A mãe de Maëlys de Araújo, a menina luso-descendente que desapareceu de uma festa de casamento, em França, em agosto passado, fez uma publicação na sua conta de Facebook, onde escreveu que a filha vai assombrar o homicida, Nordahl Lelandais, até que ele arda no inferno. A publicação surgiu horas depois de o caso ter sido finalmente desvendado: o autor do crime, Lelandais, de 34 anos, confessou que matou a menina.

https://www.facebook.com/jennifer.cleyetmarrel/posts/2080115355338510

A mãe, Jennifer de Araújo, escreve que “foram precisos cinco meses e meio para que este monstro fale finalmente”. Aquele que era até ali o principal suspeito do desaparecimento da menina de 9 anos levou as autoridades ao local do crime para mostrar o sítio onde deixou o cadáver e, com a ajuda dos cães, as autoridades encontraram o corpo.

Tu assassino da minha filha: Maëlys vai perseguir-te noite e dia na prisão até que ardas no inferno. Maëlys tinha a vida pela frente e tu destruíste-a, não a veremos mais por tua causa, não a posso segurar mais nos meus braços e dizer-lhe o quanto a amo”, prossegue Jennifer.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A mãe aproveita a carta para mostrar como se sente arrependida por não ter conseguido impedir a morte da filha: “Meu pequeno anjo, eu não fui capaz de te proteger daquele predador e essa culpa vai permanecer comigo durante muito tempo”. Jennifer acrescenta: “és a minha maravilha, o meu raio de sol e estarás sempre no meu coração”. 

A publicação termina com palavras de saudade: “nós sentimos muito a tua falta. A tua luta será levada até ao fim, minha princesa”. A mãe pede “que justiça seja feita” para que mais nenhuma criança sofra o que Maëlys sofreu e diz ainda que “este monstro não fará mal a mais nenhuma pessoa”.

Corpo de Maëlys de Araújo encontrado depois de suspeito confessar crime

Ex-militar, criador de cães e suspeito de outro desaparecimento. Quem é o autor confesso do assassinato de Maëlys?