Tal como a Volkswagen aproveitou o Salão de Frankfurt para revelar a actualização que operou no e-up!, tornando o pequeno citadino mais interessante do ponto de vista da autonomia que oferece, também a Seat levou ao certame germânico o “mano” espanhol do VW e-up!. Apresentado em Oslo, no passado mês de Junho, o Mii electric será produzido em larga escala, em Bratislava (Eslováquia), ao lado dos congéneres alemão e checo (Skoda Citigoe iV). A novidade é que a Seat aproveitou a feira alemã para revelar quais os preços que irá praticar localmente. Na Alemanha, será possível adquirir o primeiro BEV do construtor de Martorell por 16.300€, depois de incentivos. Haverá ainda a opção de efectuar um leasing a 36 meses, sem entrada inicial, por valores desde 145€/mês.

Em 14 mercados, onde Portugal não está incluído (Alemanha, Itália, França, Espanha, Reino Unido, Áustria, Bélgica, Holanda, Suíça, Dinamarca, Finlândia, Noruega, Suécia e Polónia), as pré-vendas arrancam agora, estando a ser comunicado aos clientes que deverão receber o seu Mii electric no início de 2020. Precisamente na altura em que a marca espanhola, tal como a Volkswagen, planeia introduzir o seu citadino exclusivamente a bateria no mercado português. Sucede que cá as reservas do e-up! poderão começar a ser colocadas em Outubro, tendo a marca já feito saber que o valor de aquisição rondará os 20.000€. Na Alemanha, onde as encomendas abrem dentro de dois dias, o e-up! custará, depois de incentivos, 17.595€. Ou seja, uma diferença de 1295€ para o “mano” da Seat e de 1025€ para o Citigoe iV (16.570€), o que coloca a proposta espanhola como a mais acessível. Como este deve ser o alinhamento de preços definido para os mercados europeus, é expectável que em Portugal o Mii electric venha a ser proposto por valores na casa dos 18.000€, após ajudas governamentais.

De recordar que qualquer um dos citadinos do Grupo Volkswagen homologa 260 km de autonomia em WLTP, está limitado a uma velocidade máxima de 130 km/h e conta com um motor eléctrico de 61 kW (83 cv) e 212 Nm de binário máximo, sendo alimentado por uma bateria de iões de lítio com 36,8 kWh de capacidade.