Crónica

Crónica

I love Portugal /premium

2.410
Os portugueses lúcidos, coitados, padecem da esperança de que os portugueses restantes acordem para as delícias da liberdade. Sucede que para os simplórios a liberdade não é deliciosa: é uma ameaça.
Crónica

Por cá, na Quinta…

200
Estes prodígios das finanças criticam tudo e todos, direita e esquerda. Nada lhes serve. O que interessa é o que Estado volte a abrir os cordões à bolsa (e nisso os socialistas são bons, sem dúvida).
Crónica

Carta do Di Maria escrita por um médico português

382
Com as devidas adaptações poderia ter sido escrita por um qualquer trabalhador em Portugal ou no mundo inteiro. Por qualquer profissional! Se por um futebolista teria sido lida por milhões de sabichões
Política

The winter is coming

209
Para travar esta frente fria, é necessário que alguém – por favor alguém! – saia do armário e afirme sem medo que quanto maior for a presença do Estado nas relações humanas maior é a corrupção.
Crónica

O que fazer quando se fazem 50 anos /premium

1.198
Se o que importa é o que fazemos com os anos, a verdade é que, nestes 50, fiz o que quis, o que pude, o que soube e principalmente o que calhou. Amanhã, faço 50 anos. E depois de amanhã, faço o quê?
Crónica

Cavaco não tem saco para falar do saco /premium

Cavaco sempre foi um homem das contas. Menos das contas relativas ao financiamento da sua campanha para as Eleições Presidenciais de 2011. Dessas não fazia ideia rigorosamente nenhuma, como é óbvio.
Crónica

Cocóspotting /premium

1.892
Daniel Nunes, o amigo do filho de António Costa, é um Fiscaliza Fezes. Recebe 1300 euros por mês para fazer cocóspotting. Deve ser, ao dia de hoje, dos Assinala Detritos mais bem pagos do país.
Crónica

A lição e a demolição do prédio Coutinho /premium

1.533
O Estado serve para desumanizar os cidadãos. E os cidadãos deveriam servir para abominar o exercício e opor-se-lhe. É evidente que o Estado, que detém a força, acaba por ganhar sempre, ou quase sempre
Crónica

É um pássaro? É um avião? Não, é o Superavit!  /premium

200
É que sempre que Mário “Lex Luthor” Centeno apresenta mais cativações o Coisas A Funcionar Normalmente começa logo com as perninhas a tremer. E em menos de nada já nem papel higiénico há nas escolas.
Crónica

Em Portugal pensa-se pouco Inês Pedrosa /premium

2.988
Inês Pedrosa é porteira do 10 de Junho e não vai franquear a subida ao púlpito de alguém que meramente “pensa em Portugal”, nem de quem apenas “pensa sobre Portugal”. Não, exige quem “pensa Portugal".
Crónica

A solidão das rãs 

Nos últimos anos, quando me sento na minha varanda rural olhando para a ribeira e a ponte, ouvindo o coaxar das rãs, fico com a ideia que naquele ambiente já falta vida, falta alegria, falta companhia
Crónica

Ninguém está preparado para ser mãe /premium

5.672
Quem aceita que uma mãe, que se sente “Deus na Terra” sempre que aninha o bebé nos braços, está autorizada a estar “farta” e exausta de tanta exigência sobre ombros e ávida de um bocadinho só para si?
Crónica

História extraordinária /premium

Devemos basear as nossas políticas públicas em estudos bem cimentados, com avaliações frequentes, aprendendo da própria experiência e da alheia, e não em utopias, em mitos ou em ideologias caducas.
Crónica

Esta não é uma crónica sobre o prédio Coutinho /premium

1.280
Portugal para os portugueses. Nenhum estrangeiro mentalmente equilibrado aguentaria isto mais do que um fim-de-semana. A apatia perante os selvagens que mandam no país não é para todos os paladares.
PS

A culpa é do mexilhão! /premium

316
Sempre que formos bombardeados por uma qualquer intervenção do PS com a a cartilha de Costa, só temos de repetir, contritos, conformados e de cabeça baixa: Por minha culpa. Por minha tão grande culpa!
Novo Acordo Ortográfico

