352kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

João Adrião

Convidado

Artigos publicados

Governo

Contem com mais um Natal estragado

Os portugueses são apelidados ora de heróis, ora de irresponsáveis, por políticos que passam uma ideia patética de controlo sobre a natureza que ora corre bem por eles, ou mal por não lhes obedecer.
Meteorologia

Finda a COP26, uma crónica do fim do Mundo em 2072

Sosseguem, não vamos morrer todos. O clima até pode aquecer e complicar-nos a vida, todavia somos cada vez menos afetados pelos seus caprichos: é a tecnologia, estúpido, a que rebate o catastrofismo.
Alterações Climáticas

Sr. Presidente, saia da cruz que já lá está Jesus

Sr. Presidente, que tal compreender que fé, verdade ou consenso não são coisas de ciência, que muito disto é política – e politiquice – e ao invés promover o debate, o contraditório, a participação.
Alterações Climáticas

COP26: temos é que começar já

Quer isso dizer que estamos condenados ao inferno? Bem, como também é costume em todos estes eventos, vem sempre um próximo a dizer que "ainda vamos a tempo, temos é que começar já". Nada de novo…
Energia

É a pensar nos pobres, dizem eles

Então os portugueses (responsáveis por 0,17% das emissões globais) têm empobrecido com a estagnação do país nestes anos, muitos até vivem na miséria, e a solução é fazer-lhes doer ainda mais o bolso?
Clima

Os mandachuvas

O pensamento mágico continua com os que acham ter a solução para o clima que queremos: a lei. Estes bem-intencionados desejam algo impossível. A instabilidade é a norma.
Liberdade de Expressão

Os malditos negacionistas do Observador 

O mal está em quem se dá ao trabalho de pensar. Contra esses, o objetivo é insultar, intimidar, desacreditar qualquer ponto de vista oposto: quem não concorda connosco, é porque é maluco.
Natureza

O futuro dos animais: parques ou santuários?

Com santuários para peixinhos de aquário, paraísos para tartarugas, cidades para cães e gatos, muitos são os novos desígnios a competir pelo escasso dinheiro disponível para conservar a natureza.
Escolas

O "regime" talibã

Escolhendo a via preguiçosa, aparecem coisas destas: os filhos dos ricos a comprar no café, os filhos dos remediados a levar comida de casa e os filhos dos pobres amarrados à dieta de talibãs do prato
Coronavírus

As vacinas e a cegueira presidencial

Vamos continuar a fingir que estamos a caminhar para o sonho da imunidade que elimina o vírus? Vamos continuar a ignorar quem precisa, martirizando para seu próprio bem quem não precisa?
Inundações

Alemanha: como não é só em Portugal que há cheias

Um dia a coisa dá-se e lá vem um ministro dizer que é obra de Deus (Albufeira) ou um Presidente que foi imprevisível (Pedrogão). Ciclo após ciclo "é preciso que mude algo para que tudo fique na mesma"
Ambiente

A Matos Fernandes o que é da sua competência

Sr. Ministro, deixe lá de instrumentalizar a ciência para propaganda. Deixe à ciência o que é da ciência: produzir conhecimento que enriqueça o debate, tão necessário para boas decisões políticas.
Incêndios

Pedrógão, o Presidente e a estátua invisível 

Quatro anos depois, o “barril de pólvora” vai crescendo. Mais uns anos e está o caldo cozinhado para nova tragédia, ficando à espera do dia fatídico que abane a panela e o faça entornar.
Ambiente

As ovelhas de Lisboa

Interessado em erva e não em cartazes eleitorais, o primeiro rebanho urbano já pasta. E para muitos, quer miúdos quer graúdos, vê-lo a trabalhar tem sido uma curiosidade e um gosto.
Incêndios

Tapar o sol com uma peneira de 5 metros

Marcelo disse, há dias, que estamos muito melhores. Aconselhava-lhe um pouco mais de cautela, Sr. Presidente. Tais palavras são parte previsível de um caminho já velho, rumo a nova catástrofe.
Alimentação

(Dia da) Biodiversidade na nossa mesa

Se nos preocupamos e queremos ajudar, a Dieta Mediterrânica, elevada a Património da Humanidade, vai ao encontro dos objectivos: melhor saúde, economia, cultura, ambiente.
Conservação da Natureza

50 anos do Gerês: cheira mal, cheira a Lisboa

Valor turístico? Algum. Mas às pessoas que por ali moram, pouco ou nenhum lhes calha. Pagam antes, com os seus impostos, o turismo que enriquece Lisboa.
Agricultura

Odemira e a nossa cegueira

Se pagamos pouco, aos trabalhadores das estufas, tal como a outros agricultores, pastores, etc., só chegam migalhas. Somos nós, que compramos azeite barato, que nos admiramos com olivais intensivos?
Ambiente

A Torre Bela e o cartaz feio

Mesmo ignorantes que escrevem algo como “energias 100% limpas”, terão neurónios suficientes para perceber que apontar o dedo aos outros é pouco prudente.
Lisboa

Árvores: Medina, o bota abaixo? 

Há muito com que contestar Fernando Medina, como aliás qualquer autarca. Mas acusar Medina de arboricida, roça o ridículo.
A página está a demorar muito tempo.