Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Fez agora cinquenta anos que D. António Ribeiro foi nomeado Patriarca de Lisboa. Nasceu em Pereira, São Clemente de Basto, arquidiocese de Braga, a 21-5-1928 e faleceu a 24-3-1998, dois meses antes de completar setenta anos.

Ordenado padre a 5-7-1953, doutorou-se em Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma. Foi assistente da Acção Católica e, nas suas intervenções nos meios de comunicação social, sobretudo televisivas, notabilizou-se pela independência em relação ao regime político. A 3-7-1967, com 39 anos, foi nomeado Bispo auxiliar de Braga. Quatro anos depois, a 10-5-1971, foi designado por São Paulo VI, Patriarca de Lisboa, sucedendo ao Cardeal D. Manuel Gonçalves Cerejeira, que atingira o limite de idade. A 5-3-1973, foi elevado à dignidade cardinalícia, inerente à condição de Patriarca de Lisboa.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.