Meryl Streep, Reese Whitherspoon, Michelle Williams, Nicole Kidman e muitas outras — o apoio das convidadas dos Globos de Ouro não acabou no momento em que se vestiram de preto para pisar a passadeira vermelha, no dia 7 de janeiro. Na última sexta-feira, 39 vestidos e fatos usados pelas celebridades na grande gala foram a leilão no eBay. As receitas revertem para o Time’s Up Legal Defense Fund, o movimento criado para defender as vítimas de abuso e assédio sexual e descriminação de género no local de trabalho.

As licitações já começaram e o vestido mais valioso é o de Caitriona Balfe, protagonista da série Outlander. A atriz usou um modelo de alta-costura Chanel, cujo o valor base ultrapassa os 16 300 euros. Ligeiramente acima dos 8.000 euros estão os vestidos de Nicole Kidman, da casa francesa Givenchy, Laura Dern, que usou uma criação Armani, e o da atriz irlandesa Saoirse Ronan, um Atelier Versace adornado com cristais Swarovski. Se for para falar em licitações, então é o Gucci de Dakota Johnson que vai à frente. Já teve 16 licitações e ultrapassou a barreira dos 4.000 euros.

Também os homens alinharam nesta ação solidária. Daniel Kaluuya, Hugh Jackman, Neil Patrick Harris, Jude Law e o anfitrião Seth Meyers cederam os seus fatos para o leilão, com o look Brioni de Jackman à frente nas licitações (mais de 2.500 euros). O leilão decorre com o apoio da Condé Nast, grupo editorial que detém as revistas Vogue, GQ, Vanity Fair, entre outras.

Mais do que as celebridades que as usaram, são as marcas e designers das peças o verdadeiros benfeitores. Nomes como Dolce & Gabbana, Chanel, Louis Vuitton, Christian Dior, Gucci, Givenchy, Saint Laurent e Prada abdicaram destes exeplantes, alguns de alta-costura, em prol da causa.

Mas nem todos os looks estão abertos a licitações. Os vestidos Rosie Assoulin de Mandy Moore e Diane Von Furstenberg de Madeline Brewer e o fato Stella McCartney usado por Claire Foy vão ser sorteados no final do leilão. Para estar habilitado basta fazer um donativo de 25 dólares (20,40 euros) ao movimento Time’s Up.