480kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Ruth Manus

Colunista

Nasci em São Paulo em 1988, sou advogada, professora universitária e escritora. Vivo entre Lisboa e o Brasil. Me formei em Direito na Pontifícia Universidade de São Paulo, onde me pós graduei em Processo do Trabalho e cursei meu mestrado. Vivi em Paris e em Roma, onde cursei minha pós graduação em Direito Sindical. Em Portugal, fiz uma pós graduação em Direito Europeu e agora finalizo o doutoramento em Direito Internacional, ambos na Clássica. Sou professora de Direito do Trabalho e Direito Internacional. Escrevo no Observador desde 2016. Tenho 7 livros publicados. Apaixonada por Portugal e pelo Brasil desde sempre.

Artigos publicados

Livros

Essa coisa ultrapassada chamada livro

A leitura demanda tempo, demanda calma e demanda, acima de tudo, dedicação integral. Não é possível ler enquanto se assiste às notícias ou enquanto se envia e-mails de trabalho no fim da noite.
Sentimentos

Saudades de Portugal

Em outros lugares do mundo também há céu. Há tosta mista. Há achocolatado. E também há pessoas refilando. Mas não é a mesma coisa.
Mulher

As mulheres nas reuniões de trabalho

Não se percebe que elogiar uma mulher por ser organizada, quando isso reflete numa carga extra de um trabalho subvalorizado, não é um elogio real.
Morte

Em busca da morte ideal 

Me convenço que a conversa essencial não é sobre a morte, mas sim sobre a vida. A grande questão que se coloca é sobre aquilo que se deixa. A porta pela qual se sai talvez não seja tão relevante.
Homem

Homens de 60 anos continuam sendo sedutores?

Homens não são ensinados a odiar o próprio corpo. Bem como mulheres não são ensinadas a procurar defeitos em corpos masculinos. Pelo contrário: nos ensinam a ver charme na barriguinha saliente.
Pessoas

O luto é um soco no rosto a cada lembrança

É impossível pedir para alguém que está de luto deixar isso para lá. Não há rota alternativa – porque todas elas estarão povoadas de memórias e, consequentemente, de socos.
Comportamento

Fuja dos seus problemas

Vivemos numa sociedade que nos incentiva a treinar a compreensão, a evitar a raiva. Ninguém nos dá um salvo conduto dizendo que podemos, às vezes, fugir para as colinas e deixar tudo como está.
Sentimentos

Carta ao pai que perdi

Como eu leio agora? Sua morte me deixou um pouco analfabeta. Comecei a ler os livros que você leu, tentando ler com seus olhos. O que será que ele pensou desse trecho?
Sexismo

Ah, mas homem é assim mesmo!

Ele não para de criticar quando eu estou dirigindo. Ele não faz ideia de quando se trocam os lençóis da casa.
Crónica

Manual da vida destruída

A vida nos é apresentada como uma linha do tempo em que só se evolui caminhando em frente. Mas a vida real tem voltas retornos, idas e vindas. A vida real pede recomeços.
Sentimentos

O luto não é uma linha reta

O fundamental é saber que não pode haver pressa. Nunca se deve presumir que o passar dos meses é sinônimo de cicatrização, sobretudo quando estamos falando do luto dos outros.
Homem

Presentes não idiotas para o mês das mulheres

Faça o certo por ser o certo, o justo por ser o justo. E não para ser elogiado, aplaudido, celebrado. Não há presente melhor do que a decência silenciosa.
Conflitos

Se Putin fosse mulher, essa guerra existiria?

Se as lideranças internacionais não fossem tão marcadas pela masculinidade tóxica, não nos encontraríamos neste cenário. Costa e Marcelo, em Portugal, são exemplos de lideranças não truculentas.
Morte

Diário do luto real

Venho descobrindo que o luto vivido calma é um privilégio de poucos. Pouquíssimos. O mundo não para porque você está sangrando. Nada deixa de acontecer em virtude do seu sofrimento.
Comportamento

O maior desafio da vida adulta

O desafio da vida é saber limitar o tamanho do medo. Escolher carregar os traumas na mochila, em vez de sermos a mochila nas costas dos traumas, deixando que eles nos levem para onde quiserem.
Sentimentos

O preço do amor

O amor, pura e simplesmente, sempre me pareceu uma falha de sistema, algo que esqueceram de nos cobrar. Até que um dia eu entendi. O preço do amor é a ausência.
Natal

Tristeza de Jesus com nossas celebrações de Natal

Repensemos os inúmeros embrulhos rasgados no chão das nossas salas enquanto há tanta gente sem um pão para comer, sem uma meia para vestir, sem um teto que lhes cubra.
TAP

TAP, não morra

Nem todas as empresas sobreviverão a essa pandemia. Mas os clientes já começam a fazer suas escolhas. Eu gostaria de poder decidir ficar com a TAP. Mas desse jeito está ficando difícil.
Ensino Superior

A enorme solidão de um doutorando

O medo de ser inútil. Medo de estar redigindo páginas e mais páginas que não servirão para nada, além das críticas dos membros do júri. Para que estou fazendo isso? Por que estou fazendo isso?
Sociedade

O medo diário de ser mulher

Quantas caminhadas noturnas evitamos? Quantos transportes coletivos não nos pareceram seguros? Tudo isso é uma pequena – muito pequena – amostra do medo diário com o qual vivem as mulheres.
A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.