Rádio Observador

Crime

PSD de Lisboa exige responsabilidades a Mortágua após manifestação em Lisboa

5.626

Deputada do Bloco de Esquerda partilhou vídeo no Facebook com confrontos entre PSP e moradores do bairro Jamaica, Seixal, no último domingo. PSD considera que falou antes de se apurar o que se passou.

A deputada do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

O PSD de Lisboa exigiu, em comunicado, responsabilidades à deputada do Bloco de Esquerda, Joana Mortágua, a propósito do vídeo que publicou na rede social Facebook em que mostra confrontos entre a PSP e moradores do bairro Jamaica, no Seixal. Recorde-se que na sequência desses acontecimentos, no domingo, houve esta segunda-feira uma manifestação em Lisboa com cerca de 200 pessoas que acabou em confrontos com a PSP.

“Na sequência destes distúrbios, a deputada do Bloco de Esquerda Joana Mortágua, ainda antes de conhecidos os resultados de qualquer inquérito ao sucedido, partilhou um vídeo dos incidentes e veio acusar a polícia de ‘4 minutos de violência policial no bairro da Jamaica’ e afirmar que, podem os polícias, ‘ir começando a pensar em desculpas, mas não há explicação para isto'”, refere o comunicado assinado esta segunda-feira por Paulo Ribeiro, presidente da da concelhia de Lisboa do PSD — referindo-se aos incidentes captados num vídeo amador e divulgados no último domingo e que mostram imagens do bairro localizado no concelho do Seixal.

Quando, no domingo, publicou o vídeo, a deputada escreveu no Facebook: “Esta violência gratuita da PSP aconteceu hoje no Bairro da Jamaica no Fogueteiro, Seixal. Há muitos feridos, um deles na esquadra da Cruz de Pau. Acho que não preciso de mais palavras… é só ver. 4 minutos de desespero completo. 4 minutos que sintetizam a violência policial e o racismo neste país”. Já no Twitter, Mortágua escreveu que o Bloco iria “exigir responsabilidade”.

“Quem exige responsabilidades é o PSD Lisboa, mas a Joana Mortágua e ao Bloco de Esquerda, pelas declarações irresponsáveis e que não podem ser alheias aos distúrbios ocorridos esta tarde, em Lisboa, entre manifestantes e a polícia”, diz o PSD, depois de terem sido conhecidos os confrontos entre manifestantes e PSP — que terminaram com polícias feridos à pedrada e com disparos para o ar por parte da polícia em plena hora de ponta em Lisboa.

“Num estado que se quer de direito, cabe aos políticos e aos partidos políticos defender os direitos dos todos os seus cidadãos, mas cabe-lhes de igual forma a defesa das suas instituições, nomeadamente as forças de segurança”, acrescenta o PSD num comunicado

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)