Rádio Observador

Lituânia

Presidente lituana alerta para mísseis russos que podem atingir Lisboa

A presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaité, alertou que a Rússia está a proceder a uma "militarização muito agressiva e rápida" através da colocação de "mísseis que podem também atingir Lisboa".

A Presidente lituana acusou a Rússia de estar a utilizar a Lituânia para experimentar ataques cibernéticos

LITHUANIA'S PRESIDENT PRESS OFFICE / HANDOUT/EPA

A presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaité, alertou esta terça-feira que a Rússia está a proceder a uma “militarização muito agressiva e rápida” no enclave de Kalininegrado, através da colocação de “mísseis que podem também atingir Lisboa”. Dalia Grybauskaité falava aos jornalistas após um encontro com o Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, no Clube dos Oficiais de Kaunas, na Lituânia, de acordo uma gravação enviada à agência Lusa pelo Palácio de Belém.

Estamos face a uma militarização muito agressiva e rápida do setor de Kalininegrado, onde estão a ser colocados mísseis que podem também atingir Lisboa”, advertiu a chefe de Estado lituana, depois de “agradecer muito” a Marcelo Rebelo de Sousa a “ajuda de Portugal, que se intensificou após a ocupação [russa] da Crimeia em 2014”.

Marcelo visitou esta terça-feira os 140 militares portugueses em missão na Lituânia, numa deslocação de menos de 24 horas àquele país que chegou a fazer parte da antiga União Soviética.

A Presidente lituana acusou, por outro lado, a Rússia de estar a utilizar a Lituânia para experimentar ataques cibernéticos, que depois tenciona utilizar noutros países. “Os ataques cibernéticos e informáticos estão a ser experimentados no nosso país e a seguir aplicados nos outros países”, afirmou.

Além de agradecer o apoio militar de Portugal, Dalia Grybauskaité lembrou que os países membros da NATO, quer do Leste quer do Sul da Europa, têm “desafios muito similares” no contexto global e colocou a Bielorrússia entre os “países agressivos”. A Presidente lituana declarou que Portugal participou três vezes em missões de polícia aérea e prevê participar mais uma vez em 2018.

“Orgulhamo-nos de ter um parceiro tão compreensivo, tão fiável e tão bom como Portugal”, disse Dalia Grybauskaité, elogiando ainda a “parceria bilateral” em projetos culturais e afirmando que Portugal é “um dos destinos prediletos” dos estudantes Erasmus lituanos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)