Logo Observador

Explicador

O dinheiro fala. Saiba como “ouvir” os mercados nas semanas decisivas do governo de esquerda

12 Novembro 2015127
Edgar Caetano

Os mercados estão, ou não, a reagir à incerteza?

Pergunta 1 de 10

De repente voltaram as notícias sobre juros, mercados, analistas. E voltou uma dúvida: há ou não há sinais de que Portugal está a sentir o efeito da incerteza política, ou mesmo da entrada em funções de uma solução de governo totalmente imprevista há poucas semanas?

A primeira resposta é simples: a perspetiva de um governo minoritário com o apoio de dois partidos à esquerda gera dúvidas aos analistas sobre o “realismo” das metas do défice. Mas isto será suficiente para gerar preocupações maiores?

Não é necessário ir tão longe como ler análises como esta, esta ou esta para concluir que a vulnerabilidade é inquestionável. Basta olhar para as indicações dadas pelas transações com dívida pública portuguesa que estão a ser feitas no chamado mercado secundário (onde os investidores compram títulos uns aos outros) e que todos os especialistas dizem que estão a mostrar um aumento da pressão sobre Portugal.

Em que indicadores de mercado é que os analistas se baseiam para comprovar essa pressão específica sobre Portugal? Avance para as próximas perguntas.