O Arsenal anunciou a contratação do guarda-redes checo Petr Cech, de 33 anos, que deixa o campeão inglês Chelsea, do português José Mourinho, após 11 anos, no qual cumpriu mais de 400 jogos.

“Quando o treinador Arsène Wenger falou comigo sobre as suas ambições para este clube e como ele me via parte integrante desta equipa, a minha decisão foi clara”, reconheceu Petr Cech, em declarações proferidas ao sítio do Arsenal.

Petr Cech manifestou-se entusiasmado com o ingresso no Arsenal, não escondendo alguma ansiedade com o momento de se juntar à equipa na pré-temporada, e referiu que mantém o mesmo compromisso e motivação com o futebol do início da carreira.

“Cech é um jogador que eu admiro há algum tempo e estou muito contente que ele tenha decidido se juntar a nós. Provou ao longo de muitas épocas que é um dos grandes guarda-redes do mundo e vai acrescentar muita força à equipa”, referiu Arsène Wenger.

Petr Cech começou a sua carreira no Chmel Blsany, na República Checa, antes de se transferir para o Sparta de Praga. Após integrar os franceses do Rennes, em 2002, chegou ao Chelsea, em 2004, somando, desde então, títulos coletivos e individuais.

O guarda-redes checo assinou com o Arsenal um contrato de longa duração, por uma verba não divulgada.