130 medidas em seis eixos: eis o programa de Tiago Barbosa Ribeiro à autarquia do Porto. A precisamente 10 dias da ida às urnas, o candidato socialista esperou estrategicamente antes de apresentar o programa com que se deverá reger em caso de eleição. Há uns dias, ao Observador, tinha rejeitado a ideia de falta de transparência por não ter tornado ainda o programa público e escudava-se no contacto feito com a população. Agora, conhecido que está fez-se acompanhar na apresentação de recados para Rui Moreira e juras de amor do e pelo Partido Socialista, frente a uma plateia bem composta.

O local da apresentação também não terá sido escolhido ao acaso, o responsável pela concretização da obra da biblioteca municipal Almeida Garrett, Fernando Gomes, haveria de ser um dos nomes mais evocados ao longo da noite, a par com o de António Costa.

O primeiro a subir ao palco foi mesmo o secretário-geral adjunto do PS José Luís Carneiro — um dos nomes que chegou a ser apontado para a disputa autárquica na cidade — numa presença simbólica e com o objetivo claro de demonstrar “sintonia” entre Tiago Barbosa Ribeiro e todo o Partido Socialista. Isto depois da escolha do candidato ter estado longe de ser pacífica no PS.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.