Rádio Observador

Lançamentos

“Milkman”, romance vencedor do Man Booker Prize 2018, publicado em setembro em Portugal

O romance de Anna Burns passa-se durante a época dos "troubles" e é baseado nas memórias e experiências da autora, nascida em Belfast, na Irlanda do Norte. Chega às livrarias no próximo mês.

Anna Burns foi a primeira mulher a receber o Man Booker Prize desde 2013, quando o prémio foi atribuído à neo-zelandesa Eleanor Catton

Getty Images

Milkman, de Anna Burns, vai ser editado pela Porto Editora em meados de setembro. O romance venceu, em 2018, o Man Booker Prize, o mais importante galardão de literatura em língua inglesa. Burns foi a primeira autora da Irlanda do Norte a receber o prémio.

O romance passa-se durante a época dos troubles (conflitos entre as duas Irlandas) e é baseado nas memórias e experiências da autora, nascida em Belfast. A história é contada da perspetiva de uma adolescente de 18 anos, irmã do meio, que é perseguida por um homem mais velho — the milkman, “o leiteiro” –, que pertence uma organização paramilitar.

“Num original misto de inocência e perspicácia, com um estilo único, torrencial e anónimo muito próprio da oralidade, a narradora partilha com o leitor a sua vida, profundamente marcada pela violência física e psicológica”, descreveu a editora.

O júri do Man Booker Prize de 2018 descreveu Milkman como uma obra “incrivelmente original”. “A voz totalmente característica de Anna Burns desafia o pensamento e forma convencionais com a uma prosa surpreendente e imersiva”, afirmou na altura da atribuição do prémio, a 16 de outubro de 2018, o presidente do júri, o escritor e filósofo Kwame Anthony Appiah, acrescentando que esta “é uma história de brutalidade, de assédio sexual e resistência, à qual se junta um humor mordaz”.

A edição portuguesa, originalmente programa para maio, terá capa e título iguais à original. Já se encontra disponível para compra, em regime de pré-lançamento, na Wook.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rcipriano@observador.pt
Trabalho

Ficção coletiva, diz Nadim /premium

Laurinda Alves

Começar reuniões a horas e aprender a dizer mais coisas em menos minutos é uma estratégia que permite inverter a tendência atual para ficarmos mais tempo do que é preciso no local de trabalho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)