O poder corrompe ou as pessoas corrompíveis gostam mais do poder? Os políticos perigosos são-no porque nasceram assim ou o sistema tornou-os assim? A democracia é o melhor sistema para garantir limites ao poder ou está a perder essa capacidade?

Estas foram algumas das perguntas a que Brian Klaas se propôs a responder quando começou a escrever o livro Corruptíveis: o poder corrompe ou atrai os corruptos? (Ed. Bertrand). Para isso, entrevistou psicólogos, politólogos, neurologistas e, é claro, políticos — desde o antigo primeiro-ministro britânico Tony Blair até ao ex-Presidente de Madagáscar, Marc Ravalomanana, que chegou a estar preso por abuso de poder.

“Corruptíveis” (Ed. Bertrand)

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.