Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Grande notícia! Com ou sem surpresa é uma excelente notícia saber que o padre e o poeta em breve vestirão um novo hábito. Ou melhor, uma nova veste, a cardinalícia veste púrpura que, a bem dizer, nem combina muito com a simplicidade e a discrição de quem gosta de se vestir de preto, branco e antracite.

José Tolentino Mendonça, bibliotecário do Vaticano, já era arcebispo e sabemos que era mais que previsível que fosse feito cardeal, mas como se tem dito e repetido, poucos esperavam que acontecesse já, aos 53 anos. Penso que ele próprio ainda não terá despertado completamente do sonho de que falava quando partilhou o convite do Papa, quando este lhe ligou a pedir que orientasse o seu retiro de Quaresma, no ano passado.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.