O desacordo. Ortograficamente falando 

291
Linguisticamente muita coisa mudou em Portugal e a principal é que cada um escreve hoje como quer, coisa que antes não sucedia. O Acordo é bem vindo, pois trouxe um cheirinho acrescentado a liberdade.
Serviço Nacional de Saúde

Ó minha senhora, vá parir para outra freguesia!  /premium

2.105
Passará a ser proibido ter relações sexuais com intuito de procriação entre os dias 21 de Setembro e 21 de Dezembro. Assim garante-se que as férias dos profissionais das maternidades não maçam ninguém
Serviço Nacional de Saúde

Conversa da obstreta /premium

143
Como é que Costa acha que vão reagir os condutores de ambulâncias quando começarem a ser agredidos por grávidas irritadas, às voltas em Lisboa à procura da urgência que calha estar aberta naquele dia?
Crónica

E se o nosso futebol fosse gerido por comunistas?

1.496
Se aplicássemos as ideias comunistas ao futebol português, deixaríamos as boas intenções de ajudar os mais desfavorecidos arruinar a sua competitividade. Porque havemos de as aplicar à nossa economia?
Crónica

Crónicas do Portugalistão /premium

368
Ou a minha comunicação ao futuro congresso em que as esquerdas vão fazer o balanço dos muitos anos de poder socialista em Portugal.
Crónica

Agora percebi a tanga: Guterres viu a água subir  /premium

174
Guterres não deixou o país de tanga por incompetência, antes para que ficássemos equipados com a indumentária certa face à subida do nível da água dos mares por efeito das alterações climáticas.
Crónica

Que fica do que passa? Nada? (E duas notas) /premium

Que foi preciso ir acontecendo de tão sulfúrico no país para ocorrer uma demissão da inteligência, da sensibilidade, da cidadania, da responsabilidade, desta envergadura?
Exames Nacionais

Mensagem sem Pessoa 

667
Sim, o exame teve Pessoa, mais Saramago e Ricardo Reis. Mas não inclui Eça de Queiroz. Crónica de uma aluna enquanto estudava para o exame de hoje de Português do 12º ano. "Valete, fratres".
Crónica

Amorfo da mãe /premium

426
O Governo deve também permitir que, no dia seguinte ao trauma que é abandonar a criança no cárcere escolar, o progenitor vá trabalhar acompanhado pelo seu próprio progenitor. Caso precise de colinho.
Política

Eleições à vista

327
Hoje, com a velocidade da informação, o que releva são as causas, tão voláteis como as opiniões da sociedade civil. O modus operandi da política do séc. XX está morto. A ordem natural está invertida.
Crónica

Portugal, país-slime /premium

1.256
Estão a ver aquela massa viscosa com que as crianças se entretêm? O slime, claro. Portugal está a tornar-se num país-slime, onde os valores são moldados a gosto e a responsabilidade não existe.
Crónica

Esta noite pode ser tarde demais /premium

9.517
Morreu-nos e todos fomos obrigados a despedir-nos de quem não nos foi dado tempo absolutamente nenhum para despedidas. Parece que ficou tudo por fazer e quase tudo por dizer. Custa muito.
Pais e Filhos

Querido pai /premium

172
O que não faz sentido, neste momento em que a “versão autoritária” do pai e a “versão submissa” da mãe estão em grande mudança, é que um e outro se “rendam” a um novo (pequeno) chefe de família
Crónica

Os amigos /premium

780
Os amigos uns dos outros. Os amigos de Peniche. Os amigos dos animais. Os amigos do alheio. O amigo de todos... Com amigos assim não precisamos de inimigos.
Viagens

Maio em Nova York

Em Nova York sentiu-se o vigor da economia, da abundância e de um progresso imparável. E, na quinta Avenida, a Trump Tower deixada agora ao desinteresse de quem por ali anda, o mau gosto a destacar-se
Transportes Públicos

Desculpas de mau recebedor  /premium

841
No Metro de Lisboa preconizo que se retire não somente os assentos, mas todo o recheio dos vagões. Fica assim muito mais espaço disponível para empilhar utentes ao jeito de navio negreiro.
Comportamento

