O campeonato português de futebol arranca esta sexta-feira com surtos de Covid-19 em pelo menos cinco clubes da Primeira Liga: Sporting, Benfica, Vitória de Guimarães, Gil Vicente e Sporting Clube Farense. Já são pelo menos 31 os atletas ou membros das equipas técnicas e dos staff a testarem positivo para o novo coronavírus, mas as orientações das autoridades de saúde ainda não mudaram: quem testar positivo é colocado em isolamento; mas, ao contrário do que acontece noutros surtos, quem tiver contactado com o doente não tem obrigatoriamente de o ser.

Esta sexta-feira, depois do acumular de casos, foi anunciada a exceção: com 29 infetados nos seus planteis, Sporting e Gil Vicente já não vão encontrar-se no jogo da primeira jornada marcado para sábado, adiado por decisão das autoridades de saúde — que já não tinham autorizado a equipa de Barcelos a fazer o treino da manhã desta quinta-feira. Para todos os outros, porém, agora e no futuro, a regra base parece manter-se: desde que os jogadores tenham testes negativos feitos a 48h dos jogos, mesmo tendo contactado diretamente com colegas infetados, podem continuar a treinar e a jogar. Adiamentos ou isolamentos, só em último caso.

Sporting-Gil Vicente foi adiado: leões têm 10 infetados, equipa de Barcelos tem 19 casos. Decisão foi tomada pela ARS Norte

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.