Um homem armado assaltou, ao início da tarde, a delegação do Millennium BCP na Rua Latino Coelho, no centro do Porto. O crime aconteceu às 12h52, num momento de grande movimento na rua que liga a Praça do Marquês do Pombal ao Jardim da Praça Rainha Dona Amélia. De arma de fogo em punho e com um cachecol a tapar a cara, o assaltante ameaçou um dos funcionários e levou 800 euros, pondo-se em fuga logo a seguir, contou ao Observador o porta-voz da Polícia de Segurança Pública.

Está, agora, em parte incerta e é procurado pelas autoridades.

Terá sido tudo muito rápido e feito de forma muito discreta — de tal forma que nem mesmo os vizinhos se aperceberam do assalto. Ouvidas pelo Observador, as três costureiras que se encontravam a trabalhar num atelier mesmo ao lado do banco contam que só ficaram a saber do que aconteceu quando foram almoçar a casa e viram as notícias.

Só o aparato policial montado depois do alerta chamou a atenção de alguns. Uma aluna do ginásio em frente, na Travessa Santo Isidro, segundo o professor que lhe deu aulas esta manhã, já não conseguiu usar as caixas multibanco, por voltas das 13h, porque toda a zona já tinha sido vedada pela PSP.

A agência não terá reaberto durante a tarde, mas algumas horas depois do assalto já era possível usar as caixas multibanco. Lá dentro, à chegada do Observador, dois funcionários arrumavam calmamente os balcões. Através de alguns gestos e poucas palavras, conseguiram dizer que estavam bem fisicamente e, uma vez se encontravam encerrados, não fariam mais declarações.

O caso foi, entretanto, entregue à Polícia Judiciária.