Já lá vão 20 anos desde que a França ganhou o primeiro (e único) Mundial da sua história. No dia 12 de julho de 1998, no Stade de France, a seleção gaulesa venceu o Brasil por 3-0 — Zidane marcou por duas vezes. No meio campo, um jogador com a camisola número sete usava a braçadeira de capitão. O seu nome: Didier Deschamps. O agora selecionador, contratado em 2012 e que acordou em outubro a extensão do vínculo até 2020, vai tentar repetir o feito ao leme de uma equipa que tem no ataque o seu ponto forte, com Griezmann e Mbappé.

A qualificação para a Rússia não foi fácil e começou logo com um empate frente à Bielorrússia. Pelo meio houve ainda uma derrota com a Suécia e um empate com o Luxemburgo e a presença no Mundial só foi garantida na última jornada.

A equipa francesa parte para o torneio na Rússia com legítimas aspirações a conseguir um bom resultado mas com algumas preocupações: o defesa Benjamin Mendy só voltou à competição em abril, depois de se ter lesionado em setembro (fez oito jogos no total da época pelo Manchester City) e Paul Pogba fez uma temporada marcada pela inconsistência de exibições no Manchester United de Mourinho.

Hugo Lloris;  Djibril Sidibé, Raphaël Varane, Samuel Umtiti e Benjamin Mendy; Blaise Matuidi, N’Golo Kanté e Paul Pogba; Antoine Griezmann, Kylian Mbappé e Thomas Lemar

Didier Deschamps

Antoine Griezmann

https://www.youtube.com/watch?v=Ya0QfG94WlQ

Convocados

Guarda-redes: Hugo Lloris (Tottenham), Steve Mandanda (Marselha) e Alphonse Aréola (Aréola)

Defesas: Djibril Sidibé (Mónaco), Raphaël Varane (Real Madrid), Samuel Umtiti (Barcelona), Benjamin Mendy (Manchester City), Lucas Hernández (Atlético de Madrid), Presnel Kimpembé (Paris Saint-Germain), Benjamin Pavard (Estugarda) e Adil Rami (Marselha)

Médios: Blaise Matuidi (Juventus), N’Golo Kanté (Chelsea), Paul Pogba (Manchester United), Nabil Fekir (Lyon), Corentin Tolisso (Bayern de Munique), Steven N’Zonzi (Sevilha) e Florian Thauvin (Marselha)

Avançados: Antoine Griezmann (Atlético de Madrid), Olivier Giroud (Chelsea), Kylian Mbappé (Paris Saint-Germain), Ousmane Dembélé (Barcelona) e Thomas Lemar (Mónaco)

Ranking FIFA: 7.º

Presenças em fases finais: 14

Última participação: 2014

Melhor resultado: Campeão (1998)

Antevisão: “Eu e o meu staff passámos muito tempo a preparar a campanha neste Mundial e é esse o meu foco. Estou apenas concentrado em ir para a competição e fazer o melhor que sei”, disse Didier Deschamps à World Soccer