Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O fantasma de Donald Trump continua a pairar sobre o Partido Republicano. Esta sexta-feira, os republicanos na Câmara dos Representantes escolheram a congressista Elise Stefanik, conhecida pela sua lealdade ao ex-Presidente norte-americano, para substituir Liz Cheney na liderança da conferência republicana.

Elise Stefanik, de 36 anos, tem sido umas principais defensoras de Donald Trump desde que o antigo Chefe de Estado norte-americano perdeu as eleições presidenciais em novembro do ano passado. Stefanik tem mesmo feito eco das alegações falsas de Trump, que tem insistido, sem provas, na tese de fraude eleitoral.

As posições da nova número três do Partido Republicano na Câmara dos Representantes (logo a seguir ao líder da minoria Kevin McCarthy e ao chefe da bancada Steve Scalise) em relação ao ex-Presidente norte-americano contrastam com as de Liz Cheney, que nos últimos meses foi uma das principais vozes republicanos a repudiar as alegações falsas de Trump em relação à vitória de Joe Biden.

Bob Woodward: “Donald Trump falhou completamente em proteger o povo”

A filha do ex-vice-presidente Dick Cheney foi afastada da liderança da conferência republicana na passada quarta-feira, numa reunião entre congressistas republicanos, pelas suas declarações públicas a criticar Donald Trump. Além disso, foi uma das dez congressistas republicanas que, em fevereiro, votou favoravelmente o impeachment de Trump, que viria a ser chumbado no Senado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A ascensão de Elise Stefanik na hierarquia republicana vem confirmar a influência que o ex-Presidente ainda assume no partido, tendo a congressista de 36 anos sido várias vezes elogiada por Trump. No seu primeiro discurso enquanto número três dos republicanos na Câmara dos Representantes, defendeu a importância da “unidade do partido”, tecendo de seguida elogios a Donald Trump.

Trump ameaça recandidatar-se e vencer os democratas “pela terceira vez”

“Acredito que os eleitores determinam quem é o líder do Partido Republicano, e o Presidente Trump é o líder que eles procuram. Eu apoio o Presidente Trump, os eleitores apoiam o Presidente Trump. É uma voz importante no Partido Republicano”, disse Stefanik, citada pelo The New York Times.

Após ser eleita, Elise Stefanik recebeu as felicitações de Donald Trump. “Parabéns a Elise Stefanik pela sua grande e esmagadora vitória! O Partido Republicana na Câmara dos Representantes está unido e o movimento Make America Great Again [tornar a América grandiosa novamente] é forte!”, afirmou o ex-Presidente num comunicado citado pelo The Guardian.

No processo de substituição de Liz Cheney, Elise Stefanik, eleita por um distrito de Nova Iorque, teve como adversário o congressista do Texas Chip Roy, que se opôs à forma como Cheney foi afastada pelos restantes congressistas republicanos. No entanto, na votação secreta, confirmou-se o cenário que era dado como certo, com a candidata apoiada por Trump a vencer por 134-46.