Imaginemos que Cristiano Ronaldo se tinha lesionado e não ia ao Mundial. Ou imaginemos também que o mesmo tinha acontecido a Lionel Messi na Argentina. Foi exatamente isso que aconteceu à Tunísia: Youssef Msakni, o jogador mais criativo da equipa, lesionou-se no joelho e não recuperou a tempo de viajar para a Rússia. Naïm Sliti, avançado do Lille emprestado ao Dijon, tornou-se a principal referência ofensiva da equipa.

A Tunísia regressa a um Campeonato do Mundo 12 anos depois: nunca passou da fase de grupos e o mais provável é que ainda não seja desta, já que o sorteio não foi simpático e colocou a seleção africana junto a Bélgica e Inglaterra.

Apesar de dispensável no Sunderland, Wahbi Khazri fez uma época fenomenal no Rennes, onde esteve emprestado, e chega ao Mundial com fome de golos. Resta saber se os habituais problemas disciplinares – é conhecido pelo mau feitio e os recorrentes cartões vermelhos – não o irão limitar.

Hassan; Nagguez, Meriah, Benalouane, Haddadi; Sassi, Skhiri, Badri, Khaoui; Sliti e Khalifa.

Nabil Maâloul (tunisino)

Naïm Sliti (Lille/Dijon)

Convocados

Guarda-redes: Aymen Mathlouthi (Al-Batin), Farouk Ben Mustapha (Al-Shabab) e Mouez Hassan (Nice/Châteauroux);

Defesas: Hamdi Nagguez (Zamalek), Dylan Bronn (Gent), Rami Bedoui ( Étoile du Sahel), Yohan Ben Benalouane (Leicester), Syam Ben Youssef (Kasımpaşa), Yassine Meriah (CS Sfaxien), Oussama Haddadi (Dijon) e Ali Maâloul (Al Ahly);

Médios: Ellyes Skhiri (Montpellier), Mohamed Amine Ben Amor (Étoile du Sahel/Al Ahli), Ghailene Chaalali (ES Tunis), Ahmed Khalil (Al Ain), Saîf-Eddine Khaoui (Marselha/Troyes) e Ferjani Sassi (Al-Nassr);

Avançados: Fakhreddine Ben Youssef (Al-Ettifaq), Anice Badri (ES Tunis), Bassem Srarfi (Nice II), Wahbi Khazri (Sunderland/Rennes), Naïm Sliti (Lille/Dijon) e Saber Khalifa (Club Africain).

Ranking FIFA: 21.º

Presenças em fases finais: 5

Última participação: 2006

Melhor resultado: Fase de grupos

Antevisão: “Vamos tentar jogar o nosso jogo e impor-nos, ainda que seja um grupo difícil devido à Inglaterra e à Bélgica. Vamos tentar estar taco a taco e porque não tentar chegar aos oitavos de final?”, Nabil Maâloul, à World Soccer.