353kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Alexandre Homem Cristo

Colunista

Nasci a 12 de Fevereiro de 1985, licenciei-me em ciência política na Universidade Católica Portuguesa, e concluí o meu mestrado em Política Comparada no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-UL). Desempenhei funções de assessor parlamentar na Assembleia da República (2012-2015) e fui conselheiro no Conselho Nacional de Educação (2013-2015). Escrevi o estudo Escolas para o Século XXI, publicado em livro pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, em 2013. Na imprensa, tive uma coluna semanal no jornal i (2012-2014). Colaboro com o Observador desde 2014.

Artigos publicados

Vacinas

Que falta de bom-senso, senhores pediatras

A SPP recomenda a vacinação a partir dos 5 anos com vista à protecção das crianças, não contra a Covid-19, mas contra confinamentos (i.e., decisões políticas). Que enorme incoerência e falha ética.
Coronavírus

Histeria e política em tempos de Covid-19

Não faz sentido regressar às restrições Covid-19 do passado recente. Se tal acontecesse, poder-se-ia interpretar a opção como cedência ao medo ou como estratégia ao serviço de interesses eleitorais.
Eleições Legislativas

Um bloco central mataria o PSD

Um bloco central apenas serviria os interesses comuns de Costa e Ventura. Seja mantendo o aparelho socialista instalado no poder, seja retirando o PSD da liderança de uma alternativa política.
Crise Política

Ninguém vota em líderes com medo

Rio e Rodrigues dos Santos não são líderes partidários à altura das responsabilidades que se impõem sobre a direita parlamentar: agregar e criar uma dinâmica de renovação política para derrotar o PS.
Crise Política

Os dois erros de Marcelo (que Costa agradece)

Marcelo errou ao agir como se valesse tudo para aprovar o OE 2022. E errou quando apontou a eleições em Janeiro (com a direita em renovação). Ambos os erros servem as intenções de António Costa.
Governo

Eventos-piloto: incompetência sem fim

Os resultados dos eventos-piloto na Cultura continuam por publicar. Passaram-se quase 6 meses — 175 dias. Só se conhecem os atrasos, os passa-culpas e as versões contraditórias. Isto já envergonha.
Orçamento do Estado

O que não se entende nos orçamentos à portuguesa

Atrasos na entrega, crispação por falta de negociação, inexistência de reformas, preguiça no escrutínio e ausência de dados de execução orçamental. Deveríamos ser mais exigentes no debate do OE.
Pré-escolar

Pré-escolar obrigatório? Sim, mas

Com ou sem obrigatoriedade, o desafio reside na criação de oferta gratuita de pré-escolar logo aos três anos. Se abdicasse dos preconceitos ideológicos, o governo resolveria o problema rapidamente.
Política

Ganhar o país (sem Rui Rio e sem o Chega)

Lisboa e as três lições para a direita: o PS não é invencível; a polarização em nome da mudança é necessária, mas incompatível com Rio (que tem de sair); a direita não precisa do Chega para ganhar.
Escolas

A incompetência da DGS na abertura do ano lectivo

Isto de sermos os campeões da vacinação, afinal, (ainda) serve de pouco: somos os mais lentos a ajustar as normas sanitárias para garantir que as escolas podem realmente funcionar.
Educação

6200 euros: pressão sobre as escolas públicas

Ao gabar-se do custo de 6200 euros por aluno nas escolas estatais, o governo contrariou-se, elevou a pressão sobre si mesmo e legitimou quem defende o financiamento público à frequência dos colégios.
Política

Já não há paciência para os jogos de Marcelo

Portugal é um país onde os cidadãos são tratados como crianças, onde ninguém responde ao essencial e onde o Presidente da República, em vez de meter ordem nisto, investe em intrigas e jogos políticos.
Educação

A promessa que não se ouve nas autárquicas

No meio de tantos projectos de rotundas, jardins em cada bairro, centros de saúde ou linhas de metro, que refrescante seria se os candidatos autárquicos prometessem, simplesmente, escolas melhores.
Educação

O sistema educativo sombra

O problema do acesso ao ensino superior não é racial, é de pobreza e de baixas expectativas. E isso não se resolve com atalhos e quotas, resolve-se com um apoio sério e sustentado à aprendizagem.
Autárquicas 2021

A vacinação indevida dá punição ou prémio?

José Calixto e Isilda Gomes foram vacinados indevidamente? Tudo indica que sim. Mas estão no centro do poder socialista e ganham eleições. E isso, na balança partidária, vale muito mais do que a ética
Política

Cabrita, eventos-piloto, vacina +12: há respostas?

Na política, a opacidade só compensa porque nós, enquanto cidadãos, assim o permitimos. Insistamos em fazer perguntas, precisamente para que não caiam em esquecimento. Estas três precisam de resposta.
Vacinas

O medo tem de parar de vencer

A DGS será pressionada a rever a sua decisão. Ora, vacinem-se crianças ou não, pede-se apenas isto: que a decisão seja suportada pelas evidências científicas. Tudo o resto seria uma vitória do medo.
Vacinas

Querem vacinar os jovens? Então, expliquem-se

Ir mais longe nas medidas do que possa ser estritamente necessário é sujeitar as crianças a riscos que, mesmo que não se chamem Covid-19, poderão vir a ser ainda mais prejudiciais para a sua saúde.
Cultura

Incompetência ou opacidade?

O primeiro evento-piloto na cultura foi há 3 meses e não há resultados. Ou se deve a incompetência. Ou deve-se à falta de vontade para divulgar os resultados. Até quando se pode tolerar este silêncio?
Democracia

Segregacionismo? Não, obrigado

Passou-se a linha vermelha e aceitou-se que uma sociedade livre como a nossa adoptasse práticas segregacionistas, dividindo os vacinados e os não-vacinados como cidadãos de primeira ou de segunda.
A página está a demorar muito tempo.