535kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Rui Ramos

Colunista

Nasci a 22 de Maio de 1962, licenciei-me em história na Universidade Nova de Lisboa, e doutorei-me em ciência política na Universidade de Oxford. Sou professor e investigador no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa e professor convidado do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica. Escrevi, entre outros livros, A Segunda Fundação (1890-1926), volume VI da História de Portugal dirigida por José Mattoso (Círculo de Leitores), e a História de Portugal (Esfera dos Livros, em co-autoria com Bernardo de Vasconcelos e Nuno Monteiro), que recebeu o Prémio D. Dinis em 2009. Na imprensa, tive uma coluna semanal no Diário Económico (2005), e depois no Público (2006-2009), Correio da Manhã (2009) e Expresso (2010-2013). Colaborei em programas de debate semanal na RTP-N, TVI-24, SIC-N e Canal Q, e fui autor da série de 12 episódios “Portugal de...”, da RTP-1 (2006-2007).

Artigos publicados

Televisão

O coro dos directores

O horror provinciano à diversidade e à discussão é uma das causas pelas quais vamos ver a Roménia à nossa frente.
Mundial 2022

Vamos lá então bater no bei de Tunes

Oxalá um qualquer comércio ou investimento de que desesperadamente precisemos não nos faça engolir algum vexame neste caso do Qatar, e descobrir que nem toda a gente pode bater no bei de Tunes.
Governo

O elo esquecido entre Sócrates e António Costa

O que mudou de José Sócrates para António Costa? O estilo, até certo ponto, mas não o tipo de governo, sempre intrusivo, conquistador e asfixiante.
PS

O Governo não sofre de arrogância, mas de medo

O poder socialista é demasiado vulnerável para ser compatível com a dignidade ou a decência.
Eleições no Brasil

Quando a democracia é escolher entre os piores

A ninguém parece ocorrer que achar o outro lado “radical” pode significar apenas que nos tornámos intolerantes a ideias que não sejam as nossas.
Governo

O reino de António Costa já não é deste mundo

É isto que temos em Portugal: um governo que já não é mais do que a oposição, ainda sentada nos ministérios, ao governo que há-de vir a seguir. Quanto mais depressa esse novo governo vier, melhor.
Reino Unido

O que se passa na Inglaterra?

Na Inglaterra, não morreu o liberalismo económico, mas o dinheiro barato que durante anos deixou os governos, à direita e à esquerda, ignorarem problemas e adiarem reformas.
Governo

Não, esta austeridade não é de direita: é do PS

Uma coisa é a austeridade como resultado das políticas dos outros: foi a austeridade de Passos; outra coisa é a austeridade como resultado das próprias políticas: é a austeridade de Costa.
Guerra na Ucrânia

Porque é que Putin é perigoso?

É a fraqueza, não é a força, que faz o ditador russo perigoso: foi isso que o levou a arriscar a invasão da Ucrânia, e é também isso que pode fazer a China arriscar uma invasão de Taiwan.
Itália

Temos mesmo de ser todos Giorgia Meloni?

Todos os que não são de esquerda estão destinados a ser Giorgia Meloni, e se por acaso ganharem eleições, já sabem: nesse dia, mais uma vez, a “extrema-direita” chegará ao poder pela primeira vez.
Política

Não haverá boas notícias com Costa no governo

Costa pôs o país a descer as escadas do declínio gradualmente. O fim do dinheiro barato faz tremer este reino de fatalismo medíocre. Já não se trata de descer as escadas, mas de cair por elas abaixo.
Guerra na Ucrânia

As nossas opiniões decidem-se na Ucrânia

Se Putin não for derrotado na Ucrânia, a próxima década de 30 pode bem lembrar os anos 30 do século passado.
Governo

António Costa fez as contas?

O problema não é o que António Costa fez agora, com o seu pacote anti-inflaccionista, mas o que fez durante sete anos ao optar, recusando reformas, pela estagnação económica.
Guerra na Ucrânia

A guerra não é só com Putin: é também connosco

O Ocidente precisa de readquirir a prudência que vem da noção dos limites. É por isso que a guerra na Ucrânia não é só com Putin: é também contra a nossa complacência e distracção.
Governo

Como António Costa fez Portugal empobrecer

A governação socialista, ao provocar o empobrecimento do país, garantiu que a inflação vai agora doer mais em Portugal do que noutros países mais ricos.
Incêndios

O confinamento é agora o modo normal de governo?

As proibições, além de infantilizarem os cidadãos, são um meio demasiado conveniente para os poderes públicos escaparem a responsabilidades e compensarem falhas.
Educação

Do Estado social ao Estado sectário

Tal como em tempos fez sentido separar o Estado e a religião revelada, faz agora sentido separar o Estado e a religião woke.
Luís Montenegro

Pedro Nuno Santos não saiu? Temos de falar do PSD

Não será possível passar quatros anos a comentar os aeroportos ambulantes de Pedro Nuno Santos e as urgências fechadas de Marta Temido. O país precisa de um alternativa, isto é, do regresso do PSD.
Governo

António Costa tem razão: o problema é o cepticismo

Não percebe o poder socialista quem julgar que é feito de crença no socialismo. António Costa viveu até hoje do cepticismo dos portugueses.
Tribunal Constitucional

A porteira do tribunal

O aparente poder de certas vagas de indignação das redes sociais é apenas isto: o poder da oligarquia instalada no Estado, que os usa como simples banda sonora da sua monopolização de posições.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.