351kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Rodrigo Adão da Fonseca

Colunista

Artigos publicados

Paulo Rangel

“Choque de produtividade”

Não se compreende que a renovação de um cartão do cidadão, que mais não é do que um documento de plástico com um chip, com caducidade conhecida desde a emissão, não seja um processo simples e atempado
Eleições Legislativas

Portugal no pós-geringonça

Rangel, o previsível vencedor, terá dois meses para demonstrar aos eleitores ser o líder providencial de que o país necessita, e não apenas o que estava disponível para afastar Rio.
Crise Política

Requiem pela Geringonça

Não considero negativa a destruição criativa em curso, que poderá fazer desaparecer partidos históricos ou epifenómenos recentes. Nem a reconfiguração dos equilíbrios. A mudanças podem ser saudáveis.
Orçamento do Estado

O Orçamento de todos os “negacionismos”

Desde 2015 que Portugal escolheu o caminho do empobrecimento alegre, elegendo governações sem qualquer preocupação com o futuro.
Proteção de Dados

O triunfo eleitoral da proteção de dados pessoais

A forma como Fernando Medina reagiu ao incidente da fuga de dados pessoais dos dissidentes russos foi-lhe fatal. A maior penalidade para o incumprimento não é penal mas sim reputacional.
Economia

Porque os salários são baixos?

Se parte do problema da produtividade está concentrado nas empresas, uma parte significativa dos problemas da produtividade, em Portugal, resulta também da forma como é aplicada a despesa pública.
Politicamente Correto

As falácias das “novas identidades”

Para os mais arregimentados, o que numa democracia liberal seria considerado um saudável debate é tido como “ofensivo” para o “oprimido”, com riscos reais para quem desalinhe do padrão moral dominante
Afeganistão

Um segundo olhar

Os que hoje regozijam com a capitulação militar dos EUA, ignoram que o novo teatro de operações se faz num mundo digital onde os EUA ditam, desde o início, as regras do jogo.
Sociedade

Como teria sido a pandemia sem redes sociais?

Uma cultura de opinião que é feita no momento, por referências construídas de raiz, sem continuidade histórica ou memória factual, condena as democracias à tirania e abre espaço aos manipuladores.
Pandemia

A Oeste nada de novo

A moralidade asséptica que apressadamente se consolidou com a crise pandémica nasceu da ação dos Estados mas encontrou numa população amedrontada, amorfa e ignorante espaço para a sua rápida aceitação
Produtividade

É possível produzir mais, trabalhando menos?

O que é preciso para Portugal ter produtividades médias próximas dos Países Baixos ou do Luxemburgo passa por emprego público, mais flexibilidade, sistemas fiscais mais competitivos, menos desperdício
Rui Pinto

Hacking ao serviço do bem ou destruição da prova?

Rui Pinto tem direito a um julgamento imparcial, mas considero irrefletido haver tanta gente com responsabilidades a incentivar a divulgação de documentação obtida como fruto de intrusões informáticas
Câmara Municipal Lisboa

Aprendendo com o “Medinagate”

O núcleo principal do que está em causa no “Medinagate” há muito que não deveria levantar dúvidas de enquadramento por parte de responsáveis políticos, mas também dos funcionários da administração.
Política

O futuro da política ou o novo contrato social

Agora, mais do que partidos de direita ou de esquerda, da recuperação pífia das grandes bandeiras caducas dos anos 60 e 70, urge encontrar respostas para os desafios dos tempos.
Iniciativa Liberal

Pós-liberalismo ou captura das ideias?

A suprema ironia é que a existência de um partido liberal, mesmo tendo na AR um único deputado, mas capaz de gerir bem a sua presença mediática, afastou das ideias liberais partidos como o CDS e o PSD
Tecnologia

O Censos 2021 e a proteção de dados

É fundamental que as entidades compreendam, que operar à escala global acarreta novas exigências em matéria de segurança e cumprimento de deveres legais que não é possível continuar a ignorar. 
Operação Marquês

A Justiça é cega

O sistema judicial que não conseguiu condenar Sócrates, o sistema político que lhe deu espaço de manobra, o núcleo partidário que o acolheu e promoveu e muitos dos seus protagonistas, continuam ativos
Política

Igualdade sem mediocridade

Desde que se firmaram, palavras como “liberdade” e “igualdade” têm sido capturadas pelos seus inimigos e usadas como armas de arremesso para impor soluções totalitárias e de normalização do pensamento
Tribunal Constitucional

As árvores morrem de pé

Só por manifesta inépcia por parte da Assembleia da República a eutanásia deixará de ser aprovada na atual legislatura, dado o sinal claro que o TC emitiu, sem que isso lhe tenha sido questionado.
Catalunha

Eu digo “Não” a todo o Terrorismo

O apelo de Hasél à violência e a recuperação do terrorismo são de enorme gravidade, puníveis na lei, que só a ignorância histórica ou o enviesamento político fazem por minimizar, confundir ou falsear.
A página está a demorar muito tempo.