Celebridades

De Carrie Bradshaw aos The Backstreet Boys. Os maiores embates do Super Bowl já começaram, todos eles fora do campo

O que acontece quando a Pepsi se instala na terra da Coca-Cola? Ou quando o Dude e Carrie Bradshaw saem do baú para beber uma cerveja? É sinal de que vem aí mais uma final do Super Bowl.

É uma provocação cheia de gás. Com os EUA em contagem decrescente para a grande final do Super Bowl, agendada para 3 de fevereiro, o maior dos duelos está longe de ser entre os New England Patriots e os Los Angeles Rams. Pelo menos nas semanas que antecedem o mediático encontro.

Por estes dias, Atlanta, a cidade berço da famosa Coca-Cola, começa a receber os slogans de um visitante que faz subir os níveis de desafio e rivalidade. Na qualidade de patrocinador do evento (um dos mais relevantes), a onda azul da Pepsi invadiu a cidade e espalhou-se por 350 cartazes, para que ninguém fique alheio à sua presença.

A CCN recupera este embate de titãs do campeonato dos refrigerantes, e ainda algumas das frases de guerrilha da Pepsi. “Olá Atlanta, obrigado por nos receberem. Trouxemos as bebidas”, é apenas um dos statements que ocuparam a capital do estado da Georgia. Mas a marca teve ainda mais lata — literalmente — quando decidiu instalar um dos seus anúncios às portas do The World of Coca Cola, ou o museu dedicado à bebida inventada por John Stith Pemberton em 1886 — a sua concorrente nasceria em 1893 pela mão de Caleb Bradhem.

Quanto à Coca-Cola, optou pelo fair play em resposta ao ataque. “Enquanto bebida oficial da cidade há mais de 130 anos, estamos ansiosos por receber toda a gente para o grande jogo, incluindo os nossos amigos da Pepsi”, comentou a marca à CNN.

O jogo fora de campo não se esgota em curiosidades como esta. Como sempre, o impacto da publicidade medirá forças com o desempenho dos atletas em pleno Mercedes Benz Stadium. Uma grande festa que vai sendo antecipada com alguns dos anúncios já disponíveis online. É o caso daquele que resgata do baú dos filmes e séries de culto duas personagens emblemáticas, Dude (Jeff Bridges) e Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker), reunidos para uma marca de cerveja.

Dos saudosos “O Grande Lebowsky” e “O Sexo e a Cidade”, e das respetivas tréguas ao White Russian e ao Cosmopolitan, para outras sedes de protagonismo. A parada de estrelas soma e segue em momentos como os registados pela Amazon, que pela quarta vez reúne um elenco de peso, composto por nomes como Harrison Ford e Forrest Whitaker, que mostram como nem todos os dilemas do quotidiano se resolvem com a ajuda dos gadgets Alexa.

Ao longo de 90 segundos de spot, que será transmitido na segunda parte do jogo, desfilam as invenções que ficaram pelo caminho, como uma banheira aquecida, uma escova de dentes, ou uma coleira fluorescente para cães.

E como uma grande final desportiva jamais seria a mesma sem aperitivos para embalar a festa, sai mais um anúncio a preceito, agora com o alto patrocínio de Chance The Rapper e dos The Backstreet Boys.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)