A vacinação de titulares de cargos políticos contra a Covid-19 conheceu vários desenvolvimentos desde que foi conhecida a decisão do Governo de abrir aos órgãos de soberania a fase da vacinação das pessoas que asseguram serviços essenciais. A Assembleia da República começou por indicar uma lista de deputados, que encolheu nos dias seguintes. As deputadas Joacine Katar Moreira (não inscrita) e Maria Begonha (PS) fazem parte dessa lista? E, mais do que isso: já foram vacinadas?

Uma publicação partilhada no Facebook no dia 2 de fevereiro mostra uma imagem de ambas as deputadas a serem vacinadas. Em primeiro lugar, o Observador foi apurar a veracidade das imagens e concluiu que as duas são falsas, tratando-se de montagens a partir de fotografias encontradas online, como esta, publicada no Brasil em 2020 a dar conta da campanha de vacinação contra a Influenza/H1N1, que foi usada na imagem de Joacine Katar Moreira. No caso de Maria Begonha, é possível apurar que se trata de uma montagem a partir da fotografia original da deputada que pode conferir aqui.

A manipulação de imagens é, no entanto, apenas uma parte da falsidade desta publicação. E isto porque à data da mesma também não tinha sido ainda aberto o processo de vacinação a titulares de cargos políticos. A decisão de incluir os políticos no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19 foi tomada apenas no final de janeiro e ainda não avançou, pelo que nem mesmo quem está na lista prioritária recebeu a vacina.

Por fim, o Observador foi verificar se estas deputadas estão na lista de políticos que tem sido revista nos últimos dias e se vão mesmo receber a vacina na fase prioritária.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Maria Begonha, 32 anos, ex-líder da JS, era a deputada mais nova que constava da lista inicial, mas no dia 1 de fevereiro fez saber, através de uma publicação no Facebook, que nunca pediu que o seu nome fosse incluído na lista de prioritários e que defende que deve ser concedida “prioridade imediata” ao presidente da Assembleia da República e aos vices-presidentes. Begonha tinha sido incluída na lista por ser membro da Comissão Permanente da Assembleia da República (que funciona fora do período de funcionamento efetivo da Assembleia da República, como por exemplo nas férias parlamentares ou quando há dissolução). Mas entende “não fazer sentido ser vacinada neste momento ou de forma prioritária”, já que pode ser substituída por outro deputado naquelas funções em caso de doença. Maria Begonha não irá, assim, receber a vacina.

No caso da deputada não inscrita Joacine Katar Moreira, o seu nome mantém-se na lista de políticos prioritários a vacinar não tendo a deputada dito nada publicamente sobre este assunto. E contactada pelo Observador não esclareceu se pediu alguma alteração a esta situação. Ainda assim, não é verdade que já tenha sido vacinada.

Conclusão

É falso que a deputada socialista Maria Begonha e a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira tenham sido vacinadas contra a Covid-19, como indica uma publicação no Facebook onde são exibidas imagens de ambas a serem vacinadas. Trata-se de fotografias manipuladas. Além disso, os titulares de cargos políticos que entram no grupo de prioritários no plano de vacinação ainda não começaram a ser inoculados. E ainda, no caso de Maria Begonha, a deputada pediu que o seu nome fosse retirado da lista de prioritários, pelo que nem será vacinada nesta leva de políticos.

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

NOTA: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook

IFCN Badge