A inspetora da Polícia Judiciária Ana Saltão, acusada de matar a avó do marido a tiro, em 2012, foi condenada a 17 anos de prisão pelo Tribunal de Relação de Coimbra, depois de ter sido absolvida por um tribunal de júri.

A advogada da inspetora, Mónica Quintela, confirmou a pena e disse à agência Lusa que vai recorrer da decisão para o Supremo Tribunal de Justiça.

A inspetora da PJ tinha sido absolvida a 08 de setembro de 2014 pelo Tribunal de Coimbra. Nessa ocasião, o Ministério Público indicou que ia recorrer da decisão.