As propostas feitas por Vladimir Putin para normalizar as relações com a NATO e os Estados Unidos vão muito além do esperado, fazendo lembrar um “programa máximo” para obter alguma cedência ou um plano do Kremlin recuperar a antiga zona de influência da União Soviética.

No documento apresentado a Washington, Moscovo propõe o seguinte:

“- A Rússia e os Estados Unidos não utilizarão o território de terceiros países para invadirem um ao outro;

– As partes comprometem-se não instalar mísseis de médio e curto alcance no estrangeiro e em regiões de onde podem atingir alvos no território da outra parte;

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.