A visita do Presidente francês aos Estados Unidos está rodeada de forte expetativa pelos assuntos que marcam a agenda dos dois países: Donald Trump e Emmanuel Macron deverão abordar os planos de Washington sobre o acordo nuclear com o Irão, a situação na Síria e a relação comercial entre os Estados Unidos e a União Europeia. Temas quentes que irão marcar as conversas da visita de três dias, iniciada esta segunda-feira, 23 de abril.

Mas, entre a atualidade e a geopolítica, os dois casais já partilharam alguns momentos de informalidade. A começar pela visita à casa que foi residência oficial do antigo presidente, George Washington, em Mount Vernon, na Virginia. Melania e Donald Trump acompanharam Brigitte e Emmanuel Macron no dia de chegada. Após este primeiro passeio, os dois casais visitaram alguns pontos em Washington, como o memorial de Lincoln, e participaram num ato simbólico: a plantação de um carvalho no relvado sul da Casa Branca.

A árvore foi um presente levado pelo casal francês diretamente do bosque de Belleau, onde mais de 9.000 norte-americanos morreram em 1918, durante a I Guerra Mundial. A primeira dama francesa justificou a oferta como sendo uma homenagem de França aos Estados Unidos e ao seu esforço e sacrifício em prolda segurança e estabilidade europeias.

Emmanuel Macron, que viaja acompanhado da mulher Brigitte, tem partilhado alguns destes momentos nos Estados Unidos nas suas contas oficiais de Twitter e Facebook. Um deles mostra os dois casais na Sala Oval da Casa Branca.

No primeiro jantar, também na Casa Branca, não faltaram pequenos detalhes de homenagem a França, incluindo nos próprios pratos servidos. A ementa abriu com queijo de cabra, tendo cordeiro como prato principal, e fechou com tarte de nectarina e gelado de crème fraîche nas sobremesas. Pelo meio, vinhos das castas chardonnay e pinot noir.

Esta terça-feira, está agendada uma reunião bilateral de Macron e uma conferência de imprensa com Trump, seguida de uma visita ao Departamento de Estado e um jantar oficial. Na quarta-feira, o Presidente francês irá discursar no Congresso norte-americano.

Macron já chegou aos EUA. Vai discutir Síria e Irão com Trump

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR