Dark Mode 94,6 kWh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Paulo Tunhas

Colunista

Nasci a 18 de Maio de 1960. Licenciei-me em Filosofia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e doutorei-me, também em Filosofia, pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris. Sou professor no Departamento de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e investigador no Instituto de Filosofia da mesma Universidade. Publiquei, entre outros livros, Impasses, seguido de Coisas vistas, coisas ouvidas, em colaboração com Fernando Gil e Danièle Cohn (Europa-América), O Essencial sobre Fernando Gil (Imprensa Nacional/Casa da Moeda), O pensamento e os seus objectos. Maneiras de pensar e sistemas filosóficos (Edições da Universidade do Porto) e As questões que se repetem. Uma breve história da filosofia, em colaboração com Alexandra Abranches (D. Quixote). Na imprensa, colaborei regularmente, entre outros lugares, na revista Atlântico (2005-2008) e no jornal i (2009-2010).

Artigos publicados

A vida mal segura /premium

A ignorância e a incerteza, prévias à sua corrupção pelo interesse político, são constitutivas da ciência. E esta pandemia devia permitir que tomássemos consciência deste aspecto fundamental.
Liga dos Campeões

O verdadeiro milagre português /premium

226
O que esta presente gente que nos pastoreia faz é tudo menos comunicar ao país, honestamente, a sua situação. Para ressoar na cabeça dos outros é preciso que algo ressoe na cabeça do próprio.
Crónica

Muita memória, pouca história /premium

Como é que o golpe mortal dado no ”racismo sistémico” ao cortar a cabeça de Colombo não produziu ainda o almejado objectivo de nos tornar todos criaturas infinitamente amantes umas das outras?Mistério
Politicamente Correto

Da universidade para o mundo /premium

116
Grande parte dos delírios colectivos contêm na sua origem uma parte de verdade substantiva. O problema aparece quando essa parte de verdade se dilui num caldeirão de arbitrário e loucura.
Estados Unidos da América

A praga do entusiasmo niilista /premium

O que mais vejo a presente situação dos EUA é a necessidade de encontrar sempre alguém que moralmente esteja abaixo de nós, que represente, por contraste, todo o esplendor da nossa superioridade.
Crónica

As questões que se repetem /premium

Mesmo que em história o peso do discurso sociológico tenha recuado, a verdade é que (para utilizar um conceito ele mesmo sociológico) os seus efeitos perversos se sentem um pouco por todo o lado.
Política

Um gato pode olhar para um rei /premium

PS e PSD quase se confundem por inteiro. Costa apoia Marcelo, Rio apoia Costa. Apoiam-se uns nos outros. Como pode uma pessoa orientar-se assim? As más formas desorientam.
António Costa

A canção de Costa /premium

398
A canção de Costa, a canção que ele não hesita em tocar, é uma canção de hipocrisia e falta de vergonha. Merece ser cantada no festival do Avante! Se fosse a seguir a um elogio a Lénine era perfeito.
1 de maio

O confinamento intelectual /premium

Porque é que ao “estado de emergência” se sucede, como uma sua atenuação, o “estado de calamidade”? É que, para o comum dos mortais, uma “calamidade” é pior que uma “emergência”.
Governo

Um outro dia, parcial e impuro /premium

Toda a gente já percebeu que a austeridade é como as máscaras da senhora da DGS: não existe até ao momento em que for impossível contestar que ela está aí, em plena força.
25 de Abril

O miminho de Ferro Rodrigues /premium

190
Podem atribuir-se as intervenções em catadupa de Ferro Rodrigues, cada uma mais grotesca do que a anterior, e o delírio do personagem, ao seu natural e abundantemente provado sectarismo. Mas não chega
Coronavírus

A filosofia espontânea dos intelectuais /premium

105
Tal filosofia espontânea, que sobrevive no coração da sua elaborada “sofisticação”, conduz sempre à crítica do capitalismo, aí onde ela não vem de todo a propósito. Será que isto nos deve surpreender?
Crónica

Vidas de ciclope /premium

Tenho seguido os briefings diários da directora-geral da Saúde e da ministra (ou do secretário de Estado) da Saúde. Como toda a gente, ando perplexo com a evolução da doutrina sobre o uso de máscaras.
Coronavírus

A Europa de ontem /premium

Como não perceber os governos alemães, holandeses, austríacos e finlandeses, são directamente responsáveis, em virtude da democracia, convém lembrá-lo, perante a vontade dos seus eleitores?
Coronavírus

Isolamento e sociedade /premium

Como um drogado, continuo na SIC Notícias, quando devia era ver a CMTV. Com todos os seus defeitos, a CMTV não padece da combinação de moralismo e lirismo de fancaria que a SIC nos oferece diariamente
Coronavírus

A fragilidade /premium

As várias formas de fragilidade mental de Louçã, bloquistas e outros aparentados contêm em si um princípio de não-solidariedade com a experiência humana comum que tendem manifestamente para o letal.
Filosofia

Uma experiência de libertação /premium

Os grandes clássicos pedem para ser traduzidos, porque só assim podem verdadeiramente influenciar a nossa linguagem e, indirectamente, a nossa maneira de pensar, abrindo-lhe novas possibilidades.
Serviço Nacional de Saúde

Banalidades sobre o SNS /premium

Mas é preciso falar do negativo. Não falaria de mim, de resto, se não fosse assim. O negativo, ter-se-á adivinhado, é o estado presente do SNS. Indo mais directamente ao assunto: o negativo é político
Presidente Trump

Por Trump /premium

196
O adversário, o Partido Democrático, começou a evoluir, já desde Obama, em direcção a um neo-socialismo e a uma fixação em políticas identitárias e num ambientalismo radical que beneficiam Trump.
Arte

A solidão do mundo da arte em Leça da Palmeira /premium

134
A imposição, num país pobre em que quase tudo de essencial funciona mal, de uma obra paga a 300.000 euros pelos contribuintes manifesta falta de pudor.
A página está a demorar muito tempo.