Certificados de Aforro
Dinheiro

A inflação está a arrasar a poupança. Combata-a

Os maiores bancos pagam, em média, 0,08% num depósito a um ano. Há depósitos que remuneram 20 vezes mais. Mesmo assim, apenas duas aplicações rendem mais do que a inflação esperada para 2017 e 2018.
Certificados de Aforro

Valor em Certificados do Tesouro sobe em novembro

O montande sob gestão em Certificados de Aforro e de Tesouro chegou aos 23.915 milhões de euros em novembro. O valor é 1% superior ao registado no mês anterior.
Poupança

Subsídio de Natal. Quanto rende com baixo risco

O salário adicional é uma oportunidade para fazer um pé-de-meia. Saiba exatamente quantos euros e cêntimos pode ganhar com os melhores depósitos a prazo e com os Certificados do Tesouro Poupança Mais.
Dinheiro

Não é uma ilusão: como ganhar 2% com baixo risco

110
Os cinco maiores bancos pagam menos de 0,1% num depósito a um ano. Não se resigne: encontrámos aplicações de baixo risco que pagam até 2% por ano, já depois de descontar impostos e comissões.
Bolsa

Gomes da Silva. "As bolsas estão sobreaquecidas"

185
O diretor do Montepio acredita que as bolsas cairão até ao final do ano e, por isso, tem algum dinheiro à espera em depósitos a prazo. Quanto à corretora DeGiro, diz que a concorrência é desleal.
Poupança

6 motivos para evitar o novo produto do Estado

164
Se subscrever menos de 4000 euros nas novas Obrigações do Tesouro de Rendimento Variável, os juros são destinados ao pagamento das comissões do banco. Prefira Certificados do Tesouro Poupança Mais.
Finanças Pessoais

Os ministros sabem gerir dinheiro? O deles, não

672
Analisámos o património dos ministros em busca dos problemas mais comuns nas finanças pessoais dos portugueses. Conheça os dez erros tradicionais que os governantes também cometem.
Orçamento do Estado

Estado quer ir buscar apenas metade do aforro

O governo tem expectativas bem menores para a obtenção de poupanças dos cidadãos, através do Certificados de Aforro e dos Certificados do Tesouro Poupança Mais.
Dívida Pública

Dívida. Estado vai precisar de sete mil milhões

106
Necessidades líquidas de financiamento de Portugal este ano deverão situar-se em sete mil milhões de euros. IGCP autorizado a emitir dívida sem Orçamento do Estado de 2016.
Dinheiro

Onde investir em 2016. Dos depósitos até às ações

271
Encontrámos taxas anuais até 2,15% em depósitos de curto prazo, certificados que podem render mais de 1,61% por ano e quatro fundos e sete ações para investir na bolsa até ao final de 2016.
Dívida Pública

Dívida pública revista em alta. Os swaps pesaram

Banco de Portugal reviu a dívida pública em alta. Mais 500 milhões em 2014, mas o peso no Produto Interno Bruto manteve-se. A dívida atingiu 229 mil milhões em agosto. Os swaps deram maior contributo.
Poupança

Taxas zero. Os depósitos ainda valem a pena?

A ministra das Finanças prometeu um novo produto de aforro para particulares, mas, até ser lançado, descubra quais os melhores produtos de poupança de baixo risco para o seu dinheiro.
Banco de Portugal

Certificados de Aforro e Tesouro crescem 

Valor sob gestão em certificados de aforro e de tesouro atingiu os 19.770 milhões de euros em julho, mais 0,7% do que em junho de 2014.
Dívida Pública

Certificados. Juros podem elevar a dívida pública

Eurostat está a rever a contabilização de produtos de dívida. A capitalização acumulada de juros pode passar a contar para a dívida pública e fazer subir o valor em mais de quatro mil milhões.
Dívida Pública

Investimento em certificados bateu recorde mensal

Investimento das famílias em dívida pública atingiu valor recorde de 1940 milhões em janeiro, antes de entrarem em vigor o corte nas remunerações dos certificados. Certificados do Tesouro lideraram
Dívida Pública

Como proteger o seu dinheiro do corte nos Certificados

Retire os novos Certificados de Aforro da sua equação. Saiba o que fazer ao dinheiro, agora que o rendimento dos Certificados do Tesouro caiu e que as Obrigações do Tesouro entram no terreno negativo.
Certificados de Aforro

Governo corta a fundo nos juros dos certificados

Os juros máximos dos novos certificados do Tesouro baixam para 3,75%, contra os 5% . A taxa média anual passa de 4,25% para 2,25%. A remuneração dos certificados de aforro também cai. A banca agradece
Economia

Depressa. Vá comprar Certificados do Tesouro

Taxas dos Certificados do Tesouro Poupança Mais e dos Certificados de Aforro serão cortadas em fevereiro, avisa Cristina Casalinho, que presidente à agência que emite a dívida pública.
Natal

6 presentes financeiros para os seus filhos

Continue a embrulhar as prendas mais desejadas, como brinquedos, mas reserve uma parte do seu orçamento para presentes financeiros. São prendas para agora e para os futuros Natais dos seus rebentos.
Dívida Pública

Dívida pública continua imparável

1460
Dados do Banco de Portugal apontam para um novo aumento da dívida pública que em Setembro atingiu 131,6% do Produto Interno Bruto (PIB). Investimento das famílias em certificados abrandou.
Economia

Obrigações do Tesouro bateram ações

As ações portuguesas só conseguiram saldo positivo com os dividendos. A carteira dos portugueses valorizou-se, em média, 2,9% por ano.
Dia Mundial da Poupança

Quais as diferenças entre depósitos e Certificados

Os depósitos a prazo e os Certificados de Aforro disputam as suas poupanças de curto prazo, mas há diferenças substanciais entre eles. Conheça-as.
Dia Mundial da Poupança

Descubra soluções conservadoras para o longo prazo

Nem todos têm estômago para os altos e os baixos da bolsa. Para os aforradores conservadores também há instrumentos financeiros para fazer aplicações de longo prazo.
Dia Mundial da Poupança

Saiba sempre o prazo para a sua aplicação

O mais importante para decidir quanto risco suporta a sua poupança é o prazo estimado de quando precisará do dinheiro. Quanto mais tempo tiver, mais pode arriscar.
Dia Mundial da Poupança

Primeiro faça um fundo de emergência

Agora é que é: está empenhado a começar a juntar dinheiro. Todavia, tem dúvidas sobre qual o primeiro passo. Prepare-se para os imprevistos.
Poupança

Mais 1.700 milhões no aforro do Estado desde junho

Investimento nos produtos de aforro do Estado voltou a subir em setembro, em mais de 500 milhões. Desde final de junho, quando se agravou a crise do BES, entraram quase 1.700 milhões de euros.
Economia

Estado arrecadou mais de 550 milhões em aforros 

O Estado arrecadou mais de 550 milhões de euros em certificados de aforro e do tesouro em agosto, tendo os portugueses investido mais de 15.000 milhões de euros neste instrumento de poupança.
A página está a demorar muito tempo.