Crónica
Crónica

O café

265
Quando me farto da minha época, do meu mundo e dos cafés automáticos, espreito para dentro da cafeteira e, havendo ainda café no interior, sirvo-me, bebo-o e encontro-me com a minha mãe, no mundo dela
Crónica

Museológica da batata /premium

Somos um povo com inclinação para a filosofia, com dotes de abstracção tão bons, tão bons, que acabamos por ser mais fortes a discorrer sobre museus imaginários do que a visitar museus reais.
Crónica

O Verão /premium

Quando as coisas “impossíveis” acontecem é como um certificado: sabemos que podem acontecer e por isso, voltar a acontecer. O desconsolo é maior que o consolo.
Política

A rentrée dos artistas /premium

651
O PS oferece-nos os piores serviços públicos de sempre a troco de um crescimento anémico e da maior carga fiscal de todos os tempos. E proclama que este é o melhor dos mundos e assim devemos continuar
Política

A malta da manga do avião e dos tiros nos pés /premium

484
A malta da “manga do avião” antes exaltava José Sócrates. Agora incensa António Costa. Já a malta do “tiro no pé” cumpriu os objectivos: correu com Passos e reduziu a oposição a um papel simbólico.
Crónica

Onde é que há gente no mundo? /premium

Abre-se um jornal ou vê-se uma televisão e só nos deparamos com doses cavalares de virtude a crédito que clama por integral satisfação e danação eterna dos que escapam à sua jurisdição.
Crónica

I love Portugal /premium

2410
Os portugueses lúcidos, coitados, padecem da esperança de que os portugueses restantes acordem para as delícias da liberdade. Sucede que para os simplórios a liberdade não é deliciosa: é uma ameaça.
Crónica

Por cá, na Quinta…

200
Estes prodígios das finanças criticam tudo e todos, direita e esquerda. Nada lhes serve. O que interessa é o que Estado volte a abrir os cordões à bolsa (e nisso os socialistas são bons, sem dúvida).
Crónica

Carta do Di Maria escrita por um médico português

382
Com as devidas adaptações poderia ter sido escrita por um qualquer trabalhador em Portugal ou no mundo inteiro. Por qualquer profissional! Se por um futebolista teria sido lida por milhões de sabichões
Política

The winter is coming

209
Para travar esta frente fria, é necessário que alguém – por favor alguém! – saia do armário e afirme sem medo que quanto maior for a presença do Estado nas relações humanas maior é a corrupção.
Crónica

O que fazer quando se fazem 50 anos /premium

1198
Se o que importa é o que fazemos com os anos, a verdade é que, nestes 50, fiz o que quis, o que pude, o que soube e principalmente o que calhou. Amanhã, faço 50 anos. E depois de amanhã, faço o quê?
Crónica

Cavaco não tem saco para falar do saco /premium

Cavaco sempre foi um homem das contas. Menos das contas relativas ao financiamento da sua campanha para as Eleições Presidenciais de 2011. Dessas não fazia ideia rigorosamente nenhuma, como é óbvio.
Crónica

Cocóspotting /premium

1892
Daniel Nunes, o amigo do filho de António Costa, é um Fiscaliza Fezes. Recebe 1300 euros por mês para fazer cocóspotting. Deve ser, ao dia de hoje, dos Assinala Detritos mais bem pagos do país.
Crónica

A lição e a demolição do prédio Coutinho /premium

1533
O Estado serve para desumanizar os cidadãos. E os cidadãos deveriam servir para abominar o exercício e opor-se-lhe. É evidente que o Estado, que detém a força, acaba por ganhar sempre, ou quase sempre
Crónica

É um pássaro? É um avião? Não, é o Superavit!  /premium

200
É que sempre que Mário “Lex Luthor” Centeno apresenta mais cativações o Coisas A Funcionar Normalmente começa logo com as perninhas a tremer. E em menos de nada já nem papel higiénico há nas escolas.
Crónica

Em Portugal pensa-se pouco Inês Pedrosa /premium

2988
Inês Pedrosa é porteira do 10 de Junho e não vai franquear a subida ao púlpito de alguém que meramente “pensa em Portugal”, nem de quem apenas “pensa sobre Portugal”. Não, exige quem “pensa Portugal".
Crónica

A solidão das rãs 

Nos últimos anos, quando me sento na minha varanda rural olhando para a ribeira e a ponte, ouvindo o coaxar das rãs, fico com a ideia que naquele ambiente já falta vida, falta alegria, falta companhia
Crónica

Ninguém está preparado para ser mãe /premium

5672
Quem aceita que uma mãe, que se sente “Deus na Terra” sempre que aninha o bebé nos braços, está autorizada a estar “farta” e exausta de tanta exigência sobre ombros e ávida de um bocadinho só para si?
Crónica

História extraordinária /premium

Devemos basear as nossas políticas públicas em estudos bem cimentados, com avaliações frequentes, aprendendo da própria experiência e da alheia, e não em utopias, em mitos ou em ideologias caducas.
Crónica

Esta não é uma crónica sobre o prédio Coutinho /premium

1280
Portugal para os portugueses. Nenhum estrangeiro mentalmente equilibrado aguentaria isto mais do que um fim-de-semana. A apatia perante os selvagens que mandam no país não é para todos os paladares.
PS

A culpa é do mexilhão! /premium

316
Sempre que formos bombardeados por uma qualquer intervenção do PS com a a cartilha de Costa, só temos de repetir, contritos, conformados e de cabeça baixa: Por minha culpa. Por minha tão grande culpa!
Novo Acordo Ortográfico

O desacordo. Ortograficamente falando 

291
Linguisticamente muita coisa mudou em Portugal e a principal é que cada um escreve hoje como quer, coisa que antes não sucedia. O Acordo é bem vindo, pois trouxe um cheirinho acrescentado a liberdade.
Serviço Nacional de Saúde

Ó minha senhora, vá parir para outra freguesia!  /premium

2105
Passará a ser proibido ter relações sexuais com intuito de procriação entre os dias 21 de Setembro e 21 de Dezembro. Assim garante-se que as férias dos profissionais das maternidades não maçam ninguém
Serviço Nacional de Saúde

Conversa da obstreta /premium

143
Como é que Costa acha que vão reagir os condutores de ambulâncias quando começarem a ser agredidos por grávidas irritadas, às voltas em Lisboa à procura da urgência que calha estar aberta naquele dia?
Crónica

E se o nosso futebol fosse gerido por comunistas?

1496
Se aplicássemos as ideias comunistas ao futebol português, deixaríamos as boas intenções de ajudar os mais desfavorecidos arruinar a sua competitividade. Porque havemos de as aplicar à nossa economia?
Crónica

Crónicas do Portugalistão /premium

368
Ou a minha comunicação ao futuro congresso em que as esquerdas vão fazer o balanço dos muitos anos de poder socialista em Portugal.
Crónica

Agora percebi a tanga: Guterres viu a água subir  /premium

174
Guterres não deixou o país de tanga por incompetência, antes para que ficássemos equipados com a indumentária certa face à subida do nível da água dos mares por efeito das alterações climáticas.
Crónica

Que fica do que passa? Nada? (E duas notas) /premium

Que foi preciso ir acontecendo de tão sulfúrico no país para ocorrer uma demissão da inteligência, da sensibilidade, da cidadania, da responsabilidade, desta envergadura?
Exames Nacionais

Mensagem sem Pessoa 

667
Sim, o exame teve Pessoa, mais Saramago e Ricardo Reis. Mas não inclui Eça de Queiroz. Crónica de uma aluna enquanto estudava para o exame de hoje de Português do 12º ano. "Valete, fratres".
Crónica

Amorfo da mãe /premium

426
O Governo deve também permitir que, no dia seguinte ao trauma que é abandonar a criança no cárcere escolar, o progenitor vá trabalhar acompanhado pelo seu próprio progenitor. Caso precise de colinho.
Política

Eleições à vista

327
Hoje, com a velocidade da informação, o que releva são as causas, tão voláteis como as opiniões da sociedade civil. O modus operandi da política do séc. XX está morto. A ordem natural está invertida.
Crónica

Portugal, país-slime /premium

1256
Estão a ver aquela massa viscosa com que as crianças se entretêm? O slime, claro. Portugal está a tornar-se num país-slime, onde os valores são moldados a gosto e a responsabilidade não existe.
Crónica

Esta noite pode ser tarde demais /premium

9517
Morreu-nos e todos fomos obrigados a despedir-nos de quem não nos foi dado tempo absolutamente nenhum para despedidas. Parece que ficou tudo por fazer e quase tudo por dizer. Custa muito.
Pais e Filhos

Querido pai /premium

172
O que não faz sentido, neste momento em que a “versão autoritária” do pai e a “versão submissa” da mãe estão em grande mudança, é que um e outro se “rendam” a um novo (pequeno) chefe de família
Crónica

Os amigos /premium

780
Os amigos uns dos outros. Os amigos de Peniche. Os amigos dos animais. Os amigos do alheio. O amigo de todos... Com amigos assim não precisamos de inimigos.
Viagens

Maio em Nova York

Em Nova York sentiu-se o vigor da economia, da abundância e de um progresso imparável. E, na quinta Avenida, a Trump Tower deixada agora ao desinteresse de quem por ali anda, o mau gosto a destacar-se
Transportes Públicos

Desculpas de mau recebedor  /premium

841
No Metro de Lisboa preconizo que se retire não somente os assentos, mas todo o recheio dos vagões. Fica assim muito mais espaço disponível para empilhar utentes ao jeito de navio negreiro.
Comportamento

As sensibilidades demonstrativas /premium

Um político pode fazer a ponte entre as profundidades expressivas do seu Eu, colocadas no centro de tudo, e o seu discurso sobre a sociedade. Bastará sublinhar a radicalidade emocional deste último.
Crónica

Um povo manso também se abstém, qual a surpresa? /premium

2495
Nenhuma oposição ao nosso manso declínio terá sucesso – como as eleições mostraram – se não se tiver a audácia de ser diferente e fazer sonhar com um país melhor, mais do que este Portugal poucochinho
António Costa

As noivas do Babush  /premium

Há muito se antecipava a aproximação entre PS e PAN. Depois do PS do "animal feroz", ainda agora Costa assegurou que “a causa de sucesso desta solução governativa é que ninguém teve de engolir sapos".
Crónica

“O meu sonho é acabar com o mundo à fome” /premium

125
O nosso compatriota só não informa se a Miss Hitler vai depois participar, juntamente com a Miss Mao, a Miss Estaline e outras laureadas, numa competição global chamada, sei lá, Miss Univermes.
Crónica

Bons executivos tiram cópias e pegam seus cafés /premium

4705
Há um discurso muito claro por trás de todos estes comportamentos. Sou bom demais para gastar tempo telefonando. Tenho diplomas demais para ter que fazer cópias.
Crónica

Portugal, um país à prova de fake news /premium

218
Porra Vasily! Então, mas o que é que andas a fazer, pá? Portugal não necessita dos nossos trolls, nem das nossas fake news. Os partidos tradicionais encarregam-se de escangalhar a imagem da democracia
Televisão

Os novos gladiadores /premium

Tal como na Roma antiga se juntavam multidões para incitar ver morrer gladiadores, também os espetadores do Jeremy Kyle Show gostavam de ter sangue todas as manhãs e de ver inocentes lançados às feras
Crónica

Ao ministro Cabrita, os carecas agradecidos

O que é que se pretende? Um homem novo escorreito, bonito, higiénico e saudável promovido por uma ideologia baseada na boa aparência e no uso da escova de dentes?
Caixa Geral de Depósitos

Rebentou a Berarda!  /premium

409
Mais do que a receber Comendas, Joe Berardo é fortíssimo a receber encomendas. Basta lembrar como o governo de José Sócrates lhe encomendou que votasse ao lado do Estado na OPA da Sonae à PT.
Crónica

Serei eu um monstro?

Cultivamos uma dissonância cognitiva. Se algo acontece e se sentimos que podíamos fazer algo, rapidamente sentimos que há alguém que podia/devia fazer mais do que nós. O que é isto?
Caixa Geral de Depósitos

Quando for grande quero ser aquele advogado /premium

436
A diferença está nos clientes: enquanto um bandido comum chama o advogado quando é apanhado pela polícia, o bandido milionário manda vir o advogado antes de cometer o crime. E paga bem por isso.
Crónica

Os dias do parvoísmo /premium

505
O perigo para o nosso tempo não está no comunismo nem no fascismo, mas sim no parvoísmo, esse infantilismo cruel que se tornou a ideologia triunfante dos nossos dias. De decadência, obviamente.
Venezuela

Quociente de ingerência /premium

157
Os turistas da desgraça alheia são os ocidentais que diziam que só valia a pena visitar Cuba enquanto Fidel fosse vivo. Após da morte do tirano a pitoresca penúria cubana ia-se tornar desinteressante.
Futuro

A sabedoria dos motoristas de autocarro

202
Ao ouvir os motoristas de autocarro falar, nas longas viagens que ligam o Minho à Beira Interior, fica no ar a nostalgia de um futuro próximo e um aviso para o abismo geracional que estamos a viver.
Crónica

Um grande livro, um grande homem, uma grande vida /premium

Dada esta circulação de ar e de ideias, mal disparou o PREC o nosso “Campo Grande” assumiu-se muito naturalmente como poiso de revolucionários e de contra-revolucionários.
Crónica

A Caça aos Combustíveis e o Camelinho da Páscoa  /premium

284
Se a geringonça fosse um animal seria um camelo. O grosso do quadrúpede era o PS, e o PCP e o Bloco de Esquerda eram as bossas, coladas ao lombo socialista meio às três pancadas.
Crónica

Partir A. Ventura /premium

814
Ventura quer mudar o sistema por dentro. É uma espécie de supositório humano: faz-se introduzir no organismo para depois exercer a sua influência. Ei-lo metade glicerina, metade convicção ideológica.
Crónica

Estes deputados andam a dormir!  /premium

Da próxima vez, e se quer viajar na TAP, nada como José Eduardo dos Santos marcar consulta em Portugal: mais atrasadas que as chegadas dos voos da TAP só mesmo as consultas nos hospitais portugueses.
Crónica

Amêndoas da Páscoa /premium

231
Daqui a uns dias Notre Dame terá algumas linhas nos jornais e quando muito falar-se-á nos milhões doados pelos “ricos”, não no valor do ex-libris da civilização que nos foi berço e nos é raiz e matriz
Crónica

Subsídio is coming /premium

392
Um gigante de olhos azuis montado num dragão zombie ainda tem laivos de verosimilhança. Agora o nível de pilhagem do erário público praticado por esta gente exige uma suspensão de descrença bem maior
Política

Chamem-se como quiserem mas façam alguma coisa! /premium

693
A direita é em Portugal um problema poético: um sujeito lírico que não sabe o que é; pede desculpa por aquilo que nunca foi e lastima o que não pode ser.
Crónica

Quatro notícias obscuras /premium

1083
Aliás, podem fazer o que quiserem: esta não é apenas a geração mais informada de sempre, mas a mais ridícula. Se este é que é o tal “mundo melhor” das lengalengas, fiquem com ele.
Crónica

Agostinho da Silva /premium

O homem não nasceu para trabalhar, mas para criar. Ou como um miúdo de 15 anos conversou com alguém com mais de 80 sobre temas como o não termos nascido para trabalhar ou que a vida devia ser gratuita
Medicina

Homeopataratas /premium

764
Os remédios homeopáticos, além de água com reminiscências, são guloseimas. Suponho que o objectivo seja afugentar bactérias que façam a dieta do Paleolítico.
Transportes Públicos

Os dias das mentiras /premium

1490
Em meras 3 horas e pouco António Costa percorreu 73 quilómetros, proeza notável nos idos de 1850. Ou, nos centros urbanos portugueses, em 31 de Março de 2019. Não fazia ideia do atraso em que vivemos.
Governo

Casos de família /premium

"Vou declarar que no governo, por definição, não há família; que ela está toda na oposição. Em política, o que importa são as definições. E é ao primeiro-ministro que cumpre definir: é o que o define"
Governo

Endogamy of Thrones  /premium

292
Costa, sobre quem terá sido o verdadeiro criador da ideia do passe único, disse que teve uma “paternidade coletiva”. É desagradável. Ainda agora nasceu e já tem de ouvir que a mãe é um bocado galdéria
António Costa

É fogo que arde sem se dramatizar /premium

459
Costa disse que, em ano eleitoral, “toda a gente vai querer dramatizar qualquer incêndio que exista”. Tem razão: em Portugal as pessoas tendem a dramatizar dramas. Têm pouca imaginação, os portugueses
Política

Reconstruir a Direita e o seu património cultural

596
A Direita tem de criar corpo cultural — em revistas e jornais, nas redes, nas artes e entretenimento, em suma, na vida — que rejeite a estética esquerdista que consiste em vender "glamour" na desgraça
Política

Portugal, o Mar e o equívoco incógnita 5.7

206
Para nos libertarmos mesmo do Socialismo vigente é necessário mais do que um simples Movimento 5.7, é necessário Portugueses, verdadeiros Portugueses que ainda saibam e queiram pensar em Português.
Política

Os imutáveis /premium

612
Nunca ocorre à esquerda avaliar o adversário pelo mérito, a responsabilidade, a iniciativa, o currículo, mas sempre só pelo insulto político ou o acinte pessoal. Caramba.
PCP

Patrão santo, funcionário posto fora da loja /premium

3569
Estou chocado. Nunca pensei que o PCP não cumprisse a lei laboral. Mas o PCP está ainda mais chocado: nunca pensou ser obrigado a cumprir a lei laboral. É que escrevê-la é uma coisa, obedecê-la outra.
Crónica

Mais 5 dias inúteis /premium

1125
Claro que o ar do tempo começa a tornar-se irrespirável e que uma sociedade fundamentada na desconfiança e na delação não promete um futuro risonho. Claro que me apetecia fazer queixa. Mas a quem?
Crónica

Os fanáticos do apocalipse e outras histórias /premium

123
O mundo é uma manta de retalhos todos diferentes e descosidos? Se calhar não é tanto assim. A loucura, apesar de tudo, vai cosendo com razoável eficácia vários dos seus pedaços.
Estudantes

O tempo perguntou ao tempo “Que histeria é esta?”  /premium

102
Sinto falta de uma greve dos quadros de ardósia, por exemplo. Um justo protesto por estarem a ser substituídos por desenxabidos quadros brancos de plástico, para mais ligados a um computador
Crónica

A “familiar de referência” /premium

229
A altíssima competência médica de Santa Maria releva também do milagre da dedicação. Deve haver poucos sítios no mundo onde se possa entregar assim um coração.
PCP

A História os absorverá /premium

2304
Termos partidos leninistas e trotskistas a conviver com pessoas comuns é um luxo para o cidadão português interessado em História. É como um paleontólogo ter um Brontossauro de estimação no quintal.
Crónica

Os meninos à roda da propaganda  /premium

2321
O menino que em 2012 chorava porque a mãe não tinha dinheiro para comprar bolachas agora quer salvar o planeta. O que mudou? A cor política do Governo. As bolachas essas continuam iguais.
Crónica

O absurdo do nosso presente 

Como devemos gerir a vida numa altura em que os nossos vizinhos e conhecidos abdicaram voluntariamente da racionalidade e, na sua nova condição de rinocerontes, marram contra as paredes?
Crónica

Meritocracia, a nova ordem social

441
Um ideal de uma sociedade organizada e transparente, onde o filho de quem é não interessa, onde o local onde nasceu não interessa, nem a sua cor de pele nem género, somente o que se merece e alcançou.
Crónica

Afinal, será Neto de Moura mesmo uma cavalgadura? /premium

Tenho quase a certeza que Costa só pontificou na Greve Feminista porque não quis correr o risco de ser o único funcionário público a não fazer pelo menos uma greve durante esta legislatura.
Crónica

A vida é uma rotina

461
Mudo para o metro e sou empurrado para dentro da carruagem, não é exagero e é assim em todas as horas de ponta. Vivo inerte num espaço reduzido a mim e a outros 50, mas suspenso no ar.
Crónica

O arraial da luta /premium

1796
É a luta feminista. A luta contra o racismo... Há sempre uma luta. A luta é um arraial que políticos vorazes pelo poder montaram nas nossas vidas. O reverso desta encenação vai do fiasco ao crime
Crónica