As sensibilidades demonstrativas /premium

Um político pode fazer a ponte entre as profundidades expressivas do seu Eu, colocadas no centro de tudo, e o seu discurso sobre a sociedade. Bastará sublinhar a radicalidade emocional deste último.
Crónica

Um povo manso também se abstém, qual a surpresa? /premium

2.495
Nenhuma oposição ao nosso manso declínio terá sucesso – como as eleições mostraram – se não se tiver a audácia de ser diferente e fazer sonhar com um país melhor, mais do que este Portugal poucochinho
António Costa

As noivas do Babush  /premium

Há muito se antecipava a aproximação entre PS e PAN. Depois do PS do "animal feroz", ainda agora Costa assegurou que “a causa de sucesso desta solução governativa é que ninguém teve de engolir sapos".
Crónica

“O meu sonho é acabar com o mundo à fome” /premium

125
O nosso compatriota só não informa se a Miss Hitler vai depois participar, juntamente com a Miss Mao, a Miss Estaline e outras laureadas, numa competição global chamada, sei lá, Miss Univermes.
Crónica

Bons executivos tiram cópias e pegam seus cafés /premium

4.705
Há um discurso muito claro por trás de todos estes comportamentos. Sou bom demais para gastar tempo telefonando. Tenho diplomas demais para ter que fazer cópias.
Crónica

Portugal, um país à prova de fake news /premium

218
Porra Vasily! Então, mas o que é que andas a fazer, pá? Portugal não necessita dos nossos trolls, nem das nossas fake news. Os partidos tradicionais encarregam-se de escangalhar a imagem da democracia
Televisão

Os novos gladiadores /premium

Tal como na Roma antiga se juntavam multidões para incitar ver morrer gladiadores, também os espetadores do Jeremy Kyle Show gostavam de ter sangue todas as manhãs e de ver inocentes lançados às feras
Crónica

Ao ministro Cabrita, os carecas agradecidos

O que é que se pretende? Um homem novo escorreito, bonito, higiénico e saudável promovido por uma ideologia baseada na boa aparência e no uso da escova de dentes?
Caixa Geral de Depósitos

Rebentou a Berarda!  /premium

409
Mais do que a receber Comendas, Joe Berardo é fortíssimo a receber encomendas. Basta lembrar como o governo de José Sócrates lhe encomendou que votasse ao lado do Estado na OPA da Sonae à PT.
Crónica

Serei eu um monstro?

Cultivamos uma dissonância cognitiva. Se algo acontece e se sentimos que podíamos fazer algo, rapidamente sentimos que há alguém que podia/devia fazer mais do que nós. O que é isto?
Caixa Geral de Depósitos

Quando for grande quero ser aquele advogado /premium

436
A diferença está nos clientes: enquanto um bandido comum chama o advogado quando é apanhado pela polícia, o bandido milionário manda vir o advogado antes de cometer o crime. E paga bem por isso.
Crónica

Os dias do parvoísmo /premium

505
O perigo para o nosso tempo não está no comunismo nem no fascismo, mas sim no parvoísmo, esse infantilismo cruel que se tornou a ideologia triunfante dos nossos dias. De decadência, obviamente.
Venezuela

Quociente de ingerência /premium

157
Os turistas da desgraça alheia são os ocidentais que diziam que só valia a pena visitar Cuba enquanto Fidel fosse vivo. Após da morte do tirano a pitoresca penúria cubana ia-se tornar desinteressante.
Futuro

A sabedoria dos motoristas de autocarro

202
Ao ouvir os motoristas de autocarro falar, nas longas viagens que ligam o Minho à Beira Interior, fica no ar a nostalgia de um futuro próximo e um aviso para o abismo geracional que estamos a viver.
Crónica

Um grande livro, um grande homem, uma grande vida /premium

Dada esta circulação de ar e de ideias, mal disparou o PREC o nosso “Campo Grande” assumiu-se muito naturalmente como poiso de revolucionários e de contra-revolucionários.
Crónica

A Caça aos Combustíveis e o Camelinho da Páscoa  /premium

284
Se a geringonça fosse um animal seria um camelo. O grosso do quadrúpede era o PS, e o PCP e o Bloco de Esquerda eram as bossas, coladas ao lombo socialista meio às três pancadas.
Crónica

