santander Totta cobra uma comissão de subscrição de 2% (isenta em 2018) e uma comissão de resgate de 2% em investimentos que durem até dois anos e 1% entre dois e cinco anos.

Fundos de tesouraria em dólares norte-americanos

O Vontobel US Dollar Money B USD continua a ser a melhor opção para quem quiser ficar exposto aos mercados monetários dos Estados Unidos da América. É o fundo mais rentável desta categoria a três, cinco e dez anos. Em 2017, num cenário muito negativo para quem investiu em dólares norte-americanos, teve o terceiro prejuízo mais baixo.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0120690226 Vontobel US Dollar Money B USD -11,11% 0,74% 1,86% 4 0,48% Best
LU0568622186 Amundi Cash USD FU (C) -11,11% 0,74% 1,80% 4 0,19% ActivoBank
LU0012186622 Parvest Money Market USD Classic -11,12% 0,65% 1,70% 4 0,31% Bankinter, Deutsche Bank, Millennium bcp*
*O Millennium bcp cobra uma comissão de subscrição de dois euros.

Fundos de tesouraria em euros

O cenário de baixas taxas de juro está a forçar as sociedades gestoras a adaptar os fundos de tesouraria. A Caixagest, por exemplo, incorporou o Caixa Fundo Monetário no Caixagest Liquidez e alargou-lhe o horizonte de instrumentos elegíveis, o que provavelmente fará aumentar a volatilidade do fundo.

Carlos Laje, que gere o CA Monetário na IM Gestão de Ativos (bem como o IMGA Extra Tesouraria III), continua a aplicar cerca de 80% do património em depósitos bancários, conseguindo manter uma rentabilidade marginalmente positiva em 2017. A maioria dos fundos de tesouraria em euros perdeu dinheiro no ano passado.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
PTYCXWHE0010 Caixagest Liquidez 0,23% 0,15% 0,44% 1 0,16% Best, Caixa Geral de Depósitos*
PTAFIBHE0001 IMGA Extra Tesouraria III 0,01% 0,09% 0,53% 1 0,31% ActivoBank, Millennium bcp
PTYCFLHM0007 CA Monetário 0,01% 0,19% 0,67% 1 0,25% Crédito Agrícola
*O Banco Best e a Caixa Geral de Depósitos cobram uma comissão de resgate equivalente à valorização verificada nas unidades de participação entre a data de subscrição e a de resgate no caso da detenção das unidades de participação por um período inferior a sete dias.

Fundos multiativos – classes de risco 2 e 3

Os fundos nesta categoria podem investir em todos os ativos, como ações, obrigações e, até, outros fundos de investimento. No grupo dos fundos multiativos mais defensivos, o M&G Optimal Income Euro A-H é o melhor. No início de 2018, menos de 3% da composição da carteira deste produto eram ações. O grosso do património estava alocado no mercado obrigacionista, em especial em dívida de empresas.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
GB00B1VMCY93 M&G Optimal Income Euro A-H 3,08% 2,28% 3,13% 3 1,43% Best, Santander Totta
LU0227385266 Nordea 1 Stable Return E EUR 1,34% 1,40% 3,21% 3 2,54% Banco Carregosa, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank*
LU0078046520 Credit Suisse PF Reddito EUR B 1,32% 1,69% 3,06% 3 1,38% ActivoBank
*O Deutsche Bank cobra uma comissão de subscrição de 2%.

Fundos multiativos – classe de risco 4

Nesta categoria de fundos multiativos moderados, o MFS Meridian Prudent Wealth A1USD volta a ser recomendado. A carteira é composta maioritariamente por ações (60%), mas os gestores da MFS têm um fatia substancial do património em bilhetes do Tesouro norte-americano.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0497415702 Eurizon Azioni Strategia Flessibile R EUR 4,40% 3,26% 4,95% 4 2,06% Best
LU0243957239 Invesco Pan European High Income A EUR 4,24% 3,30% 4,98% 4 1,62% Banco Invest
LU0243957742 Invesco Pan European High Income E EUR 3,86% 2,91% 4,57% 4 2,12% ActivoBank, Banco Invest, Bankinter, Best, BiG, Deutsche Bank*
LU0337786437 MFS Meridian Prudent Wealth A1USD 2,58% 5,39% 6,98% 4 2,03% Best
LU0583242994 MFS Meridian Prudent Wealth A1EUR 2,04% 5,25% 7,05% 4 2,03% Best
LU0219441499 MFS Meridian Global Total Return A1USD -0,08% 3,85% 6,26% 4 1,93% Best, Santander Totta
*O Deutsche Bank cobra uma comissão de subscrição de 2%.

