Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Verão correu bem para boa parte dos países do euro, incluindo Portugal. Terminámos o terceiro trimestre de 2020 a produzir cerca de 94% do que produzíamos no último trimestre de 2019. Um desempenho que, dado o peso do sector do turismo, pode até ser considerado positivo. No grupo dos grandes países do euro, Espanha é de longe o que se encontra em pior situação e a Alemanha regista o melhor desempenho. Os dados foram divulgados no fim da semana passada pelo INE e pelo Eurostat.

Estamos, no olhar para o passado, com a crise em V que se perspectivava. E países como Portugal ou Espanha, muito dependentes do sector dos serviços, estão a ter mais dificuldades em recuperar do que países como a Alemanha. Para nós é determinante que as pessoas possam voltar a movimentarem-se, a viajar. Para a Alemanha é suficiente que os canais globais de distribuição de mercadorias não sejam interrompidos, como aconteceu no fim do Inverno, início da Primavera.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.