455kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Consegue resolver um teste de História de 1968 para a 4ª classe?

Este artigo tem mais de 5 anos

Reis e tratados, cognomes e casamentos, Descobrimentos e conquistas. Consegue resolver um teste de História com quase cinquenta anos? Sente-se numa sala de aula de outros tempos e descubra.

i

Wikimedia Commons

Wikimedia Commons

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As salas de aula estavam forradas com fotos de Salazar e Portugal regia-se pelos três pilares: Deus, Pátria e Família. Junto do quadro de xisto, ou ao pé da secretária onde muitos professores mantinham a temida “menina dos cinco olhos”, havia uma cruz de Cristo. Era assim uma sala de aula típica dos tempos da Ditadura. Em dias de exame, rapazes e raparigas calçavam os melhores sapatos, punham camisas bem passadas a ferro e exibiam meias novas aos colegas.

Já lá vão quase quarenta e três anos desde que o regime ditatorial foi derrubado. Mas tem circulado na Internet, onde o passado persiste e o presente se vai criando, um teste de História de 1968 cheio de questões sobre a monarquia em Portugal que foi entregue à 4ª classe. Fala de tratados e de bulas, de reis e de casamentos, de leis e de conquistas.

Será que agora, quase cinquenta anos depois da criação desse teste, ainda sabemos responder àquelas perguntas?

Descubra aqui em baixo.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.