Fundos multiativos – classes de risco 5 e 6

O Barclays MultiManager Portfolio 4 A Acc USD é o melhor fundo multiativos agressivo. A equipa da Barclays Asset Management investe exclusivamente noutros fundos de investimento gerido na própria casa, como o GlobalAccess Emerging Markets Equity, ou por outras sociedades gestoras, como o Lyxor Russell 1000 Growth ETF.

ISIN Fundo Rentabilidade anualizada ajustada Classe de risco Taxa de encargos correntes Comercialização
2017 2015-17 2013-17
LU0553813642 Barclays MultiManager Portfolio 5 A Dis USD 3,23% 5,94% 7,71% 5 2,59% Bankinter
LU0553817122 Barclays MultiManager Portfolio 4 A Dis USD 2,09% 5,58% 7,39% 5 2,58% Bankinter
LU0553817981 Barclays MultiManager Portfolio 4 A Acc USD 2,09% 5,59% 7,40% 5 2,58% Bankinter
LU0033040865 UBS SF Growth (USD) P-acc 1,25% 4,96% 7,67% 5 1,88% ActivoBank, Banco Invest, Best
LU0553821405 Barclays MultiManager Portfolio 3 A Acc USD 0,28% 5,13% 6,65% 5 2,46% Bankinter

Como escolhemos os melhores fundos

Para eleger os melhores fundos, usámos o rácio de Sortino. É uma medida de rentabilidade ajustada pelo risco, considerando, no entanto, apenas o risco de perda. Os cálculos apoiam-se nas rentabilidades mensais e na volatilidade dos prejuízos mensais de 2013 a 2017.

Foram analisados todos os fundos mobiliários abertos registados em Portugal comercializados junto dos investidores de retalho.

O ISIN (International Securities Identification Number) é um código de identificação único de instrumentos financeiros. É composto por 12 caracteres alfanúmericos. Se quiser falar com o seu intermediário financeiro sobre um destes fundos, é este código que deve indicar.

A taxa de encargos correntes é a proporção do património dos investidores de um fundo que é usada anualmente para pagar a comissão de gestão fixa, a comissão de depósito, a taxa de supervisão, os custos de auditoria e outros custos correntes. Usámos a última informação disponível.

Por motivos fiscais, as rentabilidades foram ajustadas. Até 1 de julho de 2015, os investidores particulares não eram tributados diretamente quando resgatavam fundos portugueses com ganhos. A partir de então, são alvo de uma retenção na fonte à taxa de 28%, embora as mais-valias possam ser englobadas aos restantes rendimentos. Logo, desde 1 de julho de 2015, os fundos portugueses funcionam fiscalmente como os fundos estrangeiros.

Assim, ajustámos as rentabilidades da seguinte forma:

  • Às rentabilidades brutas positivas dos fundos estrangeiros (variação das cotações adicionada de eventuais distribuições de dividendos) foram retirados 28% por conta de IRS.
  • Nos fundos portugueses, capitalizou-se a rentabilidade até 30 de junho de 2015 e a rentabilidade bruta desde 1 de julho de 2015, deduzida de 28% por conta de IRS quando positiva.

Estas rentabilidades ajustadas foram posteriormente anualizadas.

A classe de risco é aferida pela volatilidade (desvio-padrão) das rentabilidades semanais de 260 semanas. Varia entre um (risco baixo) e sete (risco elevado), de acordo com o artigo 74.º do Regulamento da CMVM n.º 2/2015:

Classe de risco Intervalo de volatilidade
Maior que ou igual a Menor que
1 0% 0,5%
2 0,5% 2%
3 2% 5%
4 5% 10%
5 10% 15%
6 15% 25%
7 25%

Elegemos os melhores fundos apenas nas 64 categorias em que encontrámos pelo menos oito fundos com políticas de investimento homogéneas e com mais de cinco anos. Englobamos os fundos mistos, os fundos flexíveis e os fundos de fundos num único grupo de fundos multiativos, que dividimos em três categorias por nível de risco.

Toda a informação foi atualizada a 31 de dezembro de 2017. As fontes de informação usadas foram a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios, a Bloomberg, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a Morningstar, as sociedades gestoras e as entidades distribuidoras.

David Almas é analista financeiro independente registado na CMVM com o número oito. O autor trabalha subordinado ao Código Deontológico dos Jornalistas.