Está a ser partilhado nas redes sociais um vídeo do Presidente chinês em que este alegadamente declara uma nova guerra mundial. De acordo com as legendas, Xi Jinping, numa mensagem enigmática, declara que está prestes a começar “uma nova era na China e no mundo”, que “a China nunca mais será humilhada” e que o país não se curvará perante ninguém. “Espere o melhor, prepare-se para o pior e aceite o que vier”, conclui o governante chinês.

Um utlizador do Facebook, que partilhou o vídeo no dia 11 de novembro, comentou: “Tirem as suas conclusões”

Xi Jinping nunca disse as palavras que lhe são atribuídas. É isso que a Embaixada da República Popular da China diz ao Observador, depois de ser confrontada com o vídeo partilhado nas redes sociais. “O vídeo que nos encaminhou foi artificialmente editado e modificado, sendo o vídeo original uma parte da mensagem do ano novo de 2019 que o Presidente Xi Jinping discursou”, refere fonte oficial da representação diplomática.

A mesma fonte sublinha que “a China tem seguido inabalavelmente o caminho do desenvolvimento pacífico, e tem sido um construtor da paz mundial, contribuinte do desenvolvimento global e defensor das ordens internacionais” e que “o desenvolvimento da China significa crescimento da força da paz mundial, e oferece oportunidades em vez de ameaças”.

O vídeo não é sequer recente — trata-se, como referido pela embaixada da China, de uma antiga mensagem de Ano Novo, gravada no final de 2018 e divulgado a 31 de dezembro desse ano, que anda a ser partilhada nas redes sociais pelo menos desde o início de 2019.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As imagens originais, sem qualquer adulteração, estão disponíveis, com legendas em inglês no canal de Youtube do China Global Television Network, um grupo internacional de televisão chinês. Nestas, é possível ver que Xi Jinping não apelou à guerra, antes pelo contrário — o Presidente fez questão de frisar o empenho da China em salvaguardar a paz mundial e em contribuir para o desenvolvimento comum.

[A mensagem de Ano Novo do Presidente chinês (com legendas em inglês):]

A legenda que acompanha o vídeo partilhado neste post é “totalmente falsa”, assinala também ao Observador o presidente da Liga dos Chineses em Portugal. “Nem uma palavra corresponde ao que foi dito” pelo presidente Xi Jinping, garante Y Ping Chow, também presidente da Câmara de Comércio Portugal-China. Ping Chow sugere a visualização do discurso do presidente chinês disponibilizado pela edição em inglês da China Global Television Network. Essa, sim, uma “tradução fiel” das palavras do chefe de Estado chinês.

Nessa versão, onde se pode assistir ao discurso na íntegra, não se encontram referências a um conflito bélico promovido por Pequim. A intervenção é uma típica mensagem de ano novo, com referência a alguns dos principais acontecimentos do ano que estava prestes a acabar, 2018, e com alguns dos planos do governo para o ano seguinte, 2019.

Descrevendo 2018 como “um ano cheio”, Xi Jinping lembrou que, “apesar de todos os riscos e desafios”, a economia chinesa tinha crescido e o governo tinha trabalhado para reduzir a poluição e melhorar a qualidade de vida dos chineses. Para 2019, um ano que previu ser marcado por “desafios e oportunidades”, o governante apelou à união.

Já perto do final, o Presidente, olhando para um plano global, refere que o mundo está a “atravessar um período de grande mudança sem precedentes no último século. Independentemente do que estas mudanças tragam, a China vai permanecer firme e confiança na defesa da sua soberania e segurança nacionais. E a sua vontade sincera de salvaguardar a paz mundial e promover o desenvolvimento comum vai permanecer inalterada”, declarou.

Esta tradução foi também confirmada ao G1, que realizou um fact check ao mesmo conteúdo, que circulava também nas redes sociais brasileiras, por Cesar Matiusso, especialista em língua chinesa. “Nada a ver com o que estão colocando nas legendas”, afirmou Matiuso, que estudou chinês na Universidade de São Paulo. O também professor lembrou que o Ano Novo é um feriado importante na China.

Conclusão

O vídeo partilhado nas redes sociais não mostra um apelo à guerra por parte do Presidente chinês, Xi Jinping. As imagens são de uma mensagem de Ano Novo, gravada no final de 2018. As legendas foram alteradas para atribuir um novo significado ao discurso de Xi Jinping e para dar a entender que este declarou uma nova guerra mundial, o que não é verdade.

Assim, de acordo com a classificação do Observador, este conteúdo é:

 ERRADO

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact-checking com o Facebook.

IFCN Badge