Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Marco o número do serviço ao cliente.

O telefone chama, chama e, após bastantes toques aparece a famigerada voz gravada: “Ainda não foi possível atender a sua chamada. A sua chamada está em espera”. Música, literalmente, dão-me música. Depois aparece novamente a voz gravada: “Se pretende ser contactado nas próximas 24 horas deixe o seu número de telemóvel”. A banda continua.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.