Índice

    Índice

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Faltam poucos dias (ou semanas) para a chegada da primeira vacina contra a Covid-19 a Portugal, mas ainda há uma série de interrogações quer sobre a própria vacina, quer sobre o plano de vacinação. Os problemas que já ocorreram no Reino Unido e nos Estados Unidos com a Pfizer/BioNTech mostraram que nem tudo pode correr bem no processo de vacinação, mas os especialistas ouvidos pelo Observador desvalorizam e garantem que episódios como as reações alérgicas são normais e podem ocorrer com medicamentos tão comuns como o paracetamol.

Mesmo sem queixas de reações tão adversas como estas, a vacina contra a Covid-19 pode desencadear efeitos secundários (as primeiras no mercado europeu, e em Portugal, serão também as da Pfizer/BioNTech) como dores no local da injeções, dores de cabeça e até mesmo febre em alguns dos pacientes. É normal, sim, mas como a vacina não é 100% eficaz e demora longas semanas até produzir um efeito protetor contra o novo coronavírus, continuará a ser importante telefonar ao SNS24 quando tiver sintomas desta natureza: pode mesmo ser Covid-19.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.