Foram as imagens na televisão que o denunciaram. João Malheiro, suspeito de agredir e perseguir a ex-mulher, foi detido pela GNR de Sesimbra depois de aparecer ao lado de Pedro Santana Lopes numa visita ao bairro da Jamaica, no Seixal, noticiou o Jornal de Notícias.

Segundo o jornal, o homem era procurado pela polícia, depois de, alegadamente, ter ameaçado e tentado agredir a ex-mulher, em Lousada. A GNR sabia que Malheiro, de 46 anos, vivia na zona de Lisboa, mas não sabia onde. Naquele dia 28 de janeiro, o simpatizante do Aliança esteve várias vezes junto do líder do partido, numa visita ao bairro, depois da intervenção polémica da PSP e dos confrontos com moradores. A iniciativa foi seguida também por vários jornalistas e as imagens transmitidas nos telejornais.

Santana no bairro da Jamaica. “Se morasse aqui também estaria revoltado”

Um dos elementos da GNR que acompanhava o processo judicial reconheceu-o pela televisão. De imediato, a GNR de Sesimbra foi contactada para deter o homem. João Malheiro já foi interrogado por um juiz e terá de usar uma pulseira eletrónica para garantir que não se aproxima da ex-mulher.

A ex-mulher de João Malheiro saiu de Lisboa depois do divórcio e foi para Lousada com o filho de 14 anos, que têm em comum. Não concordando com a decisão, o homem tem, alegadamente, perseguido e ameaçado a ex-mulher, já lhe terá invadido a casa e destruído vários móveis. Na semana passada, terá voltado a Lousada e tentado agredir novamente a ex-mulher, o que justificou a queixa na GNR.

O caso está a ser investigado pelo Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR de Penafiel.

Pedro Santana Lopes não conhece João Malheiro

As imagens registadas naquele dia não permitiam perceber se o homem em causa fazia parte da equipa do partido de Santana Lopes ou se apenas se juntou ao grupo que fazia a visita. Em comunicado, citado pelo JN, o Aliança veio, entretanto, assegurar que nem o partido “nem qualquer um dos seus dirigentes, incluindo o Presidente, faziam qualquer ideia sobre a identidade de uma pessoa que apareceu no Bairro da Jamaica e que será suspeito de um crime”.