A Justiça brasileira já recuperou para o Estado cerca de 2,4 mil milhões de reais (565,5 milhões de euros) desviados da Petrobras por uma rede de corrupção formada por políticos e empresários. Este valor, segundo o jornal O Globo, é equivalente a um terço dos 7,2 mil milhões de reais (1,6 mil milhões de euros) que comprovadamente foram desviados para pagamentos de suborno a políticos e dirigentes da Petrobras.

Os cálculos feitos pelo jornal brasileiro em função das informações divulgadas até agora pela justiça, há cerca de 20 empresas e meia centena de políticos de diversos partidos envolvidos neste esquema de corrupção. Estimativas da operação Lava-Jato (investigação feita Polícia Federal e Ministério Público brasileiro) apontam que o buraco nos cofres públicos pode ultrapassar os 15 mil milhões de reais (3,5 mil milhões de euros).

Mais de 700 casos seguem em investigação, com processos instaurados e metade das 16 construtoras acusadas de participar do esquema de corrupção na Petrobras também segue na condição de investigada, sem denúncia formalizada à Justiça.