A GNR aprendeu 120 quilos de folhas de tabaco por introdução irregular do produto no consumo, durante uma operação numa empresa distribuidora da Maia, informou esta terça-feira o Comando Territorial do Porto daquela força policial.

“No decorrer de uma ação de policiamento de âmbito fiscal e aduaneiro”, realizada na segunda-feira, “os militares da Guarda depararam-se com uma encomenda de 120 quilos de folha de tabaco seca, pronta para maceração, proveniente de um país estrangeiro, preparada para ser expedida por uma empresa distribuidora”, indica a GNR, em comunicado.

A folha de tabaco foi apreendida, sendo elaborado um auto de contraordenação por introdução irregular de produtos no consumo, de acordo com o Regime Geral das Infrações Tributárias. Trata-se, segundo aquela força policial, de uma contraordenação punível com coima de 1.500 a 165 mil euros.

Com esta operação, a quarta desde finais de abril, a GNR soma já a apreensão de 266 quilos de folha de tabaco em empresas de distribuição da Maia.

As outras ocorreram em 29 de abril, 1 de maio e 6 de maio, com a apreensão de 32 quilos, seis e 108 quilos de folhas de tabaco, respetivamente.