Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Como dizia, há décadas, Boris Vian, ao protestar contra a guerra e o serviço militar (Le Déserteur, 1954), senhor Presidente, faça qualquer coisa por nós! Há tempos, o senhor chegou a dar impressão de querer intervir nesse sentido mas, afinal, parece que me enganei… Volto, contudo, a insistir: sr. Presidente, ajude o actual Governo a demitir-se ou, pelo menos, a mudar de comportamento, começando por limpar os ministérios, secretarias de Estado, presidências camarárias e outras prebendas inventadas para remunerar os membros do PS.

Obrigue SFF o Primeiro-Ministro a reduzir o elenco governamental para metade e liberte o país da deletéria saliência mediática das individualidades a que me refiro, cujo comportamento e/ou inadequação aos respectivos cargos são e conhecidos de todos! Não citarei o nome delas e deles, pois o sr. Presidente sabe melhor do que ninguém de quem se trata e das consequências da sua permanência no poder, o que só contribui para aumentar a indiferença popular e a abstenção eleitoral. Repare-se que a abstenção real às eleições parlamentares, para não falar das autárquicas, é bem maior do que a abstenção nas presidenciais deste ano.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.