783kWh poupados
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Nuno Medeiros Carrapatoso

Convidado

Artigos publicados

Crise Política

Regenerar o regime nas vésperas de abril

Portugal vive uma encruzilhada política. A desconfiança e o descontentamento alastram. O sistema partidário polariza-se.  O desenvolvimento está ameaçado. Mas o País resistirá e persistirá como sempre
Política

Manifesto pela qualidade da Democracia Portuguesa

Agora que estamos prestes a celebrar os 50 anos do 25 de abril e a nossa Democracia cresceu e amadureceu chegou a hora de encetarmos novos esforços para tornar Portugal num País ainda mais Democrático
Governo

Um País adiado ao som da propaganda

Na sombra da narrativa de um Governo focado na bolha político-mediática está um País mais pobre e menos competitivo. Um País onde se morre mais do que noutros. E que suspira pelas necessárias reformas
Mundo

Imagine

Volvidos 51 anos de Imagine, estamos mais longe do sonho de Lennon do que estávamos no início do milénio.
Governo

Desgoverno Absoluto

Um Governo que falha com doentes, grávidas, estudantes, jovens, turistas e empresas é um Governo que falhou.
União Europeia

A União Europeia

A UE compreendeu que não é prudente continuar a intensificar relações económicas com autocracias que se tornam mais ameaçadoras à medida que ficam mais ricas
Crescimento Económico

O legado de António Costa

Irá António Costa liderar as reformas que Portugal precisa e evitar ficar na história como o Primeiro-Ministro que fez de Portugal um dos países mais pobres e envelhecidos da Europa?
Guerra na Ucrânia

O Ocidente em tempos de guerra

O que está em causa nesta guerra é saber o que fará o Ocidente sempre que um autocrata decidir invadir um território independente, democrático e soberano.
Legislativas 2022

O menu político do dia

Eis-nos nesta encruzilhada: de um lado Rui Rio, que esteve décadas a construir uma imagem de credibilidade e seriedade, e do outro António Costa, reconhecido por ser um político habilidoso.
Economia

Os principais desafios de Portugal

Os políticos deveriam estar focados nos desafios em vez de se perderem em desatinos ideológicos, pedidos de maiorias, casamentos de conveniência ou criações propagandísticas de líderes providenciais.
Crescimento Económico

Está na hora de mudar

António Costa defendeu o seu legado dizendo que “nada seria pior para o país do que parar esta dinâmica”. Lamento dizer, mas esta dinâmica parece-me poucochinho e os portugueses merecem muito melhor.
Economia

Como aumentar os salários?

Portugal precisa de adotar reformas que estimulem o crescimento económico e o desenvolvimento social. Todas as outras formas de aumentar os salários são faits divers da esquerda radical.
Crise Política

Estabilidade e prosperidade

Nas eleições que se avizinham, as lideranças vão apelar ao voto útil. A dúvida está em saber se ele favorecerá mais o PS de António Costa ou o PSD de Rui Rio ou de um recém-eleito Paulo Rangel.
Paulo Rangel

E agora Paulo Rangel?

Caso vença as eleições de 4 de dezembro, Paulo Rangel não terá uma vida fácil. Mas de certa forma ainda bem. Porque isso exigirá mais dele.
Economia

A insustentável leveza desta ideologia

As pequenas e médias empresas que estão a inovar podem vir a emigrar quando se tornarem grandes e tiverem de pagar uma das taxas de IRC mais altas do mundo.
Autárquicas 2021

O quadro político

Sendo certo que o PS foi o partido que mais votos perdeu nestas autárquicas, o PSD ainda tem um longo caminho para se erguer como o principal farol político da nossa democracia.
Política

O todo-poderoso Partido Socialista

Está comprovado que o colossal montante de fundos europeus será acima de tudo uma bazuca para a armada socialista, em vez de ser um instrumento plenamente alocado ao desenvolvimento de Portugal.
Economia

António Costa no país das maravilhas

Portugal foi um dos nove países europeus em que o risco de pobreza aumentou em 2020. Este deveria ser o tema mais importante da política portuguesa.
Sociedade

Inovação exponencial

As sociedades mais educadas, conectadas e adaptáveis às mudanças serão as vencedoras. Sobretudo se conciliarem a inovação tecnológica com a melhoria da qualidade de vida das suas populações.
Economia

As causas da nossa decadência

A identificação das causas do nosso atraso económico deveria ser um dos principais temas da nossa atualidade política. Sem essa narrativa de base não poderemos compreender plenamente onde falhámos.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos