No Euro 2016, Robert Lewandowski gelou Portugal ao bater Rui Patrício logo aos dois minutos de jogo. Renato Sanches – ainda com a pele “Renato 2016” – rematou de fora da área à meia hora de jogo e arrebatou aí o prémio de melhor jovem jogador da competição. Os polacos lutaram, correram, combateram e só caíram nos penáltis, quando as luvas de Patrício foram mais fortes que o crer de Blaszczykowski.

Na Rússia, o crer será exatamente o mesmo. A vontade de ganhar e a certeza de o poder fazer é igual. Lewandowski volta a ser o líder de uma equipa que esteve muito perto de se apresentar no Mundial sem um dos principais trunfos, o central Glik, que se lesionou num treino enquanto tentava um pontapé de bicicleta, horas antes de Adam Nawalka anunciar a convocatória. O jogador do Mónaco recuperou a tempo e juntou-se à comitiva polaca.

O setor defensivo pode ser contudo o calcanhar de Aquiles da Polónia: a equipa teve a pior defesa da qualificação europeia.

Szczesny; Piszczek, Kamiński, Pazdan, Beresznki; Błaszczykowski, Kurzawa, Krychowiak, Grosicki; Milik e Lewandowski.

Adam Nawalka (polaco)

Robert Lewandowski (Bayern Munique)

https://www.youtube.com/watch?v=uS3qPS7J0hY

Convocados

Guarda-redes: Bartosz Bialkowski (Ipswich Town), Łukasz Fabiański (Swansea) e Wojciech Szczesny (Juventus);

Defesas: Bartosz Beresznki (Sampdoria), Thiago Cionek (SPAL), Marcin Kamiński (Estugarda), Artur Jędrzejczyk (Légia Varsóvia), Michał Pazdan (Légia Varsóvia), Łukasz Piszczek (Borussia Dortmund) e Jan Bednarek (Southampton);

Médios: Jakub Błaszczykowski (Wolfsburgo), Jacek Góralski (Ludogorets), Kamil Grosicki (Hull City), Grzegorz Krychowiak (PSG/West Bromwich Albion), Layvin Kurzawa (PSG), Karol Linetty (Sampdoria), Sławomir Peszko (Lechia Gdańsk), Maciej Rybus (Lokomotiv Moscovo), Piotr Zieliński (Nápoles);

Avançados: Robert Lewandowski (Bayern Munique), Dawid Kownacki (Sampdoria), Arkadiusz Milik (Nápoles) e Łukasz Teodorczyk (Anderlecht).

Ranking FIFA: 8.º

Presenças em fases finais: 8

Última participação: 2006

Melhor resultado: 3.º lugar em 1974 e 1982

Antevisão: “Sabemos como temos de estar preparados para os jogos, tanto mentalmente como fisicamente. Vamos basear a nossa preparação nas nossas experiências no Euro 2016, quando não arriscámos de forma alguma e usámos o potencial da nossa equipa ao máximo”, Adam Nawalka, à World Soccer.