Partir A. Ventura /premium

814
Ventura quer mudar o sistema por dentro. É uma espécie de supositório humano: faz-se introduzir no organismo para depois exercer a sua influência. Ei-lo metade glicerina, metade convicção ideológica.
Crónica

Estes deputados andam a dormir!  /premium

Da próxima vez, e se quer viajar na TAP, nada como José Eduardo dos Santos marcar consulta em Portugal: mais atrasadas que as chegadas dos voos da TAP só mesmo as consultas nos hospitais portugueses.
Crónica

Amêndoas da Páscoa /premium

231
Daqui a uns dias Notre Dame terá algumas linhas nos jornais e quando muito falar-se-á nos milhões doados pelos “ricos”, não no valor do ex-libris da civilização que nos foi berço e nos é raiz e matriz
Crónica

Subsídio is coming /premium

392
Um gigante de olhos azuis montado num dragão zombie ainda tem laivos de verosimilhança. Agora o nível de pilhagem do erário público praticado por esta gente exige uma suspensão de descrença bem maior
Política

Chamem-se como quiserem mas façam alguma coisa! /premium

693
A direita é em Portugal um problema poético: um sujeito lírico que não sabe o que é; pede desculpa por aquilo que nunca foi e lastima o que não pode ser.
Crónica

Quatro notícias obscuras /premium

1.083
Aliás, podem fazer o que quiserem: esta não é apenas a geração mais informada de sempre, mas a mais ridícula. Se este é que é o tal “mundo melhor” das lengalengas, fiquem com ele.
Crónica

Agostinho da Silva /premium

O homem não nasceu para trabalhar, mas para criar. Ou como um miúdo de 15 anos conversou com alguém com mais de 80 sobre temas como o não termos nascido para trabalhar ou que a vida devia ser gratuita
Medicina

Homeopataratas /premium

764
Os remédios homeopáticos, além de água com reminiscências, são guloseimas. Suponho que o objectivo seja afugentar bactérias que façam a dieta do Paleolítico.
Transportes Públicos

Os dias das mentiras /premium

1.490
Em meras 3 horas e pouco António Costa percorreu 73 quilómetros, proeza notável nos idos de 1850. Ou, nos centros urbanos portugueses, em 31 de Março de 2019. Não fazia ideia do atraso em que vivemos.
Governo

Casos de família /premium

"Vou declarar que no governo, por definição, não há família; que ela está toda na oposição. Em política, o que importa são as definições. E é ao primeiro-ministro que cumpre definir: é o que o define"
Governo

Endogamy of Thrones  /premium

292
Costa, sobre quem terá sido o verdadeiro criador da ideia do passe único, disse que teve uma “paternidade coletiva”. É desagradável. Ainda agora nasceu e já tem de ouvir que a mãe é um bocado galdéria
António Costa

É fogo que arde sem se dramatizar /premium

459
Costa disse que, em ano eleitoral, “toda a gente vai querer dramatizar qualquer incêndio que exista”. Tem razão: em Portugal as pessoas tendem a dramatizar dramas. Têm pouca imaginação, os portugueses
Política

Reconstruir a Direita e o seu património cultural

596
A Direita tem de criar corpo cultural — em revistas e jornais, nas redes, nas artes e entretenimento, em suma, na vida — que rejeite a estética esquerdista que consiste em vender "glamour" na desgraça
Política

Portugal, o Mar e o equívoco incógnita 5.7

206
Para nos libertarmos mesmo do Socialismo vigente é necessário mais do que um simples Movimento 5.7, é necessário Portugueses, verdadeiros Portugueses que ainda saibam e queiram pensar em Português.
Política

Os imutáveis /premium

612
Nunca ocorre à esquerda avaliar o adversário pelo mérito, a responsabilidade, a iniciativa, o currículo, mas sempre só pelo insulto político ou o acinte pessoal. Caramba.
PCP

Patrão santo, funcionário posto fora da loja /premium

3.569
Estou chocado. Nunca pensei que o PCP não cumprisse a lei laboral. Mas o PCP está ainda mais chocado: nunca pensou ser obrigado a cumprir a lei laboral. É que escrevê-la é uma coisa, obedecê-la outra.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)