O Costa da Cristina /premium

5983
A dona Cristina teima: Pedrógão não está esquecido pois não? O dr. Costa balbucia uma salganhada e acaba a pedir vinho verde para o tempero. Ao largo, o resto dos Costas – esposa, crias e nora – sorri
Humor

Abono de família socialista /premium

1586
Se um dia surgirem suspeitas criminais sobre o Governo (é um Governo PS, não devemos descartar a hipótese), Costa sabe que uma testemunha se pode recusar a depor contra um familiar. Por ali está safo.
Crónica

A mulher, mas qual mulher? /premium

1777
No fundo, a “mulher” da dra. Joana do CDS não difere da “mulher” da dra. Catarina do BE. Na ânsia de se apoderarem das cabeças alheias esgadanham-se para reduzir sujeitas de carne e osso a caricaturas
Crónica

Os amigos são para as nomeações /premium

424
As reuniões do Conselho de Ministros parecem um episódio do clássico seriado Dallas com os familiares todos reunidos. A única diferença é que no rancho texano da família Ewing não havia vacas voadoras
Crónica

Fujam! É o Ranking Kong! /premium

1698
Se for preciso, manifestam-se pelo direito de um emigrante argelino vir trabalhar para Portugal e, ao mesmo tempo, contra o direito de uma criança portuguesa ir estudar para outro código postal.
Crónica

É mais fácil sair do armário do que sair do Bloco /premium

756
A óptima notícia foi o afastamento de vários ministros do Governo de António Costa. A péssima notícia foi que Costa os substituiu logo por novos ministros, ainda mais seus amigos que os anteriores.
Pedofilia

Vade Retro, Sr. Padre! /premium

Os padres envolvidos nos casos de abusos sexuais são uma minoria. O pior é a cobertura que lhes dá o resto da hierarquia católica. A protecção dos abusadores vê-se nas penas do Tribunal Eclesiástico.
Crónica

Na Caverna da Urgência

A principal queixa do homem contemporâneo é a de uma permanente e estrutural sensação de «falta de tempo». Há uma generalização da urgência a todos os domínios da experiência e da existência moderna.
Política

As direitas a que Portugal tem direito /premium

1589
Visto que em Portugal a direita se define por ser tudo aquilo de que a esquerda não gosta, eu defino-me por não gostar de tudo aquilo o que a esquerda é. Quanto à direita, tem dias. E tem direitas.
Crónica

Levá-los a sério? /premium

Até que ponto vale a pena levar as coisas a sério quando tudo parece uma farsa generalizada em que a classe política parece sobretudo interessada em não nos fazer o favor de se preocupar connosco?
Crónica

O regresso do Rei

Os professores acreditam que os 9 anos, 4 meses e 2 dias de tempo de serviço congelado hão-de sair do nevoeiro da dívida e os enfermeiros, que os 68% de aumento hão-de chegar com a maré.
Presidente da República

Onde não está Marcelo? /premium

217
O super-poder do Presidente é um ouvido tão apurado que consegue escutar a frase “Olha o passarinho” proferida em qualquer ponto do país. E quando o flash dispara é garantido que está no enquadramento
Política

Direita /premium

476
Quem poderá (ainda?) levar a sério os donos que querem sê-lo de tudo? Do regime, da democracia, do pensamento, da política, do dinheiro, da norma, da lei, dos credos, da cultura, dos costumes?
Governo

Como garantir que Portugal ficará sempre pobre /premium

5988
Os partidos tomaram conta do Estado e já nem disfarçam. O Estado por sua vez trata de comandar tudo na sociedade, obsessivamente. Agora já só nos faltava mesmo a regionalização para o saque ser total
Partidos e Movimentos

Direita radical: a excepção portuguesa

2270
O que é que tem impedido o advento em Portugal de um grande movimento nacionalista, populista ou de direita radical (ou, dada a cultura política acomodada e medrosa, “de direita não envergonhada”)?
Crónica

Quem roubou da nossa Caixa?

323
Será um rasto de papel e a dita incapacidade de identificar os autores das concessões danosas de crédito evidência suficiente para mostrar que esta espécie de roubo já não é crime na nossa república?
Crónica

Por uma vez, Sócrates tem razão de queixa /premium

1792
A entrada de Armando Vara na Administração da CGD foi como a proverbial colocação da raposa a tomar conta do galinheiro. Tudo bem que já eram galinhas kamikaze, que se ofereciam à morte com volúpia.
Crónica

Falsas notícias e nobres mentiras /premium

Mentir é necessário para preservar a identidade cívica, a mentira é uma droga que deve sempre ser administrada aos governados para o seu próprio benefício – uma droga útil, porque conducente à virtude
PCP

Adeus foice e martelo, olá busca-pólos e alicate /premium

1853
Bernardino Soares justificou as quantias pagas dizendo que estes “são os preços do mercado”. Como quem diz: “A Câmara a fazer contratos ruinosos? Não. A mão invisível é que vos está a ir ao bolso".
Crónica

Se eu pudesse ver a minha avó /premium

2290
Atrás da tela do computador, os olhos avermelhados seguem clamando por uma trégua. O céu escureceu ainda mais. Hoje não vou vê-la. Mas fecharei os olhos por alguns minutos, sem contagem regressiva.
Crónica

O Rato rebolou a rir do repto a Rui Rio /premium

2011
Eu acho estupendo. Propinas gratuitas, livros gratuitos, transportes gratuitos, tudo gratuito para toda a gente. Por este caminho o mais provável é acabarmos a trabalhar gratuitamente para o Estado.
Crónica

Fascismo que não passará e fascismo que já passou /premium

3201
Do que os “democratas” não gostam muito é da democracia. Gostam menos da democracia do que de Mário Machado, que usam para fingir o contrário e para servir de medida das coisas que divergem deles.
Economia

Perigo! Não leiam esta crónica! (Factos e números)

12456
Factos: a carga fiscal em Portugal é a mais elevada de sempre e o PIB per capita coloca-nos em 15º entre os 19 estados-membros da zona euro, em 3 anos de “fim de austeridade” descemos três posições.
Maioria de Esquerda

Ainda puxo da pistola se me falam de populismo /premium

2208
O fantasma do populismo serve hoje para justificar todas as piruetas dos políticos, mas de caminho vamos esquecendo que são os problemas que ficam por resolver que alimentam os ressentimentos radicais
Crónica

Os "influencers" ou o Portugal dos Pequeninos

414
Cristina Ferreira a Mulher mais influente do nação? Pedi, com incontida revolta, explicações. Que me foram dadas, julgo que com a paciente condescendência que se devota às pessoas achacadas pela idade
Crónica

O Programa do Marcelo /premium

170
Se em Portugal sempre tivemos razões de queixa da ingerência dos governos na programação do canal público, agora temos um Presidente que se intromete na programação dos canais privados. Refrescante.
País

D de desmazelo /premium

229
Se alguém procedesse à contabilidade dos estragos de dimensão nacional pelo “deixa andar–esqueci-me–tanto faz–logo se vê–espera-se um bocadinho–não há-de ser nada”, chegaria a resultados devastadores.
Família

Em 2019 gaste mais tempo com seus pais /premium

6349
As pessoas, cada vez mais focadas nos seus projetos - de beleza, de imagem, de status - ficam, a cada dia, mais egoístas. São elas e suas prioridade. O resto vem depois. Sucede que o resto são pessoas
Política

Viver sem ideias /premium

258
Nenhum regime é apenas o que existe e como tal pode ser descrito. É também o que os seus líderes propõem, as expectativas e a confiança que as suas ideias são capazes de gerar.
Liberdade de Expressão

Pode-se dizer alguma coisa em 2019? /premium

Sobretudo ler bons livros, História e ficção. Podem não ter nada a ver com problemas concretos, mas são como a matemática: dão alicerces intelectuais sem os quais mais vale fechar a conta do facebook.
Crónica

PCP, BE e Trump: separados à nascença /premium

644
Vai ser engraçado ver PCP e BE passarem o ano a fazerem o número do partido que quer voltar a conquistar o seu eleitorado depois de se ter enrolado com outros partidos que os seus eleitores odeiam.
Protestos

O ano do Processo de Degradação em Curso (PDC) /premium

664
No PREC os amanhãs cantavam. No PDC os amanhãs só querem voltar a ser ontens. No PDC, o "Capital" deu lugar ao "Ó Tempo Volta Para Trás/ traz-me tudo o que perdi" e assim "repor" é palavra de ordem.
António Costa

Portugal é uma notícia falsa /premium

2730
Se, conforme proclama o Indicador Supremo da Felicidade, os portugueses gastaram mais dinheiro no Natal, não é virtude de Costa, mas defeito dos portugueses. E todos sabem que não nos restam muitos.
Crónica

O ano 2019 /premium

Vamos, pois, continuar a imaginar as mesmas coisas, mesmo que em perfeito divórcio da realidade. Não dá trabalho e não traz chatices. O resto é pouco importante. 2019 vai ser a cara chapada de 2018.
Crónica

Se não for pedir muito para 2019 /premium

Podemos prometer violência – ou defender ideias que geram ressentimentos e divisões. Ou podemos exigir moderação e capacidade de consenso. Neste momento temos a responsabilidade de escolher.
Crónica

O colete amarelo é a nova mini-saia /premium

165
É verdade que a moda chegou tarde a Lisboa e os nossos coletes amarelos ainda fizeram parar o trânsito, mas qualquer mini-saia continua a provocar muito mais reboliço no tráfego da capital.
Manifestações

A febre amarela /premium

1595
A que propósito os portugueses se envergonhariam do prof. Marcelo se se podem envergonhar do sr. Trump e do sr. Bolsonaro? A que propósito lamentariam os mortos do SNS se há inúmeros sobreviventes?
António Costa

Descrição do caos /premium

164
Costa paira sobre tudo a uma altura em que não arrisca visão de detalhe algum. Enquanto isso manda os seus ministros da Saúde, os pobres, prometerem o que sabem não poder cumprir. No meio ficamos nós.
Crónica

Ao Pai Natal: liberdade, democracia e igualdade /premium

187
Ao Pai Natal ficam aqui pedidos de ajuda para nos apoiar a combater os novos modelos de censura e perseguição das diferenças, em nome da igualdade e da democracia.
Crónica


Ho! Ho! Ho! A greve chegou! /premium

1563
A minha greve predilecta está a ser a dos enfermeiros. Para a viabilizar fizeram-se contas e iniciaram uma campanha de crowdfunding. Estamos pois na presença da primeira greve com um modelo de negócio
Crónica

Como é bela a vida num país sem populismo /premium

1380
O PR comenta o descarrilamentos dos eléctricos. Os hospitais públicos recusam doentes. Saída para a crise? Adoptar uma coelha selvagem e também um ex-criador de vacas reconvertido energeticamente.
Crónica

Deputados da Danação /premium

298
A AR não é só doutores que fabricam currículos, é também representantes de profissões humildes, como a deputada Mercês Borges, ascensorista, como se vê pelo modo com que carrega em botões pelos outros
Crónica

A relação dos homens com o cesto da roupa suja /premium

885
Há alguns raríssimos homens abençoados, lindos, iluminados e bem educados que fazem esse ato de grandeza, que é simplesmente colocar a roupa toda dentro do cesto da roupa suja. Coisa maravilhosa.
China

Mariquinhas da Inquisição e histórias de encantar /premium

1795
Da anexação do Ritz e do trânsito lisboeta à tomada da EDP, do BCP e etc., é natural notar-se quem manda e quem obedece. Mas o prof. Marcelo escusava de tornar a diferença de estatuto tão evidente.
Emmanuel Macron

… e um príncipe mongol /premium

Não é de estranhar que surjam por aí muitas vozes, que não se limitam às dos maluquinhos do costume, a decretarem que, em democracia, o combate ao aquecimento global nunca terá sucesso.
Crónica

Despedida /premium

166
Foi um gosto ter escrito aqui durante 4 anos e meio, desde o 1º dia. Conheci a ambição, alegrei-me com o crescimento, rejubilei com o sucesso. Escrevi, em total liberdade, sobre os mais variados temas
Crónica

António Patrício Gouveia /premium

294
Tínhamos a vitalidade e o convencimento intactos. Acreditávamos. Talvez porque após a tormenta da revolução soubéssemos o país bem entregue. E nós, com ele.
Crónica

A cura pelo visível /premium

De qualquer maneira, tudo tem um lado bom. O “como é que se entretém?” da enfermeira Daniela promete uma resposta fácil para os dias vindouros de futuros entretenimentos: com formas, só com formas.
Crónica

Recordar António Patrício Gouveia

656
O António marcou profundamente a minha vida. A ele devo a referência moral e espiritual que sempre me tem acompanhado até hoje. Para mim o tempo nunca terá poder sobre a sua memória e a desses dias.
Crónica

No que pensamos quando o avião está caindo /premium

1447
Pensamos, acima de tudo, em Deus. Os que acreditaram nele a vida toda, os que tinham dúvidas e aqueles que têm toda certeza da sua inexistência. Todo mundo pensa em Deus quando o avião parece cair.
Crónica

Questões afetivas, sexuais e outras /premium

107
Ler o que escreve Halík dá que pensar e ajuda a pôr muita coisa em perspetiva. Amanhã estará em Lisboa e vai, também ele, encher auditórios e anfiteatros. Vem para colocar o dedo em muitas feridas.
Crónica

Elogio da Água

Esta água é a mesma que vem das chuvas: a água que cria, que revitaliza, que regenera. Imagem perfeita do devir e do retorno, a água retoma o seu ciclo, na viagem que empreende entre o Céu e a Terra.
Crónica

A Parábola, a Pintura e o Pródigo

O Filho Pródigo de Rembrandt alerta que a diferença masculino/feminino é essencial no quotidiano. E que os desdobramentos desta complementaridade nos comportamentos são absolutamente desejáveis.
Crónica

As aventuras da coerência /premium

Até certa altura pensei que a chamada “esquerda” era depositária da tradição de liberdade e garantia da democracia. Mas uma observação das suas reacções políticas mostra algo diferente e inquietante.
História

As oito reflexões de Hideyoshi

142
Não será que hoje se age, fala e se publicam tweets depressa demais? Se se toma uma decisão irrefletida e danosa, ao menos que haja coragem moral para se retificar o que houver a retificar. Ao menos.
Crónica

A “direita do Observador”, ou Eu não sabia de nada /premium

3898
Já chega que os eleitores brasileiros, americanos, ingleses, italianos ignorem os alertas da esquerda e façam o que lhes apetece. Não há direito que um jornal, para cúmulo português, repita a afronta.
Crónica

O verde dos Açores, neste Outono vivo /premium

1544
A Terceira é tudo isto e bem mais, uma de nove ilhas onde não há lixo no chão, onde todos os campos estão impecavelmente tratados e cada horta, pasto ou lameiro parece não ter uma planta fora do lugar
Crónica

Portugal: perdidos & achados /premium

1185
Portugal em anúncios classificados. Há stock de fascistas. Mestre espiritual para a Segurança Social. Alvíssaras e ilusionistas. Apelos pelo líder da oposição e pelo desaparecido Trib. Constitucional
Crónica

A propósito de ditaduras /premium

2292
Não há que enganar, embora o engano seja língua franca: fala-se na ditadura que aí vem para dissimular a ditadura que deveria vir. Agitar tiranos hipotéticos é estratégia típica de tiranos comprovados
passeio aleatório

Nunca tinha ido a Moscovo /premium

195
Na última edição do estudo TIMSS, em 2015, os nossos estudantes passaram à frente de 36 países, incluindo a Finlândia! Como é possível ter passado à frente do país modelo da educação europeia?
Política

É fácil ser de esquerda em Portugal /premium

1412
Ser de esquerda em Portugal é demasiado fácil porque se diz o que vem à cabeça sem que daí se retirem quaisquer consequências. É fácil, mas também perigoso.
Crónica

Até para a semana, se Deus quiser! /premium

2670
Encanta-me que toda e qualquer pessoa possa despedir-se dos outros com liberdade com um “até amanhã se Deus quiser”. Se isso for o que de melhor tem para lhes oferecer, quem sou eu para condenar?
Crónica

Made in China

185
A comunidade portuguesa em Macau vai perdendo os seus direitos e detém cada vez menos peso em termos de negociação e decisões no território.
Crónica

Dá-me um teclado e sou um herói

850
E é assim que passamos pela vida: a ofender com leviandade aqueles que não pensam como nós, através de um computador. Conseguem imaginar algo mais ridículo e desprezante que isto?
Crónica

Notícias do meu (ai, ai) país /premium

2326
Se tomarmos os espécimes à exacta medida do que valem, tudo o que envolve o dr. Louçã e o prof. Freitas – “intelectuais” na perspectiva de um maquinista da CP – contém inegável potencial humorístico.
Crónica

Portugal enlouqueceu? /premium

491
A semana revelou uma imprensa de voyeurs, um país sem Defesa, um governo que não respeita princípios democrático e um líder da oposição com tiques de chefe autoritário. O futuro de Portugal promete.
Crónica

Viagem ao nosso centro

167
Escrevo contemplando um sol penetrante que se vai extinguindo por entre as árvores altas, preparando-se para se pôr. Está na altura de fechar o caderno, e de ir lá para fora. Mas não esqueço isto aqui
Crónica

Perspetiva económica

210
Kōan (para leitura meditada, com a coluna bem direita, preferencialmente com uma inspiração e expiração profunda entre cada frase, acompanhada de visualização pausada de cada episódio)
Crónica

A união faz a força bruta /premium

1337
Por um instante, acreditei que haveria vida inteligente algures entre o “feminismo” e o “machismo”. Já não acredito. Aliás, começo a não acreditar em coisa nenhuma e a apreciar poucas.
Política

Introdução ao festivo-fascismo /premium

Não se contam as vezes que o festivo-fascismo se dá a ver, normalmente de maneira gritante, e sempre reivindicando uma justeza e uma pureza de sentimentos muito acima da média do comum dos mortais.
Crónica

Fake news: poder da mentira e mentiras do poder

A angústia actual perante o discurso da “pós-verdade” (post-truth) e das “notícias falsas” (fake news) é sinal de que a verdade não desapareceu, antes continua actuante, apesar de todas as distorções.
Crónica

O melhor país do mundo /premium

2844
Os poucos que assistem à farsa com o horror que esta merece aproveitam para se despedir do melhor país do mundo a fingir que não é uma vergonha, nas mãos de criaturas que não têm nenhuma.
Crónica

Apenas leia o raio do meu e-mail /premium

1063
O frenesi da nossa era faz com que as pessoas estejam tão, mas tão impacientes e superficiais a ponto de não conseguirem ler dois ou três parágrafos com um mínimo de atenção.
Crónica

Os idiotas polivalentes /premium

A sociedade, para o idiota polivalente, é uma superfície lisa onde todas as diferenças não apenas são artificiais (como, em certa medida, de facto o são), mas também elimináveis da primeira à última.
Crónica

As cidades capturadas /premium

226
Um dia Veneza será afogada pelos turistas, Barcelona fechará as portas, o Monte de São Michel soçobrará, Roma sucumbirá. E Florença talvez já tenha colapsado sem que ainda não se tenha dado por isso.
Crónica

Venezuela e alterações climáticas /premium

142
A abjecção política pode sempre encontrar avenidas para se espraiar. A actual situação da Venezuela (incluindo certas reacções a ela) é apenas o mais recente dos exemplos.
Crónica

Episódios da política portuguesa /premium

Uma conversa em Belém. Outra na São Caetano à Lapa. E um telefonema por causa da Web Summit. Não se assustem: qualquer semelhança entres estes episódios e a realidade é pura coincidência.
Crónica

Não chame uma mulher de meu anjo /premium

3285
É muito mais fácil chamar uma mulher pelo nome. Ou de você. Ou de tu. Ou de senhora. Reserve seus tratamentos “carinhosos” para quem esteja com alguma vontade de recebê-los.
Crónica

Diálogos de um Verão abrasador /premium

Vocês podem limpar as matas à vontade, isto vai arder tudo na mesma, se não for neste ano, é no próximo”, o miúdo anda armado em ecologista, felizmente o pai riposta, homem batido.
Crónica

Lista de Verão, de António Costa à Volta à França /premium

285
Temos um primeiro-ministro com tendência para a encenação e a graçola. O ridículo e o obsceno convivem bem e ele, honra lhe seja dada, sabe harmonizá-los como ninguém. A plasticina mental é invencível
A página está a demorar muito